23 de nov de 2015

MPF em Mossoró denuncia Laíre, Sandra, Larissa Rosado e mais 12 por esquema de desvio de recursos do SUS

Mais de 2,7 milhões foram desviados, em valores atualizados, através de contas bancárias de assessores parlamentares e demais pessoas interpostas de Laíre, Sandra e Larissa Rosado
 
O Ministério Público Federal (MPF) em Mossoró apresentou denúncia à Justiça Federal contra o ex-deputado federal Laíre Rosado Filho, contra a esposa dele, a ex-deputada federal Sandra Maria da Escóssia Rosado, e contra a filha do casal Larissa Rosado, também ex-deputada. Os três, juntamente com outros 12 envolvidos (lista abaixo), incluindo o ex-marido de Larissa Rosado, são acusados de montar um esquema para desviar recursos da União destinados à Fundação Vingt Rosado. De acordo com o MPF, o total dos desvios, em valores atualizados, pode chegar a mais de 2,7 milhões.
 

Scioli admite derrota e Macri é o novo presidente da Argentina


macri
O candidato governista, Daniel Scioli, reconheceu a derrota as 21h33 (22h33, horário de Brasil ia), três horas e meia depois do fechamento das urnas – antes do anúncio dos resultados oficiais e do anúncio da vitória de Mauricio Macri. Nas ruas, simpatizantes de Scioli choravam. “Não consigo acreditar que acabou”, dizia Mariana Zapata, que até o ultimo minuto acreditou na vitória de Scioli.

No comitê de campanha do oposicionista, Mauricio Macri, também houve muita emoção. A vice-presidente dele, a cadeirante Gabriela Michetti, foi a primeira a anunciar oficialmente a vitória. Em seguida, o próprio Macri subiu ao palco. “Quero dizer que hoje é um dia histórico. É uma mudança de época, que vai ser maravilhosa”, disse. “É uma mudança que vai nos levar ao futuro e não pode se deter em vinganças e ajustes de contas”.

Lei proíbe lavagem de carro e calçada com água contínua na PB


calçadaCostumes como lavar a calçada ou molhar ruas com uso contínuo de água a partir de agora serão passíveis de multa. É que foi publicada na edição do Diário Oficial da Paraíba, desta quinta-feira (19), lei de autoria do deputado Anísio Maia (PT), que dispõe sobre o combate ao desperdício de água potável. De acordo com a proposta, constitui desperdício de água o consumo desnecessário ou a negligência em seu aproveitamento.

A iniciativa também coíbe a negligência sobre vazamentos de torneiras, canos, conexões, válvulas, caixas d’água, reservatórios, tubos, mangueiras ou qualquer outro tipo de tubulação hidráulica, como também lavar veículos com uso contínuo de água, excetuando-se as hipóteses de utilização de sistema que reduza a vazão da água. O deputado Anísio Maia disse que o desperdício de água configura infração passível de multa no valor de 50 UFR-PB. Segundo ele, em caso de reincidência o valor dobra.