29 de mar de 2017

"É uma vergonha", declara o vereador Maykon Nunes, em relação a Reforma da Previdência

Maykon Nunes (PT do B), em seu pronunciamento na audiência pública na C.M.U / Foto: Ricardo Pereira / Assessoria de Imprensa da C.M.U 

O vice-presidente da Câmara Municipal de Umarizal-RN, Maykon Nunes (PT do B), participou nessa última terça-feira (28) da audiência pública realizada no Poder Legislativo Municipal, na qual tratou sobre a Reforma da Previdência Social no Brasil. A audiência contou com a presença de vários representantes da sociedade civil, associações, representantes da igreja católica, evangélica, sindicatos entre outros. 

O parlamentar iniciou o seu pronunciamento, relatando que é com uma imensa tristeza que o mesmo vem a essa audiência, por está lutando por um direito já adquirido por todos os brasileiros que é aposentadoria, “Porque estamos lutando por um direito adquirido, há muito tempo já. Na qual acho o que está acontecendo no Brasil é uma vergonha”, disse.

Maykon Nunes (PT do B), destaca que os representantes (Deputados Federais, Senadores) do povo em Brasília-DF, não estão fazendo o que é para ser feito, “Que é defender os direitos da população brasileira”, disse. 

O parlamentar sugere que todos os brasileiros, saiam às ruas manifestando-se contra a Reforma Pública e a Terceirização que foi aprovada nesses últimos dias. 

Foto: Ricardo Pereira / Assessoria de Imprensa da C.M.U 

"Portanto temos que ir as ruas, manifestar contrário a terceirização e ao contrário também sobre a Reforma da Previdência, que é uma brincadeira e uma tapa na cara da população brasileira. Diante disso tenho certeza, enquanto vereador juntamente com os meus colegas vereadores onde juntos fazemos a Câmara Municipal de Umarizal-RN, estaremos nessa luta até o fim, porque direito adquirido não se tira, o que se pode fazer é agregar mais, porque o trabalhador brasileiro ele sofre bastante. E tenho certeza que o povo brasileiro irá se unir, e barrar essa Reforma da Previdência”, disse. 


Assessoria de Imprensa da C.M.U 

Nenhum comentário:

Postar um comentário