17 de fev de 2016

Umarizal / Leitura anual foi lida ontem na sessão do legislativo municipal. Mas o que se deu para entender melhor foi que, tem politico querendo calar a imprensa de Umarizal .... Mais Deus é maior e isso não vai acontecer, por que a justiça funciona para os dois lados.

Ontem à tarde (16) foi lida a leitura anual, o secretário chefe da casa civil Maycon Nunes foi o responsável perla leitura anual que todo prefeito faz na primeira sessão de cada ano no legislativo municipal...


Nada de novidade, até por que estamos em Umarizal, uma terra onde ainda querem reinar como na época da chibata, como se a população fosse obrigada a engolir os erros dos nossos governantes a força e mesmo assim permanecer em silêncio.

Mas, o que se deu para intender melhor, foi que essa primeira sessão do legislativo foi apenas o início de um tumultuado ano de eleição que vem por aí.  Um verdadeiro jogo de interesses por boa parte da classe política do nosso município.


Só queria deixar bem claro para alguns vereadores e para o chefe do poder executivo, vocês não vão ceifar o direito da livre expressão, vocês não pensem que certos tipos de intimidação podem calar a verdade diante dos fatos supostamente a serem apresentados por qualquer veículo de comunicação...     

Acompanhado de parlamentares e prefeitos, governador pede a ministro para não devolver repasse a mais ocorrido em 2014

Acompanhado da senadora Fátima Bezerra, do deputado federal Fábio Faria, secretários de Estado e de uma comissão de prefeitos do RN, o governador Robinson Faria participou nesta terça-feira, em Brasília, de uma reunião com o ministro da Educação, Aloizio Mercadante.
Robinson solicitou ao ministro que R$ 79 milhões, referentes ao repasse do Governo Federal via Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), frutos de uma divergência na prestação de contas do ano letivo 2014, não fossem devolvidos.
Em 2014 a União previu que o Rio Grande do Norte deveria receber complementação para o Fundeb, segundo cálculos realizados à época.
Os repasses passaram a ser feitos em 2015, porém, devido a um novo entendimento, o cálculo de repasse foi refeito e verificado que o RN não teria direito a complementação do Fundo.

Pela Lei, o Estado teria que ressarcir o montante até abril deste ano.
O ministro se comprometeu a defender a não devolução e também a tratar da questão na Comissão Tripartite do Fundeb, formada por secretários estaduais (Cosed) e dirigentes municipais (Undime).
 

Depoimentos de Lula e Marisa sobre triplex são suspensos


lula_marisa
Os depoimentos do ex-presidente Lula e de sua esposa, a ex-primeira-dama Marisa Letícia, ao Ministério Público de São Paulo, foram suspensos por uma decisão do Conselho Nacional do MP. A informação é do jornal Folha de S.Paulo.
Lula e Marisa estavam intimados a depor sobre o triplex no condomínio Solaris, no Guarujá, litoral de São Paulo, além das irregularidades em uma transferência de obras inacabadas da empreiteira Bacoop para a OAS. Entretanto, o casal não era obrigado a compararecer ao fórum nesta quarta-feira – pelo menos não nesta fase da investigação.



A determinação é do conselheiro Valter Araújo, a pedido do deputado petista Paulo Teixeira. O parlamentar questionou a atuação do promotor Cassio Conserino, afirmando que este não possuiria legitimidade para conduzir o inquérito. Decisão vale até o plenário do Ministério Público avaliar o caso.

“Muitos parlamentares aqui são corruptos e votam com o bolso”, diz integrante do Conselho de Ética


size_810_16_9_corruptionUm dos parlamentares que votam pela continuidade do processo por quebra de decoro do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), o tucano Nelson Marchezan Júnior (RS) disse durante a sessão do Conselho de Ética desta terça-feira, 16, que há deputados que votam de acordo com os interesses de seu bolso.
“Muitos parlamentares aqui são corruptos e votam com o bolso. Somos aqui a representação da sociedade que tem a sua parcela de corruptos representada”, afirmou à Agência Estado. Para o parlamentar, há grupos no colegiado – ligado ao PT – que têm interesse que Cunha permaneça sob os holofotes da imprensa, os que defendem o peemedebista e os parlamentares que gostam de ter espaço na mídia.

Justiça recebe Ação Civil de Improbidade Administrativa contra ex-prefeito de Serrinha

O juiz Ederson Solano de Morais, da comarca de Santo Antônio, recebeu uma Ação Civil de Improbidade Administrativa movida pelo Ministério Público Estadual com o objetivo de responsabilizar o ex-prefeito do Município de Serrinha, Manoel do Carmo dos Santos, pelos possíveis atos ímprobos cometidos durante a sua gestão no Executivo municipal.