10 de nov de 2014

Jornal Oeste Cidades faz análise de possíveis nomes para 2016 em algumas cidades.

O Jornal Oeste Cidades do Jornalista Raimundo Dias, em sua 19ª edição traz na página 18 uma análise bombástica, do analista político Leão João, que prepara sua lista dos futuros prefeitos que serão eleitos com apoio do governador Robinson Faria em 2016.
Desde 1980, o analista político Leão João realiza trabalho de inteligência em todos estado e sempre tem acertado seus prognósticos.

Para se ter uma ideia, o percentual de acertos das previsões de Leão João é de 96%, número que o credencia como um dos mais respeitados analista do estado. Sua experiência ao longo desses 34 anos de vivencia e o número de acertos o tornou o observador mais procurado pela classe política para fazer avaliações e até orientações, pois Leão João, como observador além de viajar pelas cidades do interior pesquisando e ouvindo as pessoas, está sempre na assembleia também debatendo e conversando com os eleitores. Assim tem um Raio-X da realidade política do RN.

Segue abaixo a lista das previsões para eleição municipais de 2016 de algumas cidades com seus futuro prefeitos.

Mineiro – Natal

Jarbas Cavalcante –São Gonçalo

     {...}

Adson Luiz – Umarizal

Júnior (Saia Rodada) – Caraúbas


Fabrício Torquato – Pau dos Ferros 

via - raniele gomes

FPM: primeiro repasse de novembro será de mais de R$ 3,4 milhões


fpm1Hoje, 10 de novembro, será creditada a primeira parcela do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). As prefeituras receberão R$ 3.462.884.877,55, com a retenção do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb). Já em valores brutos, somada a retenção do Fundo o valor será de R$ 4.328.606.096,94.
Esse 1.º decêndio soma R$ 4,328 bilhões, enquanto que no mesmo período do ano anterior o o valor ficou em R$ 4,285 bilhões – valores brutos. Em termos reais esse primeiro repasse registrou um aumento de 1% em relação a repasse do mesmo período do ano passado. No acumulado de 2014 o FPM apresenta crescimento de 3,4%, em termos reais, e soma R$ 67,558 bilhões, enquanto que no mesmo período do ano anterior o acumulado ficou em R$ 65,331 bilhões.

Esse 1.º decêndio de novembro de 2014, está maior em 49% se comparado com o 1. º decêndio de outubro de 2014. Porém, a Confederação Nacional de Municípios (CNM) lembra os gestores municipais que tenham prudência. A última projeção da Receita Federal, feita no começo do mês passado para o repasse total do mês de novembro, é de aumento de 55% em relação ao mês de outubro.