6 de abr de 2013

Filho do presidente da Assembleia não confirma apoio à reeleição de Rosalba.



O vereador Rafael Motta, que assumiu o Diretório Estadual do PP nesta quinta-feira (04), disse que o partido irá se reunir para discutir qual posição adotará nas eleições de 2014. 

O que é certo, segundo deixou transparecer o filho do presidente da Assembleia Legislativa, é que não haverá alinhamento automático em relação ao apoio à reeleição da governadora Rosalba Ciarlini (DEM).

"Teremos uma conversa com as bases partidárias para se chegar a um consenso sobre o que é melhor para o PP e para o Rio Grande do Norte com vistas ao processo eleitoral do próximo ano", afirmou Rafael Motta, ao ser questionado sobre a alternativa do partido para o Governo do Estado nas eleições de 2014. 

"Política se faz com diálogo, entendimento e alianças. Vamos nos reunir para saber a opinião de todos com relação a 2014", declarou. 

Do Jornal de Hoje

A POLITICA NO BRASIL É ASSIM / TCE condena Ex-prefeita de Viçosa a devolução de recursos e aplica multas.




O conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE-RN), Carlos Thompson, relatou processo do município de Viçosa referente a prestação de contas do exercício de 2007, a cargo da ex-gestora Maria José de Oliveira, na sessão da Primeira Câmara de Contas realizada nesta quinta-feira (04). 

O voto foi pela condenação decorrente da doação de alimentos sem comprovação da finalidade pública, contratação sem concurso público, ausência de designação de comissão de licitação e de documentação necessária à habilitação em licitação. 

O voto foi pelo ressarcimento de R$ 12.110,00, além de multas que somam R$ 7.633,00.

Informações do TCE-RN
 
 
DO BLOG - PRA GENTE SABER QUE NÃO EXISTE POLITICO ONESTO NESSE BRASIL,  ATÉ NA CIDADE DE VIÇOSA EXISTE IRREGULARIDADES.....

Primeiro concurso da história da Assembleia Legislativa do RN será realizado até julho.




A Fundação Carlos Chagas vai realizar o primeiro concurso público da história da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte. O edital do certame, elaborado pela organizadora, será publicado em maio e as provas realizadas até julho.

Nos próximos dias, será designada a Comissão do Concurso Público e realizada a assinatura do contrato administrativo com a Fundação Carlos Chagas.

No concurso público, serão oferecidas 85 vagas nos níveis médio e superior com salários que variam de R$ 2.609,48 a R$ 17.025,00.
Para os cargos de nível superior – 25 no total – serão disponibilizadas 10 vagas de analista legislativo para qualquer área de formação, uma de arquitetura, duas de biblioteconomia, duas de enfermagem, uma de engenharia civil, três de analista de sistema, uma de medicina, uma de jornalismo, uma de psicologia e uma de assistência social e uma de assessoria técnica de controle interno.
Serão 60 vagas de nível médio, sendo 46 técnicos legislativos, três operadores de som, cinco programadores, cinco taquigrafistas e quatro técnicos em hardware.

Da Assessoria de Imprensa