11 de jan de 2016

Umarizal – uma cidade que está refém dos políticos, e com isso o sofrimento das pessoas só aumenta.

Se não mudarmos o nosso jeito de fazer ou participar da política, nunca sairemos do buraco, o que podemos colher é somente frutos podres plantados pelos políticos que agente insiste em votar.

Não deixem que essa classe podre da política suje a sua consciência, não venda e nem troque o seu voto, vamos fazer desse ano de 2016 um ano de esperança, teremos eleições no dia 02 de outubro onde vamos escolher mais uma vez nossos representantes que irão ficar no poder por mais quatro anos.
Enquanto os políticos só pensarem em si próprio, a nossa cidade não vai sair da lama surja que se encontra a muitos anos.


Já se passaram vários prefeitos de diferentes partidos, e a nossa querida cidade continua a mesma, na verdade o que temos em Umarizal não são “políticos”,  e sim “urubus” que de quatro em quatro anos sobrevoam os seus eleitores que para eles somos a carniça que eles precisam para sobreviver. 

Reflitam. !!!!!!  

Presidente do PP de Rosalba, Betinho Rosado só começará processo de sucessão após conversa com o governador

Do ex-deputado Betinho Rosado, presidente do PP, partido ao qual está filiada a ex-governadora e prefeitável, Rosalba Ciarlini, sobre a sucessão em Mossoró:
“A nossa tendência, já que tivemos uma uma aliança exitosa em 2014, é ouvir o governador Robinson antes de iniciar a formação de alianças municipais, inclusive em Mossoró”.
A declaração do cunhado de Rosalba foi dada ao Jornal de Fato, que questionou o presidente do PP sobre a ligação de Robinson com o prefeito Francisco José Júnior (PSD), provável adversário de Rosalba.
“As definições acontecerão mais na frente. Nesse momento, vamos abrir diálogo, inclusive com o governador. Nossa aliança em 2014 foi exitosa, repito, por isso, vamos ouvir Robinson”, reafirmou Betinho.

Bem caladinho, o pai do deputado federal Beto Rosado vai montando o projeto do PP pelo Estado e deverá disputar pelo menos 30 prefeituras e tentar eleger 120 vereadores em todo o Rio Grande do Norte. 

Empréstimo do amigão do Lula foi para abafar assassinato de petista Celso Daniel


lula-bumlaiAo pedir a prisão do pecuarista José Carlos Bumlai, a força-tarefa da Lava Jato citou um trecho do depoimento prestado por Valério em setembro de 2012 à Procuradoria-Geral da República. De acordo com o Correio Braziliense, na reta final do julgamento no STF, o empresário mineiro tentou, sem sucesso, um acordo de delação premiada – um mês depois a Corte o condenou a 40 anos de prisão, pena que foi reduzida posteriormente com a anulação da sentença pelo crime de quadrilha.
Valério afirmou na época que foi informado pelo ex-secretário-geral do PT Silvio Pereira que o pecuarista havia captado empréstimo de R$ 6 milhões no Banco Schahin e depois ficou sabendo que esse montante foi transferido para Ronan Maria Pinto, empresário de Santo André (SP) que estaria chantageando o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e os ex-ministros José Dirceu e Gilberto Carvalho no episódio envolvendo o assassinato do ex-prefeito da cidade Celso Daniel (PT), em 2002.



Após ser preso, em novembro do ano passado, Bumlai admitiu em depoimento que o empréstimo de R$ 12 milhões captado em 2004 no Banco Schahin foi repassado para o caixa 2 do PT e metade desse valor transferido para Ronan Maria Pinto.