20 de set de 2016

Oposição de Umarizal poderá chegar a eleger a prefeita, Mas poderá continuar com apenas três cadeiras no legislativo municipal.

Não é segredo pra ninguém que a oposição de Umarizal poderá sim eleger Elijane Prefeita, mas poderá ficar sem a maioria mais uma vez na câmara municipal, e com isso atrapalhar uma possível e nova administração.

Se as coisas continuarem do jeito que estão caminhando, o grupo da oposição corre um grande risco de eleger apenas três vereadores, e se isso chegar a acontecer mesmo, tem muita gente que vai ficar de fora.

A politica e a campanha para o cargo de vereador em nosso município está pegando fogo, salvem -se quem poder, por que se correr o bicho pega e se ficar os outros candidatos lhe engolem.

Maykon Nunes é um dos nomes novos mais fortes na disputa para uma vaga no legislativo municipal.

Andando pelas ruas de nossa cidade e participando como sempre das rodas de conversas com amigos , escuto vozes e sinto o vento soprar a favor desse jovem candidato a vereador, a disputa dentro do grupo da situação está acirrada, são muitos os nomes e concorrentes para no máximo ocuparem 06 vagas na câmara municipal.  

A verdade é que o jovém Maykon Nunes está muito bem dentro do quadro político atual.   

PREFEITO BRENO QUEIROGA / / ANIVERSÁRIO DE FUNDAÇÃO DE NOSSA TERRINHA!

Há exatos 87 anos, nós temos uma identidade. Somos todos filhos de uma terra privilegiada até no nome. Graças ao sonho e ao empenhos de homens como Felinto Barros, Júlio Fernandes, seu Germano, Petronilo Augusto, bem como o Padre Francisco Sholz, quando em esforço conjunto realizaram a primeira missa campal de nossa terrinha, justamente no dia 20/09/1929, num dia de domingo, como hoje, edificou-se a fundação do OLHO D'ÁGUA DO BORGES, terra fértil de gente hospitaleira, inteligente e trabalhadora. É com muita felicidade e orgulho que celebraremos logo mais às 9h, um café comunitário de aniversário e congregação de nossa cidade, para nossa gente. Todos os filhos daqui, estejam eles na cidade ou em qualquer parte do Brasil e do mundo, é tempo de alegria, de união e de congratulação. Parabéns a todos que fazemos OLHO D'ÁGUA DO BORGES, que completa 87 anos jovem, forte, consolidando-se para construir um futuro digno para cada cidadão e caminhando rumo aos 100 anos com a determinação e a vocação de progresso que são características de nossa gente. Parabéns, OLHO D'ÁGUA DO BORGES!!! Literalmente, e mais do que nunca, #somostodosolhod'águadoborges!
(Fotografia por @dorgivaldantas )

A destruição do Brasil


charge-desigualdade-social
É preciso prestar atenção. Do jeito que as coisas vão, logo o Brasil se verá envolvido num conflito que, se não for civil, passará bem perto. Importa menos saber quem nasceu primeiro, se o ovo ou a galinha, pois o pior se aproxima, ou melhor, já chegou. Apesar de dispor de designações variadas, estamos divididos em dois. Duas  forças em choque: conservadores versus progressistas; direita contra esquerda; pobres, em oposição a ricos. Claro que dentro dessa simplificação absurda existirão mil nuanças e subdivisões, mas a verdade é que rapidamente chegaremos ao ápice de um confronto fundamental.

Nossa História permanece cheia de exemplos capazes de demonstrar quantas vezes estivemos perto da ruptura, seja política ou social. Só que agora é mais grave.
De um lado estão os que se aferram ao retrocesso e buscam implantar um sistema favorável à revogação de reformas sociais. Não tiveram escrúpulos em tomar o poder por artifícios escusos e preparam a extinção de conquistas anteriores, prometendo reformar para que tudo continue na mesma.
No reverso da medalha situam-se os que promoveram mudanças significativas, mas, ao mesmo tempo, encenaram amplo espetáculo de presunção, egoísmo e corrupção. Usaram o poder em favor de seus interesses pessoais.

Por Carlos Chagas

Quase 30% dos eleitores não têm ensino fundamental completo


TRE-BA-urna-eleicoes-2012Dos mais de 144 milhões de eleitores aptos a irem às urnas no próximo dia 2 de outubro para eleger vereadores e prefeitos, 41,1 milhões (28,5%) informaram à Justiça Eleitoral que não completaram o ensino fundamental, que compreende as séries do 1º ao 9º ano.



Segundo dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), 27,39 milhões de eleitores (19%) completaram o ensino médio, enquanto 27,38 milhões disseram não ter concluído essa etapa.