12 de mar de 2013

MAIS UMA SEÇÃO NA CÂMARA DE VEREADORES.


Mais uma seção na câmara de vereadores de Umarizal sem nenhuma matéria para votação na ordem do dia.
Isso significa que nada está sendo reivindicado formalmente pelos nobres vereadores em prol da população de Umarizal.

O que agente apenas escuta são pequenos parlamentares querendo aparecer , o vereador armando florentino começando com suas palavras relembra apenas a campanha de 2012. Mas aproveita o tempo para explicar suas rotineiras ausências nas ultimas seções.

*a verdade disso tudo , é que , a população de Umarizal anseia por dias melhores, e não apenas de discursos bonitos a fantasiados*

fumaca-preta-anuncia-que-papa-ainda-não-foi-eleito-no-conclave


SÃO PAULO - A fumaça preta expelida da chaminé da Capela Sistina, na noite desta terça-feira no Vaticano (15h41 de Brasília), indica que o novo pontífice ainda não foi eleito pelos cardeais. As autoridades da Igreja Católica iniciaram o conclave que resultará na escolha do novo papa hoje, e a previsão era de apenas uma votação no primeiro dia do encontro.


O cronograma é que, a partir de amanhã, duas votações sejam realizadas pela manhã e outras duas à tarde, até que um dos nomes consiga o apoio de dois terços dos 115 cardeais votantes. Os religiosos ficam isolados do mundo durante o processo eleitoral, e a fumaça preta indica que não há um escolhido. Quando a chaminé expelir uma fumaça branca, esse será o sinal para mostrar que já foi apontado o novo papa.
O conclave ocorre após a surpreendente renúncia do papa Bento XVI, o primeiro pontífice a deixar o posto desde a Idade Média. Segundo especialistas no Vaticano, não há um nome claro que apareça como favorito, mas alguns nomes estão entre os mais cotados, como o arcebispo de Milão, Angelo Scola, e o de São Paulo, o brasileiro dom Odilo Scherer.
(Valor, com agências internacionais)



A perigosa primazia da política eleitoral (Editorial)


O Globo
Por ser movido à base de perspectiva de poder, político costuma raciocinar dentro de horizontes de tempo delimitados pelo calendário eleitoral. Nada de ilegítimo nisso. Há quem trabalhe com uma perspectiva histórica mais ampla ou menos, mas as urnas são e sempre serão um balizador-chave. Porém, quando a preocupação eleitoral se torna prioritária e passa a ser determinante em decisões de governo, a administração entra em terreno acidentado.
Ao decidirem antecipar a campanha de 2014, o ex-presidente Lula, o PT e a presidente Dilma, candidata à reeleição, avançaram o sinal.
E o erro já produziu pelo menos um efeito negativo na própria base de Dilma: o desgarramento do PSB do governador de Pernambuco, Eduardo Campos, que deve ter acelerado a execução do seu projeto para 2014 tão logo constatou que o PT decidira começar o jogo eleitoral mais cedo.
Um primeiro efeito concreto, Dilma já colheu, na oposição aberta do governador à essencial medida provisória de modernização dos portos, nó a ser desatado para ajudar a abater o famigerado “custo Brasil”.
Sem a antecipação da campanha, Eduardo Campos poderia não recuar nas críticas à MP, mas talvez não fosse tão ostensivo a ponto de aceitar se reunir com o líder da campanha de corporações sindicais contra as necessárias mudanças portuárias, o deputado Paulo Pereira da Silva (PDT-SP), Paulinho da Força.
Deixar 2013, um ano estratégico para a economia, ser contaminado por embates político-eleitorais pode tornar o caminho do Planalto ainda mais acidentado no enfrentamento de problemas sérios no Congresso.
Para garantir “governabilidade” e palanques em 2014, o governo passa a cometer outros erros. Como criar o 39º ministério apenas para abrigar o PSD do neoaliado Gilberto Kassab. Ora, é impossível ter uma equipe coesa, eficiente, ágil com dezenas de ministros.
O novo ministério, de Micro e Pequena Empresa, terá uma agenda de trabalho já bem atendida por diversos segmentos da máquina do Estado. Mais um desperdício.
E tão exótico quanto o ministério em si é a escolha para ocupá-lo do vice-governador da administração tucana de São Paulo, Guilherme Afif, numa prova viva da degradação do quadro partidário brasileiro, em que não faltam legendas e escasseiam projetos sérios, consistentes de poder.
Para completar o cenário do vale-tudo eleitoral precoce, noticia-se que Dilma reabilitará o senador Alfredo Nascimento (PR-AM), escorraçado do Ministério dos Transportes por motivos desabonadores.
O mesmo caminho de volta às boas graças do Planalto está sendo percorrido por Carlos Lupi (PDT), outro com passagem nada exemplar pelo Ministério de Dilma, no Trabalho. Também em nome da reeleição.
A incongruência maior é o inchaço de um ministério já obeso e a reabilitação de políticos clientelistas — para usar um termo elegante — acontecerem quando o governo necessita de uma máquina pública mais eficiente, ágil e profissional.

Amanda Gurgel: "A governadora age para os ricos".



Ao ser entrevistada pelo Jornal O Mossoroense, a Vereadora por Natal e mais votada na história política do Rio Grande do Norte, Amanda Gurgel (PSTU), declarou incisivamente o que pensa sobre as ações do Governo Rosalba Ciarlini.

Para Amanda Gurgel, "A governadora age para os ricos", acrescentando que "O RN é hoje o 2º Estado com mais desigualdade social em todo o País."

Ainda na entrevista, a vereadora natalense evitou falar sobre uma possível candidatura nas eleições de 2014, mas não descartou a possibilidade alegando que já existiram vários pedidos (do partido?) para que ela entre na peleja eleitoral do próximo ano.



Robinson Faria: "A sensação é de que o Governo Rosalba Ciarlini ainda não começou".




O presidente estadual do PSD, vice-governador Robinson Faria, disse ao Jornal de Hoje que a sensação é de que o governo Rosalba Ciarlini (DEM) ainda não começou, numa crítica ao apagão administrativo em setores básicos da administração, como saúde, segurança pública e os programas sociais. 

Robinson disse que o sentimento é de "decepção, frustração e desencanto". As críticas do pessedista foram pronunciadas na manhã desta segunda-feira (11), quando ele foi abordado sobre o rompimento do PV com o governo Rosalba Ciarlini.

Em entrevista, no último sábado (09), o presidente estadual do PV, senador Paulo Davim, explicou os motivos do rompimento com o governo e criticou a administração Rosalba Ciarlini. Segundo Davim, o PV não vinha sendo tratado como aliado do governo e, além disso, o partido decidiu discordar publicamente do conteúdo programático da gestão, afirmando que Rosalba está falhando nos setores essenciais da saúde, segurança e desenvolvimento econômico. Politicamente, Davim disse que o PV poderá apoiar qualquer nome para o governo, à exceção da governadora Rosalba Ciarlini.

Para Robinson, a saída do líder do PV da base aliada da governadora Rosalba representa "mais uma perda que o governo teve de um aliado forte". Segundo ele, o afastamento do PV é uma "baixa" porque o partido tem um senador da República que é médico e líder do segmento. 

"O pensamento de Paulo Davim é o da população do Rio Grande do Norte. Ele está traduzindo o sentimento da população, de desencanto e de repulsa a esse modelo de gestão. A sensação para a população é que o governo não iniciou. Um governo onde os setores básicos não funcionam, a saúde e a segurança são falhas. E onde os programas sociais, que já existiam, foram desmontados, como as Centrais do Cidadão e o Programa do Leite" afirmou o vice-governador.

Para Robinson, o líder do PV "decepcionou-se com a gestão Rosalba, cansou-se de oferecer sugestões, desencantou-se, achou melhor ficar fora, do que compartilhar essa gestão". "Talvez Paulo Davim tenha cansado da forma como o governo trata a própria categoria dos médicos, com os quais o governo nunca quis dialogar. Veja essa greve de quase onze meses, que só acabou por causa de uma medida judicial", completou.

ELEIÇÕES 2014

Pré-candidato do PSD a governador do Rio Grande do Norte, o vice-governador Robinson Faria afirmou que irá procurar o presidente estadual do PV, Paulo Davim, para iniciar tratativas com vistas às eleições de 2014.  "Vejo a decepção do presidente do PV, que está mudando radicalmente a feição do partido. Hoje o PV é mais o pensamento do presidente Paulo Davim, e não a decepção que foi em Natal", disse Robinson.

Dizendo-se amigo de Paulo Davim, o vice-governador afirmou que o verde "é bem-vindo" à oposição. "Ele é bem-vindo à oposição para compor o arco de alianças. A oposição o recebe de braços abertos, que, neste novo momento, é o novo PV, que tem o toque e a condução do senador Paulo Davim", frisou.

Informações do Jornal de Hoje  

MP pede na Justiça projeto de revitalização da ponte de ferro de Igapó


O Ministério Publico Estadual, por intermédio da 41ª Promotoria de Justiça da Comarca de Natal, com atribuições na Defesa do Meio Ambiente, ajuizou Ação Civil Pública para que o Estado do Rio Grande do Norte e Município de Natal e a empresa J. Lopes da Silva & Cia, solidariamente, sob a supervisão da Fundação José Augusto, custeiem e promovam projeto de revitalização da ponte de ferro de Igapó, importante patrimônio histórico potiguar.
Na ação que tramita na Vara da Fazenda Pública, o representante do Ministério Público pede a condenação solidária do Estado, Município e empresa J. Lopes da Silva & Cia pelos danos patrimoniais e extrapatrimoniais causados ao longo dos anos ao meio ambiente cultural pelo completo descaso para com a ponte de ferro de Igapó.

fonte:heitor.gregorio@hotmail.com

MORADOR DENUNCIA PREFEITO POR DESCASO COM O BAIRRO CARAIBAS !!!!!!




Fui procurado hoje pelo Sr. Chico de Ernes morador do bairro caraíbas , o mesmo está revoltado com descaso com o prefeito de Umarizal está tendo com aquele bairro.
Para Chico de Ernes mano só via aquele bairro na época da politica , o bairro hoje se encontra com quase 40% dos postes de iluminação publicas sem funcionar ou seja , o bairro caraíbas está quase todo as escuras.
Chico disse já ter procurado os responsáveis , mas quer apenas escuta promessas de uma pequena solução.
Nota do Blog – se isso realmente estiver acontecendo lá no bairro Caraíbas , é um problema exclusivamente da prefeitura de Umarizal e o prefeito mano Onofre deve tomar as providencias o mais rápido possível , já que todos nós consumidores temos o total direito de reclamar direto com o prefeito já que a verba de iluminação publica se destina quase 100% para a prefeitura do nosso município.
Ai eu me pergunto cadê esse dinheiro que não está sendo aplicando de maneira correta , cadê o dinheiro que vem destinado ao esporte do nosso município que ninguém está vendo nada ser feito nesse setor.
Ê prefeito mano você precisa gerir mais corretamente os recursos que o nosso pobre município ainda dispõe.

FOTO ILUSTRADA

TEXTO: CLEUMY CANDIDO FONSECA 

Deputado Henrique Alves dá prazo para Governo Rosalba deixar de ser “concentrador e isolado”


Por O Jornal de Hoje
Quinze dias após a retomada das reuniões do conselho político do governo do Estado, no dia 25 de fevereiro, em Brasília, a governadora Rosalba Ciarlini (DEM) ainda não tomou as medidas sugeridas pela base, formada por PMDB, PR, PMN e DEM. A informação é do presidente da Câmara dos Deputados, deputado Henrique Alves (PMDB), um dos integrantes deste conselho. Segundo ele, o prazo para que o governo do DEM adote as medidas acordadas é durante este mês de março. “Acho que durante esse mês de março ou essa coisa caminha ou é esquecer de novo”, avisou Henrique, durante entrevista coletiva à imprensa, nesta manhã, na sede do PMDB.
Embora evite falar sobre 2014 e diga que 2013 é o ano da parceria administrativa em prol do desenvolvimento do Estado, o presidente da Câmara dos Deputados mantém a postura de crítico à gestão Rosalba. Indagado se o governo havia mudado o comportamento após a reunião do conselho, Henrique declarou que não. “Até porque foi feito um entendimento com a governadora de que era preciso abrir o seu governo. O governo Rosalba é um governo muito isolado, muito distante da base. E todo governo tem que ter uma base política que seja solidária, próxima, que realize avaliações dos erros, acertos e estratégias”, afirmou.
Henrique voltou a ressaltar a trajetória política de Rosalba, afirmando que a chefe do executivo potiguar tem uma “história importante, como administradora, pessoa determinada, humilde, de um governo ético, de um governo honrado”. Contudo, na sua avaliação, “está faltando uma abertura que faz com que a base política do seu governo possa participar, efetivamente, do seu governo”. Assim, Henrique combate o maior problema da gestão, na sua avaliação. Para ele, o governo necessita “deixar de ser um governo concentrador, isolado e solitário”, que, a seu ver, está sendo.

FNDE prorroga prazo de prestação de contas de três programas


O FNDE (Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação) prorrogou ontem (11) o prazo para o envio da prestação de contas de três programas: Pnae (Programa Nacional de Alimentação Escolar), Pnate (Programa Nacional de Apoio ao Transporte Escolar) e PDDE (Programa Dinheiro Direto na Escola). Os Estados, o Distrito Federal e os municípios terão até dia 30 de abril para enviar os dados referentes aos anos de 2011 e 2012 pelo SiGPC (Sistema de Gestão de Prestação de Contas), conhecido como Contas Online.
Segundo o FNDE, 15 unidades federativas e 1.999 prefeituras não prestaram contas em relação à alimentação escolar de 2011 e as 27 unidades federativas e 5.189 municípios não enviaram a documentação do programa referente a 2012. Em relação ao transporte escolar, uma unidade federativa e 1.123 prefeituras não prestaram contas referentes a 2011 e 12 unidades federativas e 4.874 municípios não enviaram os dados de 2012.
A prestação de contas do PDDE se subdivide em categorias e entes federativos podem ter prestado conta parcialmente. Pelo link do FNDE é possível consultar as unidades federativas e os municípios que enviaram a documentação.
Aqueles que não cumprirem o prazo podem ficar sem os recursos dos três programas enquanto não regularizarem a situação, informa a autarquia. O adiamento ocorreu "para que nenhum ente federativo seja prejudicado, pois se trata de uma nova sistemática de apresentação das prestações de contas, por meio eletrônico".
Os novos prefeitos, que ainda não têm senha do sistema, devem entrar em contato com a central de atendimento pelo telefone 0800-616161. O FNDE disponibilizou também um guia para auxiliar os gestores na prestação de contas.

fonte:Mariana Tokarnia
Da Agência Brasil, em Brasília

Disputa por chefia do MPF tem três candidatos


A disputa pela chefia do Ministério Público avançou nesta segunda-feira (11/3), com o registro de três candidatos para a função desempenhada até julho por Roberto Gurgel. O processo seletivo é organizado pela Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR).
O cargo de líder da Procuradoria-Geral da República é de livre nomeação da Presidência da República. Contudo, desde o governo de Luiz Inácio Lula da Silva, adotou-se a tradição de preparar uma lista tríplice com os mais votados pelos profissionais da categoria, que vem sendo respeitada desde então.
CandidatosA subprocuradora-geral Deborah Duprat, 53 anos, está na disputa. Carioca, Deborah atua no Ministério Público Federal  desde 1987. Chegou à Subprocuradoria-Geral em 2003. É vice-procuradora-geral desde 2009, substituindo Gurgel nas sessões do Supremo Tribunal Federal.
A porto-alegrense Sandra Cureau, 66 anos, completará 37 anos de MPF em agosto deste ano. Tornou-se subprocuradora-geral da República em 1997. É vice-procuradora-geral eleitoral desde 2009, com atuação constante no Tribunal Superior Eleitoral.
O terceiro candidato é Rodrigo Janot, 56 anos. Natural de Belo Horizonte, Janot ingressou no MPF em 1984, e chegou ao cargo de subprocurador em 2003. Foi presidente da ANPR entre 1995 e 1997, cargo ocupado por Roberto Gurgel entre 1987 e 1989.
Janot integrou a última lista tríplice encaminhada ao Executivo, em 2011. Também estavam na disputa a subprocuradora Ela Wiecko e Gurgel, que acabou reconduzido para um período de mais dois anos. Em entrevista coletiva nesta tarde, Gurgel disse que não vê risco de interferência política na escolha do novo procurador-geral caso o método da lista tríplice seja novamente respeitado pela presidente Dilma Rousseff.
As inscrições para a vaga de procurador-geral vão até sexta-feira (15/3). Podem concorrer membros do MPF em atividade, com mais de 35 anos. As campanhas vão até 12 de abril, com previsão de debates em Brasília — em 2 de abril — e em São Paulo — em 10 de abril. A votação será em 17 de abril. Com informações da Agência Brasil.

Governo anuncia construção de cinco presídios

Governadora Rosalba Ciarlini inclui Mossoró na lista das cidades contempladas



Em coletiva realizada na tarde de ontem, a governadora Rosalba Ciarlini apresentou à imprensa um balanço da reunião com o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, realizada no último sábado (9), com a presença da cúpula da Segurança Pública do Rio Grande do Norte.
Na ocasião, o RN antecipou de 2015 para 2013 a adesão ao Programa Brasil Mais Seguro, que prevê a redução da criminalidade, promove ações para o fortalecimento das fronteiras, enfrentamento às drogas, criação do Sistema Nacional de Informação em Segurança Pública, melhoria do sistema prisional, segurança pública para grandes eventos e combate às organizações criminosas.
Dentre os temas abordados ainda na coletiva estiveram a construção de cinco novos presídios no interior, nos moldes da detenção da cidade de Nova Cruz.
As áreas para a construção das estruturas que variam entre 220 e 400 vagas, serão erguidas em Ceará-Mirim, Parelhas, Mossoró, Macau e Lajes, com áreas já liberadas e licenciadas, que já contam com recursos de R$ 8 milhões do Ministério da Justiça.
Outro ponto trazido pela governadora nessa tarde foi a inclusão no projeto de um laboratório de DNA para Natal, para agilizar a resolução de crimes.
Governadora participará de reunião sobre o Pacto Federativo em Brasília
A governadora Rosalba Ciarlini partiu para Brasília, onde participará das reuniões sobre o Pacto Federativo. Os assuntos que permearão as discussões envolvendo o Pacto, que compreendem uma nova forma de relacionamento entre os estados brasileiros, terão nove sugestões, de acordo com o relatório parcial.
São elas a nova divisão do Fundo de Participação dos Estados e do Distrito Federal (FPE), repactuação de dívidas com a União, fundo de desenvolvimento regional, royalties, reforma do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), a compensação a Estados e o fundo de desenvolvimento regional.
Do encontro com os governadores um texto com as pautas mais urgentes será produzido e deverá ter prioridade no trâmite na Câmara dos Deputados e no Senado Federal. Dos pontos apresentados, três são Propostas de Emenda à Constituição (PEC), quatro projetos de lei e duas emendas a projetos já em tramitação.


fonte:http://www.omossoroense.com

Do RN para o mundo…




O novo correspondente do Jornal Nacional em Nova York é o potiguar Alan Severiano.
Antes de partir para nova missão, o jornalista se despediu do editor Wiliam Bonner, que registrou em seu instagram.
Graduado na UFRN, Severiano já era repórter primeira linha na Globo de São Paulo.

fonte:lauritaarruda.com

Ministério prorroga prazo para atualização de cadastro no Bolsa Família



O prazo para atualização do cadastro dos beneficiários do Bolsa Família é prorrogado para o dia 28 de março. O Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) prorrogou o prazo devido à transição que as prefeituras do país fazem atualmente.
De acordo com o MDS, cerca de 395 mil famílias ainda precisam procurar o gestor municipal do programa de transferência de renda para regularizar a situação. Muitos do gestores ainda não solicitaram senhas para acessar o Cadastro Único dos Programas Sociais do Governo Federal e para o Sistema de Gestão do Programa Bolsa Família.

FONTE:http://www.robsonpiresxerife.com