18 de set de 2013

[educação] Consuni declara aprovado criação de campus em Apodi








Com 25 votos a favor, 4 contra e 1 abstenção, o Conselho Universitário da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) decidiu pela criação do campus da instituição no município de Apodi. No entanto, de acordo com o reitor da UERN, professor Milton Marques de Medeiros, o campus não será implantando enquanto não forem atendidas algumas condicionantes.
Segundo o reitor, o Consuni deliberou que para a implantação do campus é necessária uma emenda de bancada federal no valor mínimo de R$ 20 milhões; o encaminhamento do Projeto de Lei para a Assembleia Legislativa, dotando com quadro de lotação que atenda os novos servidores de Apodi; que seja inserido no orçamento da UERN, que para cada curso criado pelo novo campus, seja acrescido o valor de R$ 5 milhões por ano no orçamento e no financeiro; que as decisões do CONSUNI sejam encaminhados para o CONSEPE (Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão da UERN) estudar a viabilidade dos cursos, quais cursos, de acordo com a vocação da região; que seja  encaminhado para o conselho diretor para deliberar a viabilidade financeira do novo campus e que todos esses condicionantes sejam atendidos no prazo máximo de 2 anos. “Caso não haja condições do novo campus ser implantado nesse período, será preciso voltar ao Consuni para a deliberação”, afirmou o reitor.
O prefeito de Apodi, Flaviano Monteiro, recebeu a notícia do reitor Milton Marques com satisfação e agradeceu à UERN pelo empenho em abrir a discussão para a criação do campus em Apodi. “Queremos agradecer pela disponibilidade em promover esse debate na Universidade. É aqui que temos que construir esses debates. Esse é o sonho de uma região que já devia ter chegado. É justiça que se faz com a nossa terra. Vamos entregar ao Governo do Estado e à Assembleia Legislativa os pontos aqui discutidos. A responsabilidade agora passa a ser do Governo do Estado e da Assembleia Legislativa”, afirmou o prefeito.
Novo campus é compromisso da instituição com a sociedade
Para o reitor nomeado da Uern, professor Pedro Fernandes Ribeiro Neto, a criação do campus de Apodi é resultado da responsabilidade da instituição com a sociedade. “O campus da UERN em Apodi era um antigo apelo da comunidade. Por diversas vezes, a Uern recebeu essa demanda e teve a sensibilidade de submeter ao Conselho Universitário para estudar as condições para essa criação. Confiamos na parceria com os governos federal, estadual e municipal e no compromisso que eles têm com a instituição para concretizar a criação do campus de Apodi”, afirmou o reitor nomeado.
A reunião do Conselho Universitário durou aproximadamente seis horas. Estiveram presentes, além dos conselheiros, o prefeito de Apodi, Flaviano Monteiro; o deputado federal Fábio Faria; o deputado estadual Gilson Moura; vereadores do município de Apodi e estudantes.
A equipe de reportagem do Jornal De Fato teve acesso ao relatório do Consuni e destacou a projeção salarial para criação do novo campus. Desconsiderando os encargos sociais, que indica um valor médio por curso ao mês de R$ 111.162,96. Para a instalação do Campus e implantação dos cinco cursos citados pela coordenação administrativa do Núcleo de Apodi, encaminhado à Direção da FACEM1, considerando os parâmetros citados, o valor global mensal é de R$ 566.313,68, o que compreende anualmente R$ 7.362.077,84.
 TEXTO: BLOG DE JAIR GOMES
FOTO VIA - FACEBOOK DE VIVI MONTEIRO
 

PARABÉNS PARA CHIQUINHA BALAIO ANIVERSSARIANTE DO DIA DE HOJE



Hoje e o aniversario da pessoa mais importante da minha vida minha mae quero lhe deseja muitos anos de vida e que deus lhe de muita paz e saude.Bjs da suas netas isabela,vitoria,maria leticia e ana julia.
 
VIA - FACEBOOK  DE JULIANA DELFINO

Fafá Rosado se filiará ao PMDB na segunda-feira

A jornalista Thaisa Galvão informa em seu blog que está marcada para segunda-feira, dia 23, em Mossoró, a filiação da ex-prefeita da cidade, Fafá Rosado, ao PMDB. Será um dia de filiações ao partido comandado no Rio Grande do Norte pelo presidente da Câmara, deputado Henrique Alves.

Henrique confirmou presença e deverá chegar a Mossoró com um figurão do partido. A intenção é que seja o vice-presidente da República, Michel Temer.
 

TSE anula recurso que questiona mandato de políticos


O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu ontem (17) que é inconstitucional o uso do recurso contra expedição de diploma, previsto no Código Eleitoral, para questionar o mandato de políticos na Justiça. A decisão abre precedente para que processos da mesma categoria que podem levar à cassação do mandato de 11 governadores sejam remetidos para a Justiça Eleitoral dos estados. O entendimento provoca mudança na jurisprudência da corte, em vigor há 40 anos.Os ministros julgaram recurso apresentado pelo Democratas do Piauí contra o mandato do deputado federal Assis Carvalho (PT-PI), acusado de compra de votos.

Por 4 votos 3, o plenário do TSE seguiu voto do relator Dias Toffoli e entendeu que a utilização do Recurso contra Expedição de Diploma (RCED) é inconstitucional. No entendimento da maioria dos ministros do tribunal, a forma legal para questionar os mandatos é a Ação de Impugnação de Mandato Eletivo (AIME). Com a decisão, o processo do Democratas do Piauí contra o deputado federal Assis Carvalho não será julgado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e será remetido para o Tribunal Regional Eleitoral do Piauí (TRE-PI), primeira instância da Justiça Eleitoral.
 

Congresso mantém multa de 10% do FGTS e demais vetos de Dilma

Sessão de Câmara e Senado avaliou 95 vetos presidenciais em 7 projetos. Votação de parlamentares foi secreta e manual em cédulas de papel.

 

 

O Congresso Nacional concluiu, após sessão de cerca de uma hora e meia, a votação conjunta e secreta de deputados e senadores para derrubar ou manter 95 vetos presidenciais. Segundo a Secretaria Geral do Congresso, votaram 73 dos 81 senadores e 455 dos 513 deputados.
Como a votação é manual e secreta, a posição dos parlamentares em relação aos projetos rejeitados pela presidente da República terá de ser digitalizada e processada pelo Centro de Informática e Processamento de Dados do Senado Federal (Prodasen) após a conclusão da votação.
O resultado geral foi divulgado por volta de 2h30, mas os placares serão divulgados na manhã desta quarta.
Os congressistas lotaram o plenário da Câmara dos Deputados para a sessão. Nas galerias do Legislativo, dezenas de manifestantes contrários à manutenção da multa do FGTS, vestidos com coletes amarelos, revezavam vaias e aplausos para pressionar os parlamentares a derrubar o veto.
Para que o veto fosse derrubado eram necessários ao menos 237 votos de deputados e outros 41 de senadores contrários ao veto. A derrubada não podeira ocorrer caso uma das casas decidisse por manter o veto. Se a maioria da Câmara, por exemplo, derruba um veto, mas no Senado o número de votos pela derrubada é inferior a 41, o veto é mantido.
“Não podemos assegurar a decisão, mas o governo tem uma base mais estável e forte no Senado. É de se esperar que o resultado seja proporcionalmente mais favorável à manutenção dos vetos no Senado”, disse o senador Eduardo Suplicy (PT-SP) antes de conhecer o resultado final.
O líder da minoria na Câmara, Nelson Marchezan Júnior (PSDB-RS), afirmou quer era pouco provável a derrubada dos vetos justamente devido aos votos dos senadores. “No Senado, a presidente tem uma maioria mais expressiva. Além de que lá ela tem menos parlamentares para negociar.  E esse cenário deve se repetir também em outras votações de vetos”, declarou.
Mais projetos
Outros projetos com vetos dispõem sobre a carreira de papiloscopista, cargos da Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e sobre a anistia para trabalhadores demitidos dos Correios.
Foram apreciados, ainda, vetos a trechos da proposta que pune empresas corruptoras e 85 itens vetados na medida provisória 610, que trata da desoneração da folha de pagamento de mais de dez setores.


FONTE: PORTAL NO MINUTO

Alunos recebem senhas para brincar no parque da Festa do Padroeiro



Alunos da Escola Municipal Tancredo Neves foram os primeiros a receber nesta terça-feira, 17, os ingressos de acesso aos brinquedos do Parque de Diversões da Festa do Padroeiro 2013. A iniciativa é da Prefeitura de Umarizal que adquiriu as senhas. A ação está sendo coordenada pelas secretarias de Cultura e Educação.

Diferente de outros anos onde todas as escolas municipais participavam de uma manhã recreativa, esse ano cada aluno recebe três senhas para brincarem a noite.

Outra novidade é que cada escola ficou com um dia para levar os alunos. “Essa terça ficou o Tancredo Neves, na quarta as demais escolas, Raimunda Barreto, Santa Filomena, Padre José Sauer e no sábado, as quatro creches e a zona rural”, explicou a secretária de Educação Filomena Lopes que entregou as senhas hoje na Escola Tancredo Neves.

Ainda de acordo com a secretária, os alunos têm direito a brincar em todos os brinquedos.


DO SITE DA PREFEITURA DE UMARIZAL

Nomeados do Hospital da Mulher têm até quarta para se apresentar no RN

Dos 221 concursados em 2010, 44 ainda não foram à Secretaria de Saúde.
Servidores assumirão vagas dos profissionais tercerizados da Inase.

Do G1 RN

Os aprovados no concurso público de 2010 nomeados pelo Governo do Rio Grande do Norte para trabalhar no Hospital da Mulher Parteira Maria Correia, em Mossoró, na região Oeste do estado, têm até esta quarta-feira (18) para se apresentar à Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap). Dos 221 concursados, 44 ainda não assinaram o termo de posse nem solicitaram a prorrogação do ato pelo prazo de 30 dias.

As nomeações aconteceram no dia 20 de agosto com o objetivo de substituir os profissionais terceirizados do Instituto Nacional de Assistência à Saúde e à Educação (Inase) que trabalham atualmente na unidade. Os funcionários do Inase trabalharão até o dia 28 de outubro, quando a gestão do Hospital da mulher passará para o Estado.

Dos 177 candidatos que já compareceram à Sesap estão 33 enfermeiros, quatro farmacêuticos, seis bioquímicos, 124 técnicos de enfermagem, seis técnicos em radiologia, três médicos para ultrassonografia e um médico clínico geral. A Sesap informou que as funções não contempladas pelos concursados serão ocupadas por novos servidores a serem contratados conforme a necessidade.
A troca dos funcionários terceirizados pelos concursados foi determinada pelo Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN) na decisão em que prorrogou a intervenção judicial no contrato entre a Sesap e o Inase de forma que o Estado assuma a gestão da unidade.
A relação de exames e documentos a serem apresentados está disponível no site da Sesap (www.saude.rn.gov.br).