28 de jun de 2012

PRESIDENTE DA CÂMARA DE MARTINS FUGÊNCIO LANÇARÁ NOME NA MAJORITÁRIA.



O vereador Fulgênico Teixeira, presidente do legislativo municipal, disse ao blog, que o PDSB terá nome para a disputa do executivo municipal em Martins. Fulgêncio apresentará seu nome para o crivo dos correligionários em convenção dia 30, próximo sábado.

"Fui vereador por 8 anos. Em 2004 fui eleito o segundo vereador mais votado do município; em 2008 fui reeleito como sendo o mais votado. Ou seja, houve o reconhecimento do povo pelo meu trabalho. Exercí o executivo municipal por 3 meses e 3 dias, quando da cassação da prefeita Mazé, em março de 2005.

Tenho estudos que indicam meu nome como um daqueles que a população anseia em ver governando nossa terra. Por isso que hoje ponho meu nome a apreciação do partido e em convenção decidirão qual o melhor. Mas creio que terei, como sempre tive, o respaldo do tucanato", disse Fulgêncio.

Questionado sobre o aproximação com algum bloco político, Fulgêncio disse que: "ainda faço parte da bancada governista, porém sou independente e tomarei a decisão que o partido escolher e hoje sou uma vertente, mais uma opção para os martinenses. Tenho um excelente relacionamento tanto com Haroldo, como com a prefeita Mazé e isso me credencia a dialogar com qualquer lado. A politica é cria da democracia e isso é o que faz nós, políticos, querer permanecer na luta diária pelo bem da população. Sou e serei amigo não só daqueles que apoiam esta ideia, mas de todos aqueles que sejam meus conterrâneos. Não vejo a política como um campo de batalha e sim, de ideias".

Fonte: Gardênia Oliveira

postado por cleumy candido fonseca ás 14:41

Mução é preso, acusado de pedofilia



Do Uol

O humorista e radialista Mução, Rodrigo Vieira Emerenciano, foi preso acusado de divulgação de pornografia infantil na internet na manhã desta quinta-feira (28), no bairro de Meireles, em Fortaleza, no Ceará, onde mora atualmente. A prisão foi desencadeada pela Operação Dirty-Net, da Polícia Federal, que é de caráter nacional.

A Polícia Federal apreendeu em Fortaleza tablets, HDs e notebooks para maiores investigações. Se a PF encontrar indícios nesses materiais, o apresentador permanecerá preso em Fortaleza. Caso contrário, ele será encaminhado ao Recife, onde começaram as investigações. Se for trazido para a capital pernambucana, Mução permanecerá preso, já que a PF tem provas suficientes adquiridas na internet para acusá-lo. A previsão da PF é que a conclusão seja divulgada ainda nesta quinta-feira.

A prisão temporária de Mução é de cinco dias, podendo ser prorrogada. Segundo a PF, no entanto, devido às provas já obtidas em e-mails e no cruzamento de informações durante as investigações, iniciadas em dezembro, pode mudar para preventiva.

Rodrigo Vieira Emerenciano é filho da ex-secretária da Receita Federal Lina Maria Vieira, que ocupou o cargo por cerca de 11 meses, sendo demitida pelo desgaste da sua imagem na disputa do órgão com a Petrobras envolvendo o recolhimento de impostos na estatal.

O número de presos na Operação Dirty-Net já chega a 10 em 11 estados e no Distrito Federal. As investigações começaram em 2011, pela Polícia Federal do Rio Grande do Sul. São cumpridos 50 mandados de busca e apreensão e 15 mandados de prisão. Segundo a PF, integrantes do grupo trocavam arquivos contendo cenas degradantes de adolescentes, crianças e até bebês em contexto de abuso sexual.

Prefeito de Jardim de Piranhas, filha dele e rádio são condenadas por propaganda eleitoral antecipada

O prefeito da cidade de Jardim de Piranhas, a filha dele, Luana Macaco, e a rádio Vale do Piranhas foram condenados por propaganda eleitoral antecipada. A denúncia foi feita pelo Ministério Público Eleitoral. É a segunda condenação a pré-candidato em Jardim de Piranhas por propaganda eleitoral antecipada. O Juízo Eleitoral da 59ª Zona já condenou o pré-candidato Rogério Soares de Araújo, o Rogério Couro Fino. Para o MP Eleitoral as condenações evidenciam a acirrada disputa vivenciada no município.

A representação surgiu a partir de uma entrevista concedida pelo prefeito à rádio, em que aproveita a oportunidade para exaltar as qualidades da sobrinha Luana e defender a candidatura dela à prefeitura da cidade. A promotora responsável pelo caso, Hayssa Medeiros, considerou que a entrevista favorece a pré-candidata Luana Araújo e quebra a igualdade de oportunidade entre os candidatos.

Governo divulga no Portal da Transparência salários dos servidores do Executivo federal

Repórter da Agência Brasil



Brasília - O Portal da Transparência publicou na noite de ontem (27) as informações sobre a remuneração dos servidores do Poder Executivo federal. A divulgação atende a Portaria Interministerial nº 233 que regulamenta a Lei de Acesso à Informação.

Entre os dados divulgados, está o salário da presidenta da República, Dilma Rousseff. Ela recebe remuneração líquida de R$ 19.818,49, segundo dados de maio deste ano. O salário bruto da presidenta é R$ 26.723,13, e corresponde ao teto do funcionalismo público. Do salário de Dilma são descontados R$ 6.473,86 de Imposto de Renda e R$ 430,78 de Previdência Social. A carga horária de trabalho é 40 horas semanais.

O Portal da Transparência é mantido pela Controladoria-Geral da União (CGU). Para consulta, o cidadão poderá acessar o portal no endereço www.portaldatransparencia.gov.br e clicar na aba Servidores. O mecanismo de busca oferece a opção de fazer a pesquisa por nome, CPF, cargo ou órgão de exercício. De acordo com a CGU, os dados serão atualizados mensalmente.

O ministro-chefe da CGU, Jorge Hage, segundo nota divulgada pelo órgão, considerou um avanço a divulgação da remuneração dos servidores, e, sobretudo, das autoridades de nível mais elevado. "É um passo importante para a consolidação e o aprofundamento da cultura da transparência na administração pública brasileira”, disse.

As informações divulgadas não detalham descontos pessoais, como pagamentos de pensões ou empréstimos em folha de pagamento e benefícios, como auxílios, vale-refeição e vale-transporte.

De acordo com a CGU, até o dia 30 de junho, também serão divulgados informações referentes a verbas indenizatórias, como auxílio-alimentação e auxílio-creche. As informações referentes aos salários dos militares das Forças Armadas deverão ser divulgados nos próximos meses.



Edição: Aécio Amado

VEREADORES,CONAB,SOBRE AS CONVENÇÕES TUDO ESTÁ EM SILÊNCIO !!!!!!!!







É impressionante como o silencio tomou conta de Umarizal depois das convenções municipais, será que têm alguma novidade vindo por ai ??.

Hoje o que agente ver mais pelas ruas de Umarizal são os candidatos a vereadores circulando e procurando fazer suas bases politicas, a campanha em Umarizal para vereador é muito difícil, principalmente por que a população não aprova muito o trabalho do legislativo aqui da nossa cidade.

Atualmente na câmara de vereadores, não se fala em outra coisa que não tenha vinculo com politica, a maioria dos vereadores estão usando a tribuna para discutir politicas dos próprios interesses , é uma briga constante da oposição com a situação, e tudo isso é transmitido pela fm 104,9 aqui de Umarizal.

Vale lembrar que em todas as seções realizadas pelos vereadores, alguns deles dizem que , deputado tal , vai trazer coisa tal e tal , mas nada é verdadeiro até o momento.

Um caso recente é a da reabertura da conab , que até agora não foi reaberta, e que o vereador do pmdb dr. Erico Onofre chegou a afirmar que até no final desse mês de junho o deputado Henrique Alves conseguiria esse feito, mas hoje já é dia 28 de junho e ai vereador abre ou não abre ?????????

TCE condena e denuncia ex-prefeito Fernando Cunha a MP e MPF

O ex-prefeito de Macaíba, Fernando Cunha Lima Bezerra, mal conseguiu a liminar que o permitiria disputar as eleições municipais deste ano, e já foi condenado mais uma vez pela 1ª Turma do Contas do Tribunal de Contas do Estado (TCE). Desta vez, a condenação foi para pagar multas que totalizam R$ 37 mil, em decorrência de irregularidades de ordem formal e material, detectadas em Inspeção Ordinária referente ao exercício de 2005, realizada pelo Corpo Técnico do TCE. O processo foi relatado pelo conselheiro Carlos Thompson Costa Fernandes em sessão daquela Câmara.
Foi aprovado o encaminhamento das principais peças processuais ao Ministério Público Estadual para as devidas providências com relação aos atos de improbidade administrativa e/ou ilícito penal e ao Ministério Público Federal, quanto aos atos relacionados ao Fundef. Entre as irregularidades observadas na inspeção, chamou atenção a concorrência para aquisição de um terreno visando a construção de um ginásio; a doação de equipamentos eletrônicos e eletrodomésticos para a Câmara de Diretores Lojistas Local a fim de que a entidade realizasse um festival de prêmios destinados a incentivar as vendas do comércio varejista; e a contratação irregular de empresa de locação de mão de obra.

Vale lembrar que Fernando Cunha, primeiro lugar nas pesquisas eleitorais divulgadas até o momento e realizadas em Macaíba, foi condenado pela Câmara Municipal da cidade e estaria inelegível caso não tivesse recorrido a Justiça Comum e conseguido uma liminar que o permite ser candidato até a análise do processo.

Ainda em portalegre : Neto pede anulação da decisão do TCE

DEU NO VOZ DA SERRA:

Mesmo dizendo que tendo o nome na lista negra do TCE estaria elegível, o pré-candidato Neto da Emater entrou ontem (25/06/2012) com uma ação na justiça para tentar anular a decisão do TCE que o coloca na lista.
Se o juiz da comarca decidir de forma contrária aos interesses de Neto a situação terá que indicar um outro nome para a disputa com o Democrata José Augusto.

Dados do Processo

Processo:

0000259-81.2012.8.20.0150
Classe:

Procedimento Ordinário


Área: Cível
Assunto:
Antecipação de Tutela / Tutela Específica
Local Físico:
25/06/2012 12:09 - Sem local físico definido
Distribuição:
Sorteio - 25/06/2012 às 10:53

Vara Única - Portalegre
Valor da ação:
R$ 1.000,00

Partes do Processo
Autor: Manoel de Freitas Neto
Advogado: Felipe Augusto Cortez Meira de Medeiros
Advogado: Thiago Cortez Meira de Medeiros
Advogada: Renata Dantas Costa Ribeiro de Mello
Advogado: Afonso Adolfo de Medeiros Fernandes
Advogado: ELTON OLÍMPIO MEDEIROS MAIA
Advogado: Madson Vidal Matias Melo
Advogado: Flávio Henrique Melo Meira de Medeiros
Réu: Estado do Rio Grande do Norte
Réu: Tribunal de Contas do Estado -TCE

José Holanda é o candidato a vice-prefeito na chapa de José Augusto

Hoje pela manhã em reunião na casa do pré-candidato José Augusto foi definido o nome do candidato a vice-prefeito da chapa democrata.

O ex-vereador José Holanda (Zé de Antonio) foi escolhido e confirmou a este blogueiro que será candidato a vice de José Augusto.

Eis as fotos pós reunião:



Rosalba também firmou contrato fraudulento de R$ 15 milhões


A UPA de Pajuçara e as AMEs não são as únicas unidades médicas gerida pela Associação Marca no Rio Grande do Norte. Na segunda maior cidade do Estado, Mossoró, esta mesma Oscip é a responsável pela administração do Hospital da Mulher. E a parceria assinada entre a Marca e o Governo do Estado para isso, inclusive, também é alvo de um pedido de anulação do Ministério Público do Rio Grande do Norte (MP/RN), justamente, por indícios de irregularidades. Ou melhor, de favorecimento, coincidentemente, o mesmo motivo que levou o MP a realizar a Operação Assepsia, que nesta quarta-feira levou gestores municipais à prisão.
Na ação civil pública protocolada na semana passada, o promotor de Justiça, Flávio Côrte, responsável por essa investigação, citou que o Governo do Estado “teria selecionado Associação Marca Para Promoção de Serviços, dada a experiência da entidade no gerenciamento de serviços de saúde, notadamente junto à Secretaria Municipal de Saúde de Natal”.

Foi tanta a confiança que nem mesmo a cotação de preços para a reforma do prédio ocorreu. “Segundo depoimentos prestados nesta Promotoria de Justiça, foi escolhido (a empresa responsável pela obra) porque a Oscip já tinha conhecimento dos serviços prestados pela empresa na cidade de Natal”.

Além disso, o MP também constatou indícios de que o termo de parceria para a administração do Hospital da Mulher foi assinado por meio de “um jogo de cartas marcadas”. “Apesar da aparente regularidade dos trâmites legais para a seleção de entidade parceira, o que se verificou, na prática, foi a realização de um ato flagrantemente ilegal e imoral por parte da Administração Pública Estadual, uma vez que a existência de processo administrativo não passou de mera formalidade vazia, porquanto o gestor público já havia concretizado, no mundo dos fatos, a escolha da OSCIP responsável pela gestão do Hospital da Mulher em total dissonância com os ditames legais”, apontou o promotor.

Segundo o promotor, no caso da Associação Marca na administração do Hospital da Mulher houve, “assessoria jurídica da Sesap preocupava-se em fazer um parecer quando, em verdade, a Associação Marca já tinha sido escolhida e inclusive já firmara contrato de aluguel do prédio onde funciona hoje o Hospital”. E, “mais absurdamente”, conforme relatou o promotor, “a entidade parceira que ainda em dezembro de 2011, foram realizadas algumas cotações de preços de materiais e equipamentos para o Hospital da Mulher, tendo em vista que tão logo receberam a proposta de apresentação do modelo de gestão para o referido hospital, foi iniciado contato com os fornecedores para levantamento de custos dos equipamentos”.

Segundo Flávio Côrte, “houve, no mínimo, uma inversão lógica na cronologia dos fatos, pois antes mesmo do secretário de saúde elaborar despacho alegando a situação de emergência em que se encontrava a atenção à saúde o município de Mossoró e ter afirmado que ainda não havia sido selecionada a entidade responsável pela gestão do Hospital da Mulher, assim como de a Associação Marca responder ao convite que lhe foi dirigido, esta já havia, de fato, sido escolhida para administrar o Hospital, tanto é que firmou os contratos necessários à consecução de suas atividades, especialmente aluguel do prédio onde funcionaria o Hospital. Tratava-se, na verdade, de um jogo de cartas marcadas, sendo a lisura da Administração ao firmar termo de parceria com entidade do terceiro setor apenas aparente, pois as tratativas que antecederam a sua celebração se deram inarredavelmente ao arrepio da lei”.

É importante ressaltar que, conforme ajustado no termo de parceria, o Estado do Rio Grande do Norte se comprometeu a repassar à Associação Marca Para Promoção de Serviços, no período de seis meses, a quantia total de R$ 15.806.075,91, para fazer funcionar a estrutura hospitalar, sendo este valor distribuído da seguinte forma: R$ 2.543.515,00, para aquisição de equipamentos para a unidade de saúde, R$ 90.000,00, para a climatização do nosocômio, R$ 218.838,56, correspondente aos custos de readaptação predial.

Até o dia 31 de maio, o Governo do Estado havia repassado para a Associação Marca, em apenas três meses, R$ 5 milhões e 800 mil dos R$ 16 milhões estabelecidos no contrato. Para fazer uma comparação, o investimento em saúde em todo RN, no mesmo período, foi de cerca de R$ 1 milhão e 500 mil.