22 de out de 2016

O RETORNO TRIUNFAL DO NOVO CLUB BAR DO VAQUEIRO ...... AGORA EM PONTA NEGRA ... SHOW.!






Câmara Federal discute consequências de ilegalidade da vaquejada

vaquejada
A vaquejada e o crescimento econômico gerado em torno de sua prática serão debatidos na terça-feira (25), em audiência conjunta das comissões do Esporte; e de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável Na reunião, serão debatidas as consequências de decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que considerou inconstitucional lei cearense (15.299/2013) que regulamenta as práticas de vaquejada no estado. Com isso, a atividade passou a ser ilegal por estar relacionada a maus-tratos a animais.



Para o deputado Fábio Mitidieri (PSD-SE), autor do requerimento que pede a audiência pública, a decisão do STF foi equivocada. Ele justifica que a vaquejada, além de ser uma das maiores manifestações culturais do Nordeste, é um esporte tradicional que lota arenas, movimenta milhões em leilões, gera milhares de empregos e ainda incentiva o mercado de melhoramento de raças.

“Ficarei conhecido por derrubar dois presidentes do Brasil”, diz Cunha


cunha
Um interlocutor de Eduardo Cunha saiu apavorado de uma conversa recente com o político. Bem ao seu estilo, que mistura megalomania e ameaças, o ex-presidente da Câmara cunhou uma frase de efeito: “Ficarei conhecido por derrubar dois presidentes do Brasil”.



Radar On-line

PF aponta ‘incompatibilidade’ patrimonial do filho de Lula


filho_lula
Segundo laudo da PF obtido com informações da Receita, a variação patrimonial de Luís Cláudio Lula da Silva, filho do ex-presidente Lula, é “formalmente incompatível” entre 2011 e 2013 e no acumulado 2011 e 2014. O documento faz menção a LILS, empresa de palestras de Lula. Essa variação descoberto em 2013, decorre, em grande parte, de gastos com cartão de crédito (superiores a R$ 300 mil).