9 de jul de 2015

Neste último final de semana que passou aconteceu no sítio Rapé mais uma festa de gado, a vaquejada reuniu mais de duas mil pessoas durante os dias 04 e 05 de julho...




Confira algumas fotos da galera que esteve marcando presença....

Segundo informações a vaquejada do Park Francisco Cláudio foi uma das maiores já acontecidas por toda a região. Desde de já este blogueiro parabeniza "PAULO E TODA A FAMÍLIA BATISTA" Foi tudo muito bem organizado... 











E que venha mais uma no próximo ano se Deus quiser...

Notícia Ruim para os municípios - FPM reduz em 20% e acentua crise econômica dos municípios do RN


É com extrema preocupação que a Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte (FEMURN) recebeu a notícia de mais uma redução nas receitas dos municípios potiguares. O primeiro decêndio de julho do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) que vai entrar nas contas das prefeituras hoje (09) será 20% menor que o repasse realizado no mesmo período de 2014 em valores brutos e nominais. No RN, em decorrência dessa situação, prefeitos analisam como vão gerenciar as despesas em suas cidades.
O presidente da FEMURN, Francisco José Júnior, chama atenção para a realidade econômica dos municípios, onde as prefeituras possuem demandas cada vez mais crescentes. “O custo básico que temos que arcar em nossas prefeituras, estão muito aquém do que é repassado. As receitas estão decadentes, tornando a gestão insustentável economicamente. Como se não bastasse as reduções, ainda há a possibilidade de erro de cálculo. Estamos estudando como vamos solicitar a reposição destes valores. A situação preocupa”, analisou.
Além da queda do repasse em relação a julho de 2014, o valor referente à parcela de 0,5%, montante garantido às prefeituras com a emenda Constitucional 084, negociada com o Congresso e o Governo Federal, veio errado. Ele levaria em conta a transferência de um ano, e não apenas dos seis primeiros meses de 2015. O texto final definiu equivocadamente que a transferência aos municípios deve ser apenas dos seis primeiros meses deste ano. Dessa forma, em valores totais, o FPM sofreu uma queda de cerca de 50%.
Para o prefeito de Vera Cruz, João Paulo Cabral, a situação é delicada e exige atenção. “As cotas estão vindo muito menores do que as registradas nos meses anteriores, o quadro inflacionário também tem contribuído para o agravamento. Isso vem comprometendo a permanência de atividades nos municípios, temos que pagar fornecedores, funcionários, e arcar com outros custos, o FPM repassado está sendo insuficiente. Se a situação de decréscimo persistir nos meses seguintes, sem dúvidas, os serviços essenciais também serão comprometidos”, destacou.
Em fevereiro, após uma outra baixa, no FPM, o presidente da FEMURN, junto com os prefeitos potiguares expuseram, em audiência com o Governador Robinson Faria, a situação. Na ocasião foi apresentado ao chefe do executivo potiguar um relatório de perdas decorrentes das baixas nos repasses, também foi solicitado a inclusão das prefeituras no plano de aplicação do empréstimo de R$ 850 milhões assegurados pela Assembleia Legislativa.
VALORES LÍQUIDOS A SEREM REALIZADOS DO FPM :

0.6- 135.071,31.
0.8- 180.085,08.
1.0- 225.118,85.
1.2- 170.142,62
1.4- 315.166,39.
1.6- 360.190,15.
1.8- 405.213,92.
2.0- 450.239,33.
ASSESSORIA DE IMPRENSA FEMURN
Alexandra Ferreira - 8741-1356
Louise Aguiar - 9607-3651

Amanhã sexta – feira dia (10) será a vez do vereador Zé Moura (PSDB) conceber uma entrevista na FM fraternidade.

Confirmado para amanhã sexta – feira dia (10), uma entrevista com o vereador Zé moura (PSDB), o locutor Agmar Dutra dando continuidade a uma serie de entrevista com líderes políticos e autoridade locais, receberá nos estúdios da FM fraternidade a parti das 16:00hs o parlamentar tucano Zé Moura. 


Na oportunidade, o vereador irá fazer um balanço do sem mandato e também irá discutir vários temas relacionados a politica local.... Então todos estão convidados a sintonizarem a FM fraternidade 104,9 amanhã sexta – feira  dia (10). 

“Por que empresas e bancos dão milhões para candidatos?”, questiona jornalista

Pergunta do renomado jornalista Chico Pinheiro, da Globo:

Por que empresas e bancos dão milhões para candidatos? Por afinidade com as ideias? Por simpatia ? Por que não dão os milhões para escolas ?

Política de combate à desertificação é aprovada pelo Senado


desertificacaoO plenário do Senado aprovou ontem (8) o Projeto de Lei (PLS) 70/2007, que cria a Política Nacional de Combate à Desertificação e Mitigação dos Efeitos da Seca. O texto é um substitutivo da Câmara dos Deputados ao PLS 70/2007, do então senador Inácio Arruda (PCdoB-CE) e foi aprovado ontem (7) na Comissão de Meio Ambiente da Casa.
Além de estabelecer princípios e objetivos da política, a proposta autoriza o Executivo a criar a Comissão Nacional de Combate à Desertificação. O órgão será responsável por implementar ações e articular as iniciativas de órgãos federais, estaduais e municipais.

Presidente Paulo Márcio fez ontem a tarde Na FM Fraternidade um balanço dos seus primeiros seis (06) meses a frente do legislativo municipal.

Fazendo um balanço dos seus primeiros seis (06) meses à frente do legislativo municipal, Paulo Márcio disse que está fazendo o seu melhor para cumprir com todos os seus compromissos, e mais uma vez ele destaca que durante esses seis meses todos os funcionários estão sendo pagos rigorosamente em dia. O parlamentar também destaca seu sonho que é terminar e entregar todos os gabinetes dos vereadores, para que com isso os parlamentares possam ter seu próprio espaço de trabalho.....

O presidente “Paulo Márcio” anunciou a reforma da escola estadual dina de brito, onde no referido prédio irá funcionar 03 órgãos do estado (Dired entre outros) onde hoje funcionam em prédios alugados, mais se Deus quiser muito em breve essa questão de pagar aluguel vai acabar, por que a reforma do Dina de Brito já vai começar. "Disse o Presidente"..



Perguntado se será candidato a reeleição, Paulo Márcio - responde dizendo que se em um futuro próximo e se for o caso de acontecer um convite vindo do próprio governador, o presidente deixa claro que poderá sair candidato a reeleição como vereador ou como candidato a prefeito se essa for vontade do grupo político que ele faz parte.

Se for o interesse e a vontade do povo, meu nome estará sempre a disposição do meu grupo político, seja para ser candidato a reeleição como vereador ou como candidato a prefeito se for o caso.. Diz Paulo Márcio ao locutor Agmar Dutra.