29 de mar de 2017

"A Reforma da Previdência, é uma agressão a classe trabalhadora do Brasil", declara o vereador Gilmar Freitas (PR)

Vereador Gilmar Freitas (PR), na Audiência Pública dessa última terça-feira na C.M.U / Foto: Ricardo Pereira / Assessoria de Imprensa da C.M.U 

"A Reforma da Previdência, é uma agressão a classe trabalhadora do Brasil", declarou o vereador Gilmar Freitas (PR), na Audiência Pública, realizada nessa última terça-feira (28) na Câmara Municipal de Umarizal-RN que tratou sobre a Reforma da Previdência Social no Brasil. A audiência contou com a presença de vários representantes da sociedade civil, associações, representantes da igreja católica, evangélica, sindicatos entre outros. 

“A previdência social do Brasil, com os seus 94 anos e esse fato de reforma previdenciária já aconteceu em nosso país em tempos passados”, relata. 

O parlamentar ainda destaca que no ano de 1988 nasceu a Constituição Federal, “Onde a mesma, foi criada para oferecer direitos aos trabalhadores brasileiros. Portanto hoje vemos emendas do governo Michel Temer, feitas para fragilizar os direitos dos trabalhadores. A nossa constituição ela hoje continua forte, mais ao mesmo momento eu a considero frágil”, declara. 

O vereador Gilmar Freitas (PR), enfatiza que acredita que essa reforma da previdência não será aprovada. “Por ver as mobilizações que o país vem fazendo, também pela a que aconteceu em Umarizal-RN. Mais o governo federal vem tentando fragilizar, mais não vão conseguir”, disse.

Foto: Ricardo Pereira / Assessoria de Imprensa da C.M.U 

Gilmar Freitas (PR), ainda diz, “Quero aqui dizer que a Câmara de Vereadores de Umarizal-RN, ela está empenhada e diz não a essa reforma da previdência”, destacou. 


Assessoria de Imprensa da C.M.U 

Nenhum comentário:

Postar um comentário