23 de jan de 2013

FRASE DO DIA

Quem perde a simplicidade perde a essência da vida.



(Eike Batista)

UMARIZAL / O MUNDO NÃO ACABOU MAS AQUI O CLIMA É ESSE





Muitos ficam me criticando por que eu só posto matérias falando mau da atual administração , eu quero responder a todos  que eu não gosto de ser manipulado por ninguém se eu gostasse ainda estaria do mesmo lado .

Já basta alguns blogs aqui da cidade que se escondem atrás de paredes de vidro , e não falam e nem publicam a verdadeira situação critica que vive o nosso município.

A verdade é que mano não se mostra preparado para administrar a nossa cidade , principalmente da maneira que ele pegou a prefeitura toda endividada., tudo bem que são apenas 23 dias de mandato , mas 90% dos novos secretários não são bem aceitos pela maioria da população.

Esses atrasos que estão acontecendo já era de se esperar , vocês acham que o dinheiro gasto na campanha foi de onde ???? , a verdade é que o atual prefeito já sabia que isso iria acontecer ,o problema e por que ele tinha que ganhar a eleição de qualquer maneira ,e o povo que se dane.

Digo mais como é que não sabe onde foi parar esse dinheiro , já que o ex – prefeito entregou a prefeitura ao seu sucessor.

Volto a cobrar explicações do atual vereador e presidente da câmara Washington Sales, ele trabalhou até o ultimo dia na secretaria de finanças.

O povo precisa saber disso, o povo precisa de uma posição correta do poder executivo , mas o que se vê são apenas promessas e promessas., por isso que nossa cidade não vai pra frente. 

A prova de tanta sujeira que existe nessa prefeitura é que o ex-prefeito Adson Luiz não está querendo nem saber desses problemas e indicou os subordinados por telefone.

EX - SECRETARIA DE SAÚDE FAZ UM PEQUENO RELATO SOBRE A NOVA ADMINISTRAÇÃO




blog - bom dia amiga
o  que você está achando da nova administração? e sobre os atrasos de salários?

bom dia. acho uma morosidade, até porque os recursos do psf e agente de saúde foi laçado dia 29/12/2012.mas como começou tudo do zero é normal se tivesse dado continuidade com todos os gestores das pastas talvez não tivesse demorando tanto ,pois acredito que essa morosidade esta sendo em função de troca de senha cadastros dos novos gestores etc.

Justiça Eleitoral em Mato Grosso multa doadores que extrapolaram limite legal



Doadores de campanhas eleitorais devem ficar atentos à legislação, sob pena de terem seu sigilo fiscal quebrado e serem condenados a pagar multas pesadas caso os valores doados fiquem acima do limite permitido em lei. A partir de estudos minuciosos desenvolvidos pelo Ministério Público Eleitoral com base nos números apresentados à Justiça Eleitoral, várias ações foram propostas para aplicação de multa em decorrência da não observação dos limites legais que restringem as doações de pessoas físicas para campanhas eleitorais em 10% do rendimento bruto aferido no ano anterior ao pleito, e, para empresas e pessoas jurídicas, em 2% do faturamento bruto do ano anterior.
Na sessão plenária desta terça-feira (22), o Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT) apreciou recursos que tratam do assunto, dentre eles a ação movida contra o cidadão Alfredo Garcia, de Sinop, que apoiou o candidato a deputado federal Nilson Leitão com a doação de R$ 80 mil. Após analisar o histórico de rendimentos apresentados pelo eleitor à Receita Federal do Brasil, a Justiça Eleitoral constatou que o valor doado superava o limite imposto pela lei. Em segunda instância, o valor da multa aplicada ficou no patamar de R$ 29 mil.
A empresa Agrimat Eng. Ind. e Com. Ltda. também teve recurso apreciado pelo Pleno, onde foi solicitada a redução da multa aplica pelo juiz da 20ª Zona Eleitoral, em Várzea Grande. A empresa doou cerca de R$ 850 mil, distribuídos entre o comitê financeiro do PSB e diversos políticos que concorreram nas eleições de 2010, entre eles: Carlos Avalone Junior, que recebeu R$ 5 mil; José Pedro Taques, apoiado com R$ 20 mil; Nilson Leitão, que recebeu o apoio de R$ 150 mil; Francisco Vuolo, que recebeu R$ 50 mil; Thelma de Oliveira, com R$ 100 mil; Adalto de Freitas, com R$ 100 mil; Silval Barbosa, candidato a governador, que recebeu doação de R$ 100 mil; Neldo Weirich, com R$ 120 mil; e Mauro Savi, que recebeu R$ 200 mil em doações da empresa.
Após análise do relatório fiscal da empresa, a Justiça Eleitoral constatou que a mesma não poderia doar mais que R$ 822 mil. Em decisão de segunda instância, a empresa foi penalizada com uma multa de R$ 24 mil.