24 de abr de 2013

Raimundo Fernandes alfineta Governo por demora em indicação de conselheiro do TCE.



Segundo informações do Blogueiro Marcos Dantas, não passou despercebida pela Comissão de Finanças e Fiscalização da Assembleia Legislativa, a demora de mais de um ano para que a governadora, Rosalba Ciarlini (DEM), enviasse ao Poder Legislativo o nome indicado pelo Governo para preencher a vaga de conselheiro do TCE.

Coube ao relator do processo, deputado Raimundo Fernandes (MD),  questionar a demora de mais de um ano para o Governo indicar o conselheiro em substituição a Alcimar Torquato que se aposentou. 

"A Assembleia tem 30 dias para indicar e o Governo não atende o mesmo prazo. Quero que a comissão encontre uma forma de estabelecer um limite de tempo para a vacância do cargo", disse Raimundo Fernandes, que, em tese, é aliado do Governo Rosalba na Assembleia Legislativa. 

"Fogo amigo" desnecessário? 
 
VIA - POLITICA PAUFERRENSE / MARCOS DANTAS

Presidente da Câmara dos Deputados recebe prefeito de Natal.



Brasília (DF)  - O deputado Henrique Eduardo Alves e o prefeito de Natal, Carlos Eduardo, se reuniram nesta quarta-feira (24), em Brasília. O encontro foi no gabinete da presidência da Câmara dos Deputados. O parlamentar e o prefeito trataram de vários projetos para Natal. A reunião foi agendada após uma visita de cortesia que o presidente da Câmara fez ao prefeito na semana passada, em Natal.

O presidente da Câmara reforçou o empenho dele e apoio político, em Brasília, para que as obras sejam realizadas sem qualquer conotação partidária. “Estamos trabalhando por Natal. Queremos o melhor para nossa cidade. Esse é o momento de fazermos muito mais pelo nosso povo”, disse Henrique Alves ao prefeito, reforçando o caráter apartidário da conversa de hoje (24), bem como quando o presidente foi ao encontro do prefeito.

Durante a reunião, Carlos Eduardo Alves solicitou o apoio de Henrique Alves para a liberação de uma emenda coletiva de bancada federal do Rio Grande do Norte, no valor de R$ 20 milhões, para melhorias na infraestrutura urbana de Natal. “Queremos melhorar a malha viária da capital e fazermos o recapeamento asfáltico das principais vias da nossa cidade”, destacou o prefeito. O deputado já apresentou o pleito a ministra Ideli Salvatti, da Secretaria de Relações Institucionais.

Outra proposta de Carlos Eduardo, já em tramitação no Ministério do Meio Ambiente, foi o projeto de 36 ecopontos para a URBANA, no valor de R$ 9 milhões. Carlos Eduardo disse que a prefeitura de Natal também tem projeto de R$ 21 milhões, no Ministério das Cidades, para o saneamento, drenagem e pavimentação dos bairros Novo Horizonte e Brasil Novo. A praça da árvore, no conjunto Mirassol, foi outra reivindicação do prefeito. São R$ 10 milhões para a urbanização da área onde se encontra a Árvore de Natal, um dos símbolos da capital potiguar.

Os compromisso assumidos com o prefeito Carlos Eduardo e com Natal serão levados pelo deputado Henrique Alves aos ministros Izabella Teixeira, do Meio Ambiente e Aguinaldo Ribeiro, das Cidades. O prefeito disse que continuará em Brasília aguardando os desdobramentos da reunião com o presidente da Câmara dos Deputados. Carlos Eduardo estava acompanhado do secretário Sávio Hackradt.

Assessoria de Imprensa
twitter: @HenriqueEAlves

fotos: Rodolfo Stukert

Cai fatia da Globo na publicidade federal



Emissora é a que mais recebe verba de propaganda do governo, mas percentual foi de 61% a 44% após chegada do PT ao poder
Esta é a primeira vez que o Planalto revela os valores que cada TV recebe pela divulgação dos comerciais estatais. As informações são da Folha
O governo da presidente Dilma Rousseff divulgou dados inéditos sobre a participação das principais TVs abertas no bolo publicitário estatal federal. A Globo continua a liderar com folga, mas perdeu espaço depois da chegada do PT ao poder.
Em 2003, primeiro ano de Luiz Inácio Lula da Silva no Palácio do Planalto, a Globo recebeu 61% de tudo o que o governo gastou com propaganda em emissoras de TV. No ano passado, 2012, o percentual recuou para 44%.
Esta é a primeira vez que o governo revela valores que cada TV recebe pela divulgação das propagandas estatais. Mas não se sabe ainda oficialmente quanto recebem os mais de 5.000 veículos cadastrados para veicular publicidade federal oficial.
A decisão do governo se tornou pública na semana passada, quando o secretário-executivo da Secom (Comunicação Social da Presidência), Roberto Bocorny Messias, publicou artigo no site especializado em mídia "Observatório da Imprensa".
A Secom argumenta que o governo faz "mídia técnica" ao escolher os veículos. Por essa razão citou de maneira explícita o caso das TVs.
Em 2003, a Globo teve 61% das verbas televisivas da administração federal e registrava uma audiência de 55,2%. Em 2012, o percentual caiu para 44% e a audiência também recuou para 43,7%. A Globo não se manifestou.
"A programação de recursos deve ser proporcional ao tamanho e ao perfil da audiência de cada veículo", escreveu Messias. Nas tabelas divulgadas, porém, esse procedimento não fica comprovado de maneira inequívoca.
Além da Globo, a Record e o SBT recebem um percentual compatível com as suas audiências. Em seguida, a lógica se torna menos objetiva. A Band aparece com 5,4% de audiência, mas quase 9% dos investimentos publicitários. A Rede TV! tem 1,7% no Ibope e 3,53% das verbas.
Os dados sobre gastos publicitários federais começaram a ser compilados com mais precisão a partir do ano 2000. De lá para cá, a TV Globo já recebeu R$ 5,86 bilhões. SBT e Record vêm muito atrás, com R$ 1,63 bilhão e R$ 1,57 bilhão, respectivamente. Hoje, a Record recebe anualmente mais do que o SBT.
De 2000 a 2012, o governo federal gastou R$ 10,72 bilhões para veicular propaganda nas TVs, em valores atualizados, incluindo despesas da administração direta e das empresas estatais.
OUTROS MEIOS
No ano passado, o governo gastou R$ 1,80 bilhão em propaganda em todos os tipos de veículos. O recorde é de Lula, em 2009 (R$ 2,04 bilhões).
Esse bolo é dividido em sua grande parte entre as TVs, com 62,6% do total em 2012. Os jornais impressos, que estavam num confortável segundo lugar em 2000 (21,1%), caíram em 2012 para 8,2%.
Revista e rádio ficaram estáveis, na faixa de 7% a 8%.
Internet, que representava quase nada em 2000, hoje tem 5,3% do bolo total.
 
FONTE: http://saraiva13.blogspot.com.br/

29 municípios zeram segunda parcela do FPM de abril

 Deu no panorama politico

Na segunda parcela do FPM do mês de abril, 29 prefeituras ficaram com o depósito zerado, fato que já havia ocorrido também no dia 10 de abril, quando foi depositada a primeira parcela.
Os municípios que amargaram zerarem o FPM na primeira e segunda parcela deste mês foram: Apodi, Areia Branca, Arez, Assu, Baraúna, Caicó, Carnaubais, Currais novos, Goianinha, Governador Dix-Sept Rosado, Guamaré, Ielmo Marinho, João Câmara, Luís Gomes, Monte Alegre, Nísia Floresta, Nova Cruz, Parelhas, Parnamirim, Pedro Avelino, Pedro Velho, Pendências, São José de Mipibu, São Miguel do Gostoso, Serra Caiada, Serra do Mel, Tibau do Sul e Upanema. 

Governo Federal fará mutirão com os prefeitos do RN

O Governo Federal fará um mutirão, na próxima semana, com os prefeitos do Rio Grande do Norte. O evento está sendo chamado de Encontro Estadual com Novos Prefeitos e Prefeitas. A reunião com os gestores será no dia 3 de maio, com início às 9h e encerramento às 18h. O local do encontro ainda está indefinido, mas poderá ser na Escola de Governo. A previsão do Palácio do Planalto é reunir 900 pessoas, entre prefeitos, vice-prefeitos e secretários. O Governo planeja trazer a Natal entre 10 e 12 ministros, inclusive de atividades fins como Saúde, com o ministro Alexandre Padilha, Educação, com Aloysio Mercadante, Turismo, onde está Gastão Vieira, e Desenvolvimento Social, Tereza Campello.
O Rio Grande do Norte será o sétimo Estado a receber esse modelo de evento. Esta semana será realizado no Rio de Janeiro e no dia 30 de abril no Piauí.
O formato coordenado pelo Ministério das Relações Institucionais prevê a discussão individual dos prefeitos com representantes dos Ministérios. A programação traz abertura às 9h e, em seguida, os prefeitos teriam reuniões individuais com cada um dos ministros das pastas afins aos projetos do município que estão incluídos como prioritários para o Governo Federal.



FONTE: http://blog.tribunadonorte.com.br/panoramapolitico/

Ex-prefeita Micarla de Sousa pede desfiliação do PV

A ex-prefeita de Natal, Micarla de Sousa, enviou hoje ao diretório municipal do Partido Verde, presidido pelo ex-vereador Edivan Martins, seu pedido de desfiliação.
Como não integra mais a executiva estadual, achou desnecessário enviar o comunicado ao presidente do PV no RN, senador Paulo Davim.
Ao mesmo tempo que enviou documento ao PV-Natal, Micarla enviou o pedido de desfiliação ao Tribunal Regional Eleitoral.
Com a saída do partido, a próxima etapa será comunicar ao diretório nacional, do qual ela ainda faz parte.
Micarla se filiou ao PV no começo de 2005.
Presidiu o partido até ser afastada da Prefeitura, a dois meses de concluir seu mandato.
Como a gestão do PV é de 1 anos, ela presidiu o partido no Rio Grande do Norte por 7 mandatos consecutivos.

FONTE: http://www.thaisagalvao.com.br/