25 de out de 2012

UMARIZAL / TRAGEDIA / PEDREIRO MORRE DETRO DA CONSTRUÇÃO ONDE TRABALHA ATINGIDO POR UMA PEDRA DE CONCRETO




FOTOS DO PREDIO ONDE O VITIMA MORREU









Um acidente de trabalho resultou na morte do ajudante de pedreiro, Damião Gomes da Costa, mais conhecido como Damião do Avandé, 43 anos, na tarde dessa quinta-feira (25), por volta das 15h.

Damião trabalhava numa obra ao lado do Branco do Brasil, no centro quando uma parede dentro do prédio caiu sobre ele.

De acordo com as informações, Damião trabalhava com outros quatro homens na obra e ao se preparar para derrubar uma parede no centro da construção a mesma desabou na direção dos pedreiros. Damião foi o único que não conseguiu sair a tempo e foi atingido ficando preso entre os escombros.

De acordo com informações, Damião ainda chegou a ser socorrido, mas já chegou sem vida no Posto de Saúde de Umarizal. Ele não apresentava fraturas expostas e de acordo com as informações, a morte deve ter sido causada por uma hemorragia interna.

Damião deixa esposa e duas filhas.



O BLOG RECEBEU INFORMAÇÕES DE QUE ESSA OBRA ESTAVA IRREGULAR , AGORA CABE A JUSTIÇA INVESTIGAR SE ESSA OBRA TINHA AUTORIZAÇÃO DO CREA PARA FUNCIONAR.

COMO O BLOG JÁ PRÊVIA --- FUNCIONARIOS MUNICIPAIS VÂO COMEÇAR A SER DEMITIDOS / INTERESSANTE ISSO SÓ ACONTEÇE DEPOIS DAS ELIÇÕES !!!!!!






Em entrevista ontem a tarde na fm de Umarizal o atual prefeito vez um pequeno balanço da campanha , para quem estava acostumado a escutar o prefeito falar em tom de entusiasmo, ficou surpreendido com a timidez das palavras.

Mas é normal , por que o prefeito sabe que quando chegar o dia primeiro de janeiro ele não vai ser mais o politico que está acostumado a ser.
Terminando a entrevista o prefeito convidou todos os funcionários contratados para uma reunião na sua residência hoje a noite.

Rogerio já deixou bem claro que vai demitir boa parte dos contratados , ele não disse isso , mas pra um bom entendedor está claro que a prefeitura não pode suportar o numero atual de funcionários.

Palavras do atual prefeito – “ eu quero que todos os funcionários tenham um bom senso” isso já diz tudo.


Procurador-Geral de Justiça efetua prisão de Promotor de Justiça de Parnamirim

O Procurador-Geral de Justiça, Manoel Onofre de Souza Neto, efetuou, hoje a tarde, a prisão preventiva do Promotor de Justiça da Comarca de Parnamirim, José Fontes de Andrade, por prática de corrupção passiva.

A denúncia contra o Promotor de Justiça chegou ao conhecimento do Ministério Público do Rio Grande do Norte na última quarta-feira e de imediato foram adotadas todas as providências investigatórias para apuração do fato. Com a comprovação das denúncias o Procurador-Geral de Justiça requereu o pedido de prisão preventiva ao Tribunal de Justiça do RN. Na tarde de hoje o Desembargador Virgílio Macêdo Júnior expediu mandados de busca e apreensão e determinou a prisão preventiva de José Fontes de Andrade.



As buscas e apreensões autorizadas pelo Tribunal de Justiça foram realizadas na 10ª Promotoria de Justiça da Comarca de Parnamirim e na residência do Promotor de Justiça. Paralelamente ao cumprimento do mandado de busca e apreensão, a Corregedoria-Geral do Ministério Público realizou uma inspeção na 10ª Promotoria de Justiça da Comarca de Parnamirim.



A investigação realizada pela Procuradoria-Geral de Justiça documentou, por meio de gravação em áudio e vídeo, que o aludido Promotor de Justiça solicitou, em seu gabinete, na sede das Promotorias de Justiça de Parnamirim/RN, a quantia de R$ 12 mil a um empresário para arquivar um suposto procedimento que estava a seu cargo.



Segundo restou evidenciado na investigação, o Promotor de Justiça no exercício de sua atribuição na defesa do meio ambiente, urbanismo, bens de interesse histórico, artístico, cultural, turístico e paisagístico, solicitou vantagem indevida ao proprietário de uma obra de engenharia em construção no município de Parnamirim/RN, sob a alegação de irregularidades.

A prisão foi efetuada pelo Procurador-Geral de Justiça e pela Corregedora-Geral do Ministério Público, Maria Sônia Gurgel da Silva, com apoio do Gabinete de Segurança Institucional – GSI e do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado – GAECO.

O Ministério Público repudia o envolvimento de um Membro da instituição em fatos dessa natureza, tendo tomado as medidas necessárias à apuração do crime e à responsabilização do agente político envolvido. Destaca a importância da vítima ter representado contra o Promotor de Justiça, esclarecendo, ainda, que se outras pessoas foram afetadas por crimes semelhantes que busquem a Corregedoria-Geral do MP para que sejam tomadas providências.