9 de abr de 2019

RETORNO DA UNIDADE MÓVEL DE HEMOCENTRO DE MOSSORÓ É PLEITO DO DEPUTADO BERNARDO AMORIM.


"PRECISAMOS DE 1.200 BOLSAS DE SANGUE POR MÊS", DIZ DEPUTADO BERNARDO AMORIM QUE SOLICITOU VOLTA DE UNIDADE MÓVEL DO HEMOCENTRO DE MOSSORÓ. 

    O hemocentro, na cidade de Mossoró, é o único meio de coleta de sangue em todo o Oeste potiguar. Pensando nisso, o deputado estadual Bernardo Amorim, solicitou a Secretaria de Saúde Pública do RN, a reativação da Unidade Móvel de Coleta Externa, que está desativada por mais de um ano. 

  Segundo o 3º deputado mais votado nas eleições 2018, se faz imprescindível que a unidade móvel volte a peregrinar por municípios da região Oeste, na busca por novos doadores e obtenha a quantidade de sangue necessária para abastecer os bancos de sangue que tanto salvam vidas. A unidade móvel foi desativada por falta de condições de trafegar.

 o que trás um prejuízo inimaginável para a saúde de um modo geral. Afinal, são necessários em torno de 1.200 bolsas de sangue/mês para suprir a necessidade da população oestana. Sem este serviço móvel, o estoque de sangue caiu de forma acentuada, prejudicando aqueles que precisam deste serviço. "São 42 municípios que dependem dos serviços prestados pelo Hemocentro Regional de|Mossoró, numa parte do RN onde residem aproximadamente 628 mil pessoas.

 Esta unidade de saúde, colhe, armazena e distribui componentes de sangue para Mossoró e toda região Oeste, além de fazer atendimento ambulatorial dos pacientes com algumas Patologias Hematológicas. E a volta da unidade móvel é de extremíssima necessidade", disse o deputado Bernardo Amorim.