6 de fev de 2017

Prefeita Elijane segue priorizando saúde e educação.

Prefeita Elijane Paiva, esteve reunida com pais de alunos em Comunidade Rural de Umarizal/RN para discutir reforma de Unidade Escolar.




A prefeita Elijane esteve reunida neste sábado (04/02) juntamente a Diretora Maria das Dores Sales e a Professora Francisca Iranete, para expor aos pais de alunos sobre a reforma e reativação da Unidade Escolar XXVI João Abílio, em que o Unidade estava sem funcionar a mais de 3 anos. A reunião teve como prioridade a reforma da Unidade Escolar, oferecendo mais suporte ao ensino, disponibilizando mais um professor para melhorar o aprendizado dos alunos em uma sala de aula reformada, limpa e adequada.
Professores e pais de alunos ao ver que a Unidade não tinha mais condições de funcionamento, remanejaram todos para a Associação Comunitária por um período de reforma, período esse que até hoje os alunos continuam no mesmo local. Nesse período sem previsão da Unidade voltar a funcionar, muitos pais transferiram alunos para escolas de outros municípios. Na reunião os pais se comprometeram que: “se a Unidade Escolar for reformada e voltar a funcionar, iremos trazer nossos filhos para estudar pertinho de casa” disse mãe de aluno.
“A escola precisa de grandes reparos e gestões passadas nunca o fizeram. Mesmo sabendo que a escola existe um “CAIXA ESCOLAR” disse a diretora da Unidade.
O caixa escolar é uma Instituição jurídica, de direito privado, sem fins lucrativos, que tem como função básica administrar os recursos financeiros da escola, oriundos da União, estados e municípios, e aqueles arrecadados pelas unidades escolares. Ou seja, são unidades financeiras executoras, na expressão genérica definida pelo Ministério da Educação. Os recursos recolhidos por ela destinam-se à aquisição de bens e serviços necessários à melhoria das condições de funcionamento da escola, incluídos no seu plano de desenvolvimento.
“Os recursos sempre vinham, mas executar o que era preciso para termos uma educação digna para os nossos filhos nunca fizeram” disse mãe de aluno.
Na reunião foi definido que a Unidade voltará a funcionar o mais rápido possível logo após o prédio passar por uma reforma, como outros prédios do nosso município também necessitam, assim os alunos possam estudar com dignidade.






A Prefeitura Municipal de Umarizal/RN, através da Secretaria Municipal de Saúde, passa a oferecer mais um serviço médico a população.













Desta fez, a gestão municipal fechou parceria com o médico Bernardo Amorim que será responsável pela triagem dos encaminhamentos à realização de cirurgias.
A prefeita Elijane Paiva (DEM), preocupada com a melhoria e a humanização no atendimento nos serviços da saúde, determinou que todos os casos cirúrgicos fossem tratados e direcionados pelo próprio cirurgião ou, em casos mais complexos, após feito a triagem, encaminhado o mais rápido possível aos respectivos especialistas médicos.
“Sabemos o quanto é importante a agilidade nos procedimentos pré-operatórios e que a redução do tempo entre o encaminhamento e a realização das cirurgias pode determinar o sucesso do procedimento e garantir uma melhor qualidade de vida aos nossos munícipes, é que passamos a oferecer mais esse serviço na saúde municipal”, afirma a prefeita Elijane.
“Além de agilizar todo o processo, o contato entre o próprio cirurgião com seu paciente será melhorado, o que aumenta a humanização em torno do procedimento cirúrgico e certamente iremos ter um resultado final muito melhor”, conclui a gestora umarizalense.
A coordenadora dos programas de assistência à saúde, a enfermeira Liane Amorim, explicou que até agora os pacientes perdiam muito tempo com idas e vindas com exames e outros procedimentos e geralmente havia perda de tempo até a cirurgia, e isso terminava prejudicando todo o processo.
“Os pacientes eram encaminhados para as cirurgias, geralmente para Mossoró ou Pau dos Ferros, e perdiam muito tempo e dinheiro com diversas viagens até a realização definitiva do procedimento cirúrgico e o paciente nunca conhecia direito ou não tinha quase nenhum contato com o médico que faria sua intervenção”, explica a coordenadora.
“Agora, com essa nova determinação da prefeita Elijane, nossos pacientes passarão por uma triagem e o direcionamento, com o próprio cirurgião, para a realização dos diversos exames e em seguida volta para a apresentação dos resultados desses exames. Imediatamente após, é marcada a cirurgia. Isso vai refletir diretamente no resultado e na recuperação dos nossos pacientes”, comemora Liane Amorim.
O médico Bernardo Amorim irá atender a toda população de Umarizal a cada 15 dias nos diversos postos de saúde da cidade.

Umarizal fecha parceria com Ufersa



O reitor da Ufersa, José de Arimatéia de Matos, recebeu em seu gabinete na manhã desta sexta-feira (3), a prefeita de Umarizal, Elijane Paiva e a secretária de Educação, professora Eva Dias, onde trataram de parcerias e projetos para o município. 

Os professores José Domingues Fontenelle Neto, vice-reitor, e Felipe Ribeiro, chefe de Gabinete, foram designados pelo reitor para tratarem da pauta, dando encaminhamento aos temas sugeridos pela prefeitura. Esse grupo de trabalho tratou de projetos como implantação do polo universitário, Ensino a Distância (EAD), Metrópole Digital, Ciência para Todos no Semiárido Potiguar e projetos nas áreas de ecologia e engenharia florestal.

Vereadores aprovam crédito suplementar de 30% para “desengessar”, gestão de Elijane.


Vereadores aprovam crédito suplementar de 30% para “desengessar”, gestão de Elijane.

Os vereadores umarizalenses já começaram o ano trabalhando, mesmo antes do final do recesso previsto pelo regimento da Casa. Oficialmente, as sessões só retornam dia 28 de fevereiro, mas atendendo a convocação do Poder Executivo Municipal, os parlamentares foram à Câmara Municipal.

Em duas sessões extraordinárias – uma na terça (31) e a outra nesta sexta-feira, (03) –, os vereadores aprovaram um crédito suplementar de 30% sobre o valor previsto (mais de R$ 27 milhões de reais), na Lei Orçamentária Anual – LOA, aprovada no ano passado, e a possibilidade de remanejamento de recursos de uma dotação para outra ou de uma secretaria para outra.

Os vereadores da bancada governista defenderam a aprovação do crédito extra. Segundo eles, a não aprovação dos 30%, iria “engessar” a gestão da prefeita Elijane, como explicou o vereador Maykon Nunes (PT do B) ao O Umarizalense. “O problema é que haviam dotações com muito dinheiro e algumas dotações com pouco, como por exemplo, para compra de medicamento, combustível, material de consumo, hospitalar. Com isso a administração estava engessada. Ela não poderia fazer uma licitação para combustível, para medicamentos e isso iria prejudicar a população. A prefeita nos chamou, mostrou a realidade e a gente como representante do povo tinha que se preocupar”, disse o parlamentar.

Antes da votação em plenário nesta sexta, uma contadora do município foi até a Câmara Municipal e expôs de forma técnica a necessidade de aprovação do crédito suplementar. A vereadora da bancada de oposição Meyre Câmara (PSB), que votou pela aprovação do projeto, disse que os dados trazidos pela servidora do município comprovaram a necessidade do recurso extra no orçamento. Em primeiro turno, Meyre se absteve de votar no projeto.


A contadora veio e nos apresentou, através de documentos e contabilidade, a necessidade, mas só em alguns aspectos, não é em toda a área da prefeitura que necessita desse recurso para remanejamento ou desse crédito suplementar de 30%, mas em algumas áreas realmente é necessário. A gente sentou, analisou mais uma vez o orçamento anual e percebemos essa necessidade”, disse Meyre.

Para o vereador Chico de Brancar (DEM) a aprovação do crédito extra e do remanejamento era natural, já que em 2016, a gestão trabalhou com estes mesmos recursos administrativos e fez uso deles. “Para se ter uma ideia, fazendo uma comparação com o ano passado, o crédito suplementar que foi usado no exercício 2016 chegou 45,6% de 50%. Para se ter uma ideia da tamanha necessidade desse crédito é que só em janeiro de 2016, foram usados R$ 1,9 milhão desse crédito suplementar. Era de extrema necessidade e nos vereadores não poderíamos ficar omissos a esta questão, deixando a situação do executivo engessado, dependendo desse crédito”.

No primeiro turno o projeto foi aprovado com seis votos favoráveis. Três parlamentares se abstiveram de votar por não compreender a necessidade do incremento de valores. Já nesta sexta, segundo turno, a lei que assegura o remanejamento e recursos adicionais foi aprovada por unanimidade.


Do O Umarizalense

Umarizal na lista das escolas de tempo Integral do governo do estado

O município de Umarizal ficou fora da lista das escolas Estaduais do Rio Grande do Norte que funcionarão a partir deste ano em regime integral.

O Diário Oficial do Estado deste sábado (4) publicou os decretos que transformam 17 escolas estaduais de ensino médio em tempo integral no Rio Grande do Norte. No total, o Ministério da Educação (MEC) aprovou 18 escolas do estado para participarem do Programa de Escola em Tempo Integral no estado, mas o decreto destinado à Escola Estadual Reginaldo Teófilo ainda não foi publicado.

No total, as unidades educacionais irão oferecer 6.040 vagas para o sistema de tempo integral, com aulas e atividades das 7h às 17h30. De acordo com a Secretaria Estadual de Educação e da Cultura (SEEC), a implementação do novo horário pelas escolas será gradual e a meta é alcançar 50% das unidades ao longo da próxima década.

Escola Estadual 11 de Agosto será uma das contempladas com os novos horários.