21 de mai de 2012

4 twitadas de Fábio Faria contra Rosalba


"Absurdo o tratamento do governo do Estado com o Turismo. Principal atividade do RN”.

“Entendo a dificuldade do governo em encontrar nomes à altura dos cargos. Afinal, ninguém quer embarcar em um governo sem rumo e ainda por cima ficar levando carão. Mas fico triste pelo Estado. O Turismo vem sofrendo bastante com a falta de investimento e de planejamento por parte do governo. Nada contra Renato Fernandes. Mas o Turismo precisa de alguém com o perfil para a secretaria”.

“Não pode ser um jogo político”.

“Só porque o PR de Mossoró não queria apoiar Claudia Regina, aí entregam uma das secretarias que estão livres. Governar não é assim”.


UMARIZAL 21 MAIO DE 2012 ÁS 09:26

Os maiores escândalos de corrupção nos últimos anos


Quem são as figuras que ficaram famosas por envolvimento em grandes escândalos que abalaram o país nos últimos 10 anos
1992
Paulo César Farias, o PC Farias — Considerado o “testa de ferro” de um esquema que desviou mais de US$ 1 bilhão dos cofres públicos e culminou no impeachment do ex-presidente Fernando Collor. PC foi condenado a sete anos de prisão pelo STF por falsidade ideológica, mas foi assassinado antes de cumprir a pena.
1999
Nicolau dos Santos Neto, o Lalau — Como juiz trabalhista, Lalau participou do desvio de R$ 169,5 milhões da construção do Fórum Trabalhista de São Paulo.
O escândalo envolveu também o ex-senador Luiz Estevão, que teve o mandato cassado. Lalau exibia a rentabilidade do esquema desfilando com carros de luxo em Miami. Foi condenado pelo STJ a 26 anos, seis meses e 20 dias de prisão pelos crimes de peculato, estelionato e corrupção passiva, mas cumpre a pena em prisão domiciliar por problemas de saúde.
2001
José Osmar Borges — Foi considerado o maior fraudador individual do escândalo da Superintendência do Desenvolvimento da Amazônia (Sudam), que resultou no indiciamento de 40 pessoas e na renúncia do senador Jader Barbalho (PMDB-PA).
De mais de R$ 1,2 bilhão desviados dos cofres da Sudam em projetos, Borges teria sido responsável pelo sumiço de R$ 130 milhões. Respondia a cinco processos por crime contra o sistema financeiro, mas morreu antes da condenação.
2005
Marcos Valério – publicitário dono das agências SMP&B e DNA, é acusado de operar o esquema do mensalão – supostos pagamentos mensais feitos a parlamentares em troca de apoio ao governo. O dinheiro viria de empréstimos fraudulentos.
As empresas de Valério eram beneficiadas em contratos com o governo federal. Ele é réu no processo sobre o mensalão que deve ser julgado este ano no STF. Em 2011, foi preso sob acusação de grilagem na Bahia, mas solto dias depois. Em fevereiro deste ano, foi condenado a mais de nove anos de prisão pela Justiça Federal em Minas Gerais por reduzir tributos federais por falsificação de documentos.
2006
Luiz Antônio Vedoin (foto) e Darci José Vedoin — Filho e pai, sócios da empresa Planam, que organizava licitações fraudulentas em prefeituras para a compra superfaturada de ambulâncias.
O esquema flagrado pela PF na Operação Sanguessuga movimentou R$ 110 milhões com a ajuda de deputados federais e servidores do Ministério da Saúde. Os dois foram condenados pela Justiça Federal do Rio Grande do Norte a ressarcir os cofres públicos em R$ 370 mil cada.
2007
Zuleido Veras — Dono da empresa Gautama, foi preso na Operação Navalha, da PF, que investigava esquema em nove estados e no Distrito Federal de fraude de R$ 300 milhões a licitações públicas de obras até do PAC, favorecendo a Gautama. Zuleido também já foi acusado de superfaturar mais de 30 obras e subornar políticos. A Gautama foi considerada inidônea pela CGU e o processo contra seu dono ainda tramita no STJ.
2009
Durval Barbosa — Pivô do escândalo conhecido como “mensalão do DEM”, que revelou esquema de corrupção no Governo do Distrito Federal e na Câmara Legislativa, Barbosa aproveitou o benefício da delação premiada para divulgar imagens em que repassava verba de caixa dois a políticos.
A Justiça do Distrito Federal condenou as empresas envolvidas a devolver aos cofres públicos R$ 240,8 milhões por contratos firmados sem licitação durante o esquema. O caso ainda é analisado pelo Ministério Público.
2004 e 2012
Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira — A primeira grande aparição do empresário do ramo de jogos de azar foi no vídeo gravado por ele e divulgado na imprensa em que Waldomiro Diniz, assessor do então ministro da Casa Civil José Dirceu, pede propina ao bicheiro para custear campanhas políticas em troca de ajuda para que as empresas de Cachoeira ganhassem licitações.

Fonte:Correio Braziliense

UMARIZAL 21 DE MAIO DE 2012 ÁS 08:42

Kelps Lima assumirá seu lugar na assembleia, na vaga de George Soares

Primeiro suplente do PR(Kelps)

Ivan Jr(PP) x George Soares(PR)

O deputado estadual, natural de Natal, George Soares(PR) será pré-candidato a prefeito de Assu. George disputará a prefeitura com o atual prefeito natural de Assu, Ivan Junior (PP) que foi seu candidato na eleição passada.
Ocorrerá o duelo da gerações(os dois com 33 anos), e o interessante é que os dois vices desta dupla de olhos verdes são dois ceramista, o forte da região do vale do Assu.
Com a decisão de George o primeiro suplente Kepls Lima(foto) assumirá sua cadeira na assembléia legislativa do RN.

UMARIZAL 21 DE MAIO DE 2012 ÁS 08:38

EM FRUTUOSO GOMES OPOSIÇÃO AFINA O DISCURSO.

Os líderes da oposição de Frutuoso Gomes sentaram a mesa e conversaram sobre o processo eleitoral que se aproxima. A reunião, convocada pelo ex-prefeito Fagner Carlos (DEM), serviu como ponta pé inicial da disputa vindoura, ao mesmo tempo em que serviu para definição de estratégias políticas para o embate eleitoral. Na ocasião, o bloco oposicionista recebeu com alegria o retorno do Vereador Paulo Diniz (PP), que a partir de agora se empenhará no projeto político do seu partido, que é reconduzir o ex-prefeito Fagner Carlos à chefia do Executivo local.
A propósito, o próprio Fagner revelou ao grupo que sua pré-candidatura está posta para avaliação dos partidos que compõem a oposição e em sua fala demonstrou entusiasmo com o pleito eleitoral, uma vez que, segundo Fagner, será um momento importante para que a população local compare e avalie suas realizações de governo com a maneira de administrar do atual Prefeito Lucídio Jácome (PSB). Participaram da reunião o Presidente da Câmara Municipal Tony Charles (PR), o Vereador Gilvan Pereira (PP), Vereador Max Carlos (PP), Vereador Genildo Alves (PP) e o Vereador Paulo Diniz (PP).
Da reunião ficou bastante avançada as negociações em torno de uma aliança envolvendo os partidos DEM, PR, PP e PSD com vistas as eleições municipais, ficando acordado que o grupo passará a se reunir com constância, principalmente após a realização das convenções para escolhas de candidato.

Sessão da Câmara de 18 de maio

O Vereador Paulo Diniz (PP), após um período de distanciamento político da oposição, voltou com muita disposição para o bloco, inclusive anunciando sua pré-candidatura a reeleição ao Palácio Jeová Lourenço, com todo respaldo do Diretório Municipal do Partido Progressista (PP), no município conduzido pela ex-prefeita Antônia Suassuna.
A primeira demonstração de força do grupo foi hoje na Sessão Ordinária da Câmara. O chefe do Executivo enviou à casa um projeto de lei pedindo autorização para realizar contratações por prazo determinado para atender necessidade temporária de excepcional interesse público. A referida matéria visava burlar a exigência de concurso público para o preenchimento dos cargos na administração, prática antiga no município e bastante imoral.
Em uma Sessão histórica e bastante tumultuada, o Presidente da Câmara, ao abrir os trabalhos, anunciou que sobre a mesa havia um requerimento do Vereador Max Carlos (PP) solicitando regime de urgência do PL 005/2012, que trata sobre a autorização para contratar. Antes mesmo de submeter o requerimento a votação no plenário, o líder do governo na Casa, Vereador Túlio Lourenço (PPL) ordenou a sua bancada que se retirasse do plenário, em face do prenúncio de que perderia a votação. O Presidente, amparado pelo Regimento Interno, realizou a votação do requerimento e do Projeto de Lei 005/2012, com a presença da maioria absoluta dos Vereadores, rejeitando por unanimidade dos presentes o pedido de autorização, forçando o Município a realizar o mais rápido possível um concurso público para o preenchimento dos cargos.
A Mesa Diretora da Casa, na mesma sessão, anunciou que irá protocolar denúncia ao Tribunal de Contas do Estado, dando conta da contratação de servidores de forma irregular pelo município, assim como representará ao Procurador-Geral de Justiça contra o prefeito por ter praticado Crime de Responsabilidade ao admitir desde janeiro servidores contra expressa disposição legal. Os cenários políticos em Frutuoso Gomes começam a ser delineados, com uma possível disputa entre o pré-candidato Fagner Carlos (DEM) e o prefeito Lucídio Jácome (PSB).

Fonte: Raul Limeira, Via RN Politica em Dia 2012

UMARIZAL 21 DE MAIO DE 2012 ÁS 08:26

8 MUNICÍPIOS AUMENTARÃO NÚMEROS DE VEREADORES

A Emenda Constitucional nº 58, de 2009, que permite que municípios aumente o número de cadeiras no Legislativo de acordo com o aumento populacional medido pelo IBGE. A nova configuração das Casas Legislativas começará a vigorar em 2013. Entretanto, a lei prevê que não haverá aumento no repasse do Executivo ao Legislativo para acomodar os novos parlamentares, ou seja, as câmaras terão que acomodar funcionários e os novos vereadores com o mesmo orçamento que possuem atualmente.

Vejam a relação das 8 câmaras potiguares agraciadas pela EC nº 58/2009:

Natal, tem 21 vereadores, o número subirá para 29.
Mossoró, tem 13, passará a ter 21.
São Gonçalo do Amarante , tem 10 e aumentará para 17.
Parnamirim ,tem 12,e aumentará para 18.
Assu, tem 5 e terá 15 parlamentares.
Caraúbas, Currais Novos e Monte Alegre, tem 9 vereadores e aumentará para 11.

Fonte: Blog da Dra. Verônica

UMARIZAL 21 DE MAIO DE 2012 ÁS 08:24

PRÉ CANDIDATO A VEREADOR RECEBE MAIS DOIS APOIOS DE AMIGOS !!!!!!!!




O PRÉ CANDIDATO A VEREADOR PELO DEM O RADIALISTA "JATÃO" RECEBE MAIS DOIS APOIOS IMPORTANTES PARA SUA PRÉ CAMPANHA.

UM DELES É ÍTALO SUASSUNA FILHO DO EMPRESÁRIO MACIEL SUASSUNA E O OUTRO APOIO É DA JOVEM ESPECIALISTA DO DEPARTAMENTO DE MARKETING NUBIA BATALHA ELA É QUEM VAI TRABALHAR TODA A PARTE MARKETING DO PRÉ CANDIDATO JATÃO.

UMARIZAL 21 DE MAIO DE 2012 ÁS 08:17

Cortesia

Nesta segunda, às 10 horas, o PR receberá a visita dos líderes do PMDB em sua sede, no Hotel Maine.

Em pauta, as decisões dos dois partidos para as eleições 2012. Na oportunidade, o presidente estadual do PR, o deputado federal João Maia, concederá uma entrevista para informar o posicionamento do partido diante das eleições em Natal, São Gonçalo do Amarante e Ielmo Marinho

CPI do Cachoeira é a mais lenta em 20 anos

Do Poder – Folha de SP

Com potencial para envolver parlamentares e três governadores, a CPI do Cachoeira chega a quase um mês de existência com a marca de comissão mais lenta dos últimos 20 anos entre as destinadas a investigar corrupção.

A Folha analisou outras dez grandes comissões de inquérito criadas desde a CPI do Collor (1992). Nunca antes, em seus primeiros 15 dias de trabalho (descontados fins de semana, feriados e recessos), uma comissão ouviu tão poucos envolvidos e demorou tanto para tomar seu primeiro depoimento público.

Durante a semana a CPI foi alvo de acordo entre governo e oposição para restringir o alcance das investigações.

A primeira tomada de depoimento público, do empresário Carlinhos Cachoeira, está marcada para terça-feira. A previsão inicial era que ocorresse na semana passada, mas os advogados de Cachoeira conseguiram no Supremo suspender a sessão alegando que não haviam tido acesso ao processo. Mesmo que o empresário tivesse dado o depoimento, o cenário da CPI em relação a comissões anteriores não mudaria.

Ainda que sejam contabilizados os depoimentos secretos dos delegados responsáveis pelas operações Vegas e Monte Carlo, a produtividade do caso Cachoeira é muito menor que outras. Em média, no mesmo período, as outras CPIs já tinham realizado oito depoimentos.

A CPI dos Bancos, criada em 1999 para investigar o auxílio oficial dado ao banqueiro Salvatore Cacciola, já tinha ouvido 17 pessoas. A do Banestado, que apurou um esquema ilegal de envio de dinheiro ao exterior, tinha feito 12 oitivas em duas semanas.

Mesmo as CPIs que contaram com blindagem mais explícita para conter maiores estragos ao Palácio do Planalto, como a dos Cartões Corporativos (2008) e a da Petrobras (2009), foram mais céleres em suas primeiras semanas de atividade, com seis e sete depoimentos, respectivamente.

O presidente da CPI, senador Vital do Rêgo (PMDB-PB), diz que a comissão é atípica porque o “trem já estava andando” — a CPI nasceu de uma operação da Polícia Federal. “A comissão está num ritmo adequado”, disse. “O governo está usando um rolo compressor”, diz o deputado Fernando Francischini (PSDB-PR), eximindo de responsabilidade a oposição, que atua para impedir a convocação do governador tucano Marconi Perillo (GO).


UMARIZAL 21 DE MAIO DE 2012 ÁS 07:25

Até quarta, a CPI do Cachoeira também se notabilizava por ser a que menos havia aprovado requerimentos. Na quinta, uma série de pedidos de convocação e quebras de sigilo foi aprovada. Ainda assim, o número de requerimentos derrubados não tem precedentes: 64 só na quinta.