19 de out de 2012

CALAMIDADE PUBLICA / Bairro Caraíbas faz apelo através do Portal Uzl.

Apelo feito pela população através de comentários enviado ao Blog.
*Muitos vão dizer que eu mesma mandei, mas não preciso nem fazer isso, pois a população mesma faz.


O Descaso do Poder Executivo Municipal em Umarizal simplesmente é inaceitável.

Há tempos que logo na entrada da cidade mais exato no bairro Caraíbas, o que era para ser um cartão postal de boas vindas aos que chegam no município, simplesmente temos o lixão à céu aberto, evidenciando o total desrespeito com a população local, com a Saúde Pública e com o Meio Ambiente.

O que se verifica, do mesmo modo e ao mesmo tempo, é a enorme omissão das autoridades e órgãos, pagos pela população, para efetuarem a fiscalização quanto a esse tipo de ilicitude, e, principalmente, não permitirem que continue, no entanto, em razão do lapso que já transcorreu, pode-se afirmar que fazem de conta que o lixão naquela área simplesmente não existe.

Omissão imperdoável pois até cegos e quem não tem olfato sabem da existência e dos malefícios do lixo, do seu odor fétido, da contaminação do subsolo, da fumaça a impregnar diariamente os pulmões, da combustão a tirar a saúde dos umarizalenses que ali residem, da visão que afugenta qualquer visitante, além de outras anomalias causadas em razão de sua permissão naquele local. Só falta agora os 'puxas' dizerem que em Umarizal não há dinheiro público para resolver o problema. Ora, o que mais temos vistos ultimamente, com enorme espanto, são os inúmeros gastos desnecessários do dinheiro público, principalmente para promoção pessoal do gestor; contratação de funcionário 'fantasma', malversação dos recursos públicos e outras anomalias e sangrias ao erário.Bastar dar uma olhada, a título de simples exemplo, no Tribunal de Contas do RN e procurar pelas contas do nosso município.(http://rn.transparencia.gov.br/Umarizal)

Em suma, quando teremos um gestor público que demonstrará respeito com seus munícipes e implantará, sem lero-lero, demagogia e promessas eternas, um Aterro Sanitário no município?

VEJAM ALGUMAS FOTOS TIRADA NO CARAÍBAS.






FONTE: PORTAL UZL

Jovens de Apodi lançam o futebol americano em nossa cidade



Um grupo de jovens e adolescentes da cidade de Apodi-RN, começou um projeto para a inicialização e popularização do esporte, FUTEBOL AMERICANO. O esporte criado nos Estados Unidos é um dos esportes mais populares no país.

Os jovens Matheus Lopes, Alvaro Marcolino, Ramon Lima, Marcus Vinicius e Isailton Gurgel tiveram a ideia com o objetivo da interação entre jovens e adolescentes, a prática desportiva contra o sedentarismo, a prática saudável de um esporte disciplinante e a popularização do mesmo com o objetivo de unificar o esporte entre os jovens e as cidades.

Hoje, os jovens contam com o apoio dos vereadores João Evangelista Filho e Francisco de França Pinheiro (Chico de Marinete), e os jovens continuam em busca de mais apoiadores e patrocinadores para o projeto. A abertura oficial será nesse dia 20/10/2012 às 15h30minh na AABB.


FONTE: http://joseniasfreitas.blogspot.com.br/

HOJE É DIA DE APAGAR MAIS UMA VELINHA PARA O MEU AMIGO ABEL BRASIL !!!!!



HOJE O MEU GRANDE AMIGO ANTONIO DE ABEL BRASIL ESTÁ COMPLETANDO MAIS UM ANO DE VIDA , DESDE - JÁ FICA AQUI OS MEUS VOTOS DE FELICITAÇÕES COM MUITA SAUDE , PAZ E ALEGRIA.




POSTADO POR CLEUMY CANDIDO FONSECA ÁS 09:31

Pesquisa aponta que prefeitos do RN tem o melhor índice de reeleição, quase 70% dos gestores conseguiram permanecer no cargo

Pesquisa divulgada hoje pelo jornal Valor Econômico mostrou que o Rio Grande do Norte é o Estado brasileiro com o melhor índice de reeleição do país na análise das disputas municipais. Nas últimas quatro disputas municipais, a taxa de reeleição no recordista Estado potiguar foi em média de 71,7% .

A reportagem traz uma entrevista com o cientista político Antonio Spnielli. Ele diz que uma característica dos municípios da região é a extrema pobreza e a dependência de recursos do governo. A situação é semelhante à das cidades do Norte e do Centro-Oeste. Mas a incapacidade de realizar obras e benfeitorias seria compensada pelos prefeitos com a prática generalizada do clientelismo, da cooptação de lideranças e do uso e abuso da máquina administrativa.

Veja um dos trechos da matéria:

“Spinelli afirma que nestas cidades prefeitos costumam fornecer ambulâncias para o transporte de doentes para hospitais da capital e que outros veículos são contratados a particulares, por fora, sem licitação. O exemplo ilustraria a rede de empregos temporários que são criados em torno da prefeitura e que geram fidelidade política ao mandatário de plantão.

“Na época da eleição, os prefeitos colocam a máquina para funcionar de modo avassalador. Há um uso massivo e indiscriminado das finanças para se reeleger. A compra de votos é generalizada”, afirma o cientista político.

Com pouca fiscalização, a véspera da eleição é tida como o dia mais importante de campanha, quando grupos de trabalho saem pela noite e varam a madrugada distribuindo cestas básicas, camisetas e outros agrados aos eleitores. Denúncias, geralmente, são feitas pelos adversários políticos, mas os processos não são concluídos e não há punição na maior parte dos casos.

“O grau de corrupção do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte é muito alto. A própria ex-corregedora do Conselho Nacional de Justiça, Eliana Calmon, ficou estarrecida quando veio aqui, pois até desembargador estava envolvido”, diz Spinelli.

O professor destaca que o índice de permanência no poder pelos mesmos grupos políticos é ainda maior se se somar, à taxa de reeleição, a proporção de prefeitos que conseguem fazer seus sucessores.

Ele cita o caso de Mossoró, cidade natal da governadora Rosalba Ciarlini Rosado (DEM). Rosalba foi prefeita por três mandatos (1989-1992; 1997-2000; e 2001-2004), depois elegeu uma sucessora, Fafá Rosado (DEM), que já se reelegeu (2005-2008 e 2009-2012), e nesta disputa fez uma segunda sucessora, Claudia Regina (DEM). A hegemonia foi mantida mesmo com todos os esforços e da união de PSB e PT para tirar do DEM a única prefeitura que a sigla mantém hoje entre as 118 maiores do país. “Será, na prática, o sexto mandato dela, Rosalba, ou delas, já que todas são mulheres”, ressalta Spinelli.”