11 de jun de 2016

Lula sonda senadores e desiste de salvar Dilma


voto-direto-6114-Iotti25062015-e1455288878559De passagem por Brasília, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva dedicou a tarde de terça-feira a tentar reverter a posição de um seleto grupo de senadores que votou pelo impeachment da sucessora Dilma Rousseff. Concentrou o mutirão sobre parlamentares do Distrito Federal e do Nordeste. Voltou para São Paulo menos otimista e retomará a bandeira de antecipação das eleições. Sua última chance, já que hoje lidera as pesquisas.
A articulação de Lula foi centrada nos três senadores do DF, Cristovam Buarque (PPS) e Hélio José (PMDB), ex-petistas, e Antonio Reguffe (sem partido).  Mas o trio ‘indeciso’ tem viés pró-Temer. Lula tentou também a pressão sobre os senadores Antonio Carlos Valadares (SE) e Roberto Rocha (MA) – nomes potenciais para mudar de voto. Em vão.

Ladrão que rouba ladrão…


ladraoEm comemoração ao dia mundial do doador, o Hemonorte lança na próxima terça-feira, 14, às 9 horas, a campanha de doação de sangue para o período junino. Com o tema “Neste São João esquente seu coração – doe sangue”, a campanha visa aumentar o número de doações e garantir o atendimento as demandas transfusionais do período junino.
Todos os anos, neste período, as necessidades transfusionais aumentam devido a acidentes com fogos e várias situações de emergência, além dos pacientes hematológicos que fazem uso constante do sangue.
Atualmente o estoque do Hemonorte encontra-se em estado crítico com pouco mais de 200 bolsas, número considerado baixo para atender as demandas do período. A meta é aumentar as doações e atingir um estoque de 800 a 1000 bolsas/dia.

A campanha será realizada em todas as unidades da hemorrede, Natal, Mossoró, Pau dos Ferros, Caicó e Currais Novos e prossegue até o dia 30 de junho. O Hemocentro espera aumentar em 50% as doações espontâneas em toda rede estadual.

Dengue: Rio Grande do Norte tem aumento de óbitos em 546%


dengue_estudoO Boletim Epidemiológico emitido pela Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) aponta que foram notificados 49.829 casos suspeitos de dengue em 2016, até a semana epidemiológica número 20, terminada em 21 de maio. O documento mostra um aumento no percentual quando comparado o mesmo período de 2015, quando foram notificados 23.516 casos suspeitos.
Dos casos notificados este ano, 6.973 (13,99%) foram confirmados, sendo 6.894 para dengue, 68 como dengue com sinais de alarme e 11 como dengue grave. Em 2015 no mesmo período foram confirmados 5.184 (22,04%), sendo para dengue 5.128, dengue com sinais de alarme foram 48 e 8 como dengue grave.

De acordo com o Programa Estadual de Controle da Dengue (PECD), em 2016, 120 municípios do estado apresentam uma alta incidência acumulada de dengue, ou seja, notificaram mais de 300 casos da doença por 100.000 habitantes.  31 (18,6%) apresentam média incidência, 14 (8,4%) com baixa incidência e 3 municípios (1,8%) estão silenciosos, ou seja, não notificaram nenhum caso suspeito de dengue nesse período.