8 de jul de 2012

TARDE DE SABADO NA CASA DO PREFEITO ROGERIO FONSECA


Na tarde desse ultimo sábado dia 07 de julho o prefeito de Umarizal Rogerio Fonseca e a primeira dama do município Vilma Fernandes reuniu vários amigos na área de lazer da sua residência.

Foi uma tarde muito agradável , por que pude perceber todos unidos por uma causa boa, que é mano prefeito de Umarizal.

Por lá esteve, o candidato a vice marcos com a sua esposa candidata a vereadora Neide, o vereador candidato a reeleição armando Araújo, o candidato bazoca que aproveitou o momento e disse muito otimista para sua campanha, quem também esteve por lá foi o empresário Gilcar veículos, issac, Alexandre de João domingo, o vereador candidato a reeleição galego de mocó, o ex vereador radi do nascimento e sua esposa railza, os casais lucieldo e Leandra, neto lavino e vaininha, maria e zé maria, galego da caern a cássia, Claudinha de totera , a lindíssima Lisandra , graça de dé , sela da prefeitura, o vigia Joaquim, Luciano, Fatinha, valesca, Rosângela, e varias outras pessoas que agora não me recordo no momento de todos .

Mais o que achei de mais importância foi ver bacurais e bicudos todos reunidos em prol da candidatura de mano prefeito de Umarizal eleito dia 07 de outubro.
Vou mais longe na minha opinião ,,, digo sem medo de errar, essa decolada que o nome do candidato a prefeito de Umarizal mano se deu ao nome do digníssimo ex- prefeito de Umarizal Adson luis.

Quem também aproveitou a tarde foi as crianças que tomaram de conta de toda a piscina durante toda a tarde.

Termino minhas palavras pelo convite que me foi feito pelo prefeito Rogério Fonseca para que com isso o jovem blogueiro pudesse registar esses fatos e acontecimentos.

VEJAM AS FOTOS






J3MMebMGc4A/T_lGiPlVifI/AAAAAAAAFKQ/JC34Gv3jK74/s400/P5120012.JPG" />




POSTADO POR CLEUMY CANDIDO FONSECA ÁS 06:03

Mais Vereadores cassados no rio grande do norte: Vereadores de Jardim Angicos, Angicos e Ceará-Mirim são cassados por infidelidade partidária

Novas cassações por infidelidade partidária. O Tribunal Regional Eleitoral cassou os mandatos de vereadores de Jardim de Angicos, Angicos e Ceará-Mirim. Estão sem mandato Francisco de Assis Souza, de Jardim de Angicos; Ronaldo Marques Rodrigues, de Ceará-Mirim; e Cloves Tibúrcio da Costa, de Angicos, perderam seus mandatos porque a Corte Eleitoral não reconheceu a ocorrência de motivos que estivessem abrangidos pelas possibilidades de desfiliação sem perda do mandato previstas na Resolução 22.610/2007, do TSE.

No processo de Jardim de Angicos, quem propôs a ação foi o Diretório Municipal do Partido Socialista Brasileiro – PSB, alegando que o vereador Francisco de Assis se desfiliou do partido sem comprovar justa causa. O vereador argumentou ter sofrido discriminação pessoal. Em seu voto, o juiz Ricardo Procópio, relator, afirmou que pelos elementos trazidos nos autos não se percebe qualquer discriminação praticada pelo Partido Socialista Brasileiro em detrimento de Francisco de Assis. Assim, votou procedente o pedido, com decretação da perda do cargo e indicação de posse do primeiro suplente da agremiação.

No caso do vereador Ronaldo Marques Rodrigues, vereador eleito pelo Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB) do município de Ceará-Mirim, a representação foi pleiteada pelo Ministério Público.

O vereador alegou que sua desfiliação ocorreu em razão de ter sido destituído do cargo de presidente do partido no município e a entrega deste cargo para os seus adversários políticos, além da discriminação que o mesmo passou a sofrer no interior da agremiação.

postado por cleumy candido fonseca ás 05:31

Promotor investiga suspeita de irregularidade na construção do ginásio de Venha Ver

O Ministério Público investigará a construção do ginásio de esporte da cidade de Venha Ver, erguido na gestão do ex-prefeito Expedito Salviano. O inquérito civil público foi instaurado pelo promotor Frederico Augusto Pires Zelaya.

Já foi remetida uma notificação para Prefeitura, onde o Ministério Público oferece o prazo de dez dias para que o gestor atual informe se promoveu ação de cobrança contra Expedito Salviano. Com base em análise e relatório do Tribunal de Contas do Estado, o promotor exige o ressarcimento de R$ 72.028,50 do ex-gestor.

Caso reste comprovada a culpabilidade, o ex-prefeito poderá até responder a ação judicial.

postado por cleumy candido fonseca ás 05:28