6 de nov de 2014

Seis deputados estaduais disputam a presidência da Assembleia Legislativa do RN

6i43633
* Jornal de Hoje - A eleição para a presidência da Assembleia Legislativa do RN está marcada para o início de fevereiro. Será a primeira ação da nova legislatura. Contudo, desde já, essa disputa está tomando os bastidores da política potiguar, principalmente, porque o cenário ficou totalmente indefinido após a derrota do candidato do PMDB, Henrique Eduardo Alves, e a vitória de Robinson Faria, do PSD. Seis deputados estaduais eleitos têm chances de assumir a cadeira de presidente, atualmente ocupada por Ricardo Motta (PROS).

E o atual presidente é, justamente, um desses postulantes a presidência. Com a reeleição permitida (votaram no primeiro semestre deste ano exatamente com essa intenção), Ricardo Motta tinha “vida fácil” se Henrique tivesse ganhado o Governo do Estado. Afinal, contra ele ficaria apenas o ex-presidente da Assembleia, Álvaro Dias, do PMDB. Como Henrique perdeu, Ricardo perdeu o “poder de pressão” que poderia partir do governador eleito e, dessa forma, vai ter que articular, basicamente sozinho, a sua reeleição.
É bem verdade que Ricardo Motta ainda continua como favorito, afinal, ele foi o deputado estadual mais votado (mais de 80 mil votos) e ajudou na reeleição de muitos dos nomes que conseguiram se manter na Assembleia. No entanto, agora, a concorrência aumentou e a reeleição está ameaçada. Álvaro Dias segue candidato e nomes como Ezequiel Ferreira (PMDB), Gustavo Carvalho (PROS), Galeno Torquato (PSD) e José Adécio (DEM) ganharam força.
Ex-presidente da Assembleia, Álvaro Dias é um dos que já tenta articular sua volta ao cargo de chefia do Legislativo Estadual, mas sofre para conseguir a unidade do próprio partido, uma vez que Ezequiel Ferreira também pode ser candidato e, aparentemente, goza de maior simpatia por parte dos eleitos pelo PMDB – e de outros partidos.
Nenhum desses três, no entanto, tem a seu favor o fato de ter sido aliado de Robinson Faria. Galeno, Gustavo e José Adécio sim – estes dois últimos, só no segundo turno. Galeno teve a candidatura lançada esta semana, com o apoio do prefeito de Mossoró, Francisco José Júnior. Ele, porém, não tem poder de voto na Assembleia e, dessa forma, Galeno teria poucas chances de, sendo um novato na Casa, conseguir agregar forças suficientes para se eleger.
Gustavo Carvalho seria o nome mais forte dos que estão do lado de Robinson. Contudo, a eleição dele é vista com maus olhos por alguns setores da Casa. Primeiro pela repercussão interna: Gustavo foi eleito com o apoio de Ricardo Motta e se lançaria candidato, justamente, contra o atual presidente. Além disso, ele também não é unanimidade nem dentro do próprio PROS e poderia não conseguir nem mesmo viabilizar todos os votos do partido, levando a sigla a ficar dividida e, até, na oposição a Robinson Faria.
Além disso, tem o “fator externo”. Gustavo Carvalho carrega na bagagem a condenação por superfaturamento da Ponte Newton Navarro, da gestão Wilma de Faria. Há quem tema que isso possa dificultar o trabalho na próxima legislatura.
Por isso que, apesar de Gustavo Carvalho estar mais “forte” nessa disputa, ainda há espaço para uma terceira via dos que estão ao lado de Robinson Faria: José Adécio. O deputado estadual eleito pelo DEM já foi presidente e contaria com o apoio de parte dos parlamentares caso fosse candidato – tem certo prestígio e conta com a simpatia, até, do atual presidente.
O problema é que a candidatura dele só ganharia força se fosse com o apoio do governador eleito e, para isso, ele teria que contar com a manutenção do distanciamento entre aqueles que são “mais fortes”, mas que foram eleitos pelo lado de Henrique – como Ricardo Motta, Álvaro Dias e Ezequiel Ferreira.
Caso isso aconteça, José Adécio segue como nome com chances de ser eleito presidente. Caso haja essa aproximação, ele deverá sair do páreo, até porque, com a volta de Dibson Nasser para a Casa, Adécio ficará sem mandato na Assembleia até o início de fevereiro e, consequentemente, terá dificultado o seu trabalho de articulação nos bastidores da Casa.
Portanto, apesar de haver seis nomes em discussão para presidir a Assembleia, a indefinição é o que há de mais certo nesse momento. Há também a posição do futuro governador Robinson Faria, que passou 24 anos como deputado estadual e conhece a Assembleia como ninguém, além de saber como funcionam as articulações. Afinal, o governador eleito foi presidente em quatro oportunidades e ainda não sinalizou apoio a nenhum nome posto.
FONTE: MARCIO MELO

Gasolina fica mais cara a partir desta sexta

A Petrobras anunciou nesta quinta-feira (6) reajuste de preços de gasolina em 3% e do diesel em 5% nas refinarias, a partir da 0h de sexta-feira (7), segundo comunicado divulgado ao mercado.

O reajuste era amplamente esperado pelo mercado e deve dar algum alívio para o caixa da estatal, mas pressionar a inflação que já está rondando acima do teto da meta do governo em 12 meses.
A alta, que terá impacto nos preços da bomba de combustível, foi divulgado após a Petrobras ter indicado em notas, na terça-feira e na quarta-feira, que não havia decisão quanto ao aumento de preços.
O último aumento dos combustíveis foi anunciado em 29 de novembro do ano passado, quando a Petrobras elevou o preço da gasolina nas refinarias em 4% e do diesel em 8%.
O mercado esperava que a alta pudesse ter sido anunciado após a reunião do Conselho de Administração, realizada em Brasília, na terça-feira (4).

Aline Terezinha Rocha/Estadão Conteúdo
* Via R7

COM A PALAVRA LIANE AMORIM VIA - FACEBOOK - UMARIZAL. TERRA DO TEVE.


A que ponto chegou a minha Umarizal...
A saúde enfrenta sérios problemas. Escalas incompletas, falta de médicos para as urgências, falta de medicamentos (inclusive no Programa de Atenção a Hipertensos e Diabéticos) e erros na logística das transferências de pacientes.
Salários atrasados há 6 meses. Isso acaba com a dignidade de todo nosso povo. Mexe diretamente com toda cadeia econômica da cidade. Interfere diretamente no comércio e consequentemente com o desenvolvimento de nossa cidade.
E agora, como se já não estivesse tudo muito ruim, falta a Merenda Escolar. As nossas crianças foram obrigadas a irem embora para casa simplesmente porque o município não está fornecendo a merenda escolar. Um direito básico de todos os nossos inocentes e um dever da municipalidade.
E por acaso, onde está o dinheiro que garante todos esses direitos? Até quando a classe política vai ser conivente com esses desmandos do poder executivo em nossa cidade?
Sugiro que todos acessem o site do portal da transparência e vejam alguns dados sobre os repasses do Governo Federal à Umarizal.


Repasses do Governo Federal para os favorecidos situados no município acumulado em 2014 (até Agosto/2014): 12.714.746,03

Apoio à Alimentação Escolar na Educação Básica (PNAE) 140.578,00
Apoio à Manutenção da Educação Básica (MDS) 131.557,71
FUNDEB 1.309.465,14
FUNDEB (Complementação) 77.620,02
Dinheiro Direto na Escola para a Educação Básica (PDDE) 209.785,31
Acesse todos os valores em: http://rn.transparencia.gov.br/Umarizal.

Francisco José conseguiu R$ 6 milhões em emendas para Mossoró


francisco emendas
O prefeito Francisco José Júnior conseguiu nesta quinta-feira (06), em Brasília, R$ 6 milhões em emendas parlamentares para diversos projetos no município de Mossoró. No gabinete do deputado Fábio Faria, foram assegurados R$ 4 milhões, sendo R$ 2 milhões para o Santuário de Santa Luzia, R$ 1,3 milhão para o Hospital Municipal e 700 mil para o Parque da Cidade.
O deputado Betinho Rosado garantiu destinar R$ 2 milhões em emendas com diversos destinos. Segundo o prefeito, R$ 600 mil serão utilizados para a construção da ponte da comunidade rural de Passagem de Pedra, uma necessidade antiga da comunidade. Ainda desses recursos, R$ 700 mil serão direcionados à pavimentação da rua Benício Filho, no trecho que precisa de um pontilhão. Outros R$ 700 mil terão como destino a construção do Condomínio Industrial de Mossoró, previsto para ser implantado na estrada de Upanema. A proposta pretende atrair 100 indústrias para a cidade, ampliando a geração de empregos para toda a região.

No Primeiro escalão!


Um dos nomes cotados para o primeiro escalão no governo Robinson Farias, é o ex-prefeito Adson Luiz de Umarizal.

O ex-prefeito de Umarizal fundou junto com Robinson o partido PSD no estado, e juntos deixaram o governo de Rosalba quando Robinson foi ser oposição.

O ex-prefeito tem duas graduações, é agrônomo e bacharel em direito, o que o credencia a assumir secretaria do governo do estado, com o perfil de gestor administrativo Adson reuni condições de assumir uma das pastas de maior impacto da gestão do governador Robinson.

O governador Robinson com certeza vai convidar o ex-prefeito para uma secretaria do estado, se o ex-prefeito vai aceitar ou não é outra história.

Além disso por ser sabidamente um grande estrategista político e bem articulado, junto aos membros do legislativo estadual, Adson se torna figura indispensável para da governabilidade a gestão de Robinson em seu início.

via - Raniele gomes

UMA PERQUNTA SIMPLES?


O candidato a governador, Henrique Alves, está afirmando com muita convicção que ele só perdeu a eleição pelo fato do ex-presidente, Lula ter gravado um vídeo pedindo votos para Robinson Faria..
Daí, vem a pergunta: Por que Henrique Alves em vez de fazer uma aliança com o PT, resolveu fazer o acordão com o senador, José Agripino do DEM e Wilma do PSB?
Se Henrique fez o acordo errado, o problema é dele..
Leia Mais

ATÉ 2018 TEREMOS UMA DISPUTA PELA EFICIÊNCIA


Carlos Eduardo Alves traiu Robinson para votar em seu primo, Henrique Alves que votou em Hermano Morais para prefeito em 2012 – Em 2018 eles podem disputar o governo
Depois de apurado os votos da eleição deste ano, a configuração da eleição de 2018 já está praticamente estabelecida…
Se Robinson fizer um bom governo, deverá ser candidato a reeleição.. Com a derrota de Henrique, a família Alves deverá tentar reconquistar o governo do Estado com à candidatura de Carlos Eduardo Alves..
Se o prefeito, Carlos Eduardo Alves fracassar na prefeitura de Natal, os Alves vão com sua segunda opção que será o filho de Garibaldi Alves, o deputado federal, Waltinho Alves..
Antes disso teremos uma disputa de eficiência entre o governador, Robinson e o prefeito de Natal, Carlos  Eduardo Alves..  Robinson vai começar agora e Carlos Eduardo Alves está mostrando cansaço..
Os Alves vão tentar secar o governo de Robinson que deverá apoiar o deputado estadual, Fernando Mineiro para prefeito de Natal em 2016..
Se Carlos Eduardo Alves não conseguir se reeleger, pode tirar o co cavalo da chuva..

Se Robinson fizer um governo medíocre, terá o mesmo destino de Rosalba..BLOG O PRIMO

Olha aí agenda do forró NA PEGADA pra este fim de semana





Olha aí agenda do forró NA PEGADA pra este fim de semana:quinta-feira hoje (06) nov.festa do padroeiro santa Teresinha bairro mutirão,/sexta (07) de novembro. pastelão da graça próximo a Gilcar veículos/,..sábado(08)nov.festa do padroeiro comunidade sítio chapéu(Martins-RN)/,e dia (09) domingo antigo bar de Berguinho bairro Caraíbas.

PREFEITO “MANO ONOFRE” DEVE DIMINUIR NUMERO DE SECRETÁRIOS PARA TENTAR CONTER GASTOS.!!!!!!!!!!


EM MEIO A UMA TURBULÊNCIA FINANCEIRA VIVIDA PELA ATUAL  ADMINISTRAÇÃO O PREFEITO DE UMARIZAL DEVE DEMITIR ALGUNS FUNCIONÁRIOS E ACABAR COM ALGUMAS SECRETARIAS PARA TENTAR CONTER TANTOS GASTOS DO DINHEIRO PUBLICO, GASTOS ESSES QUE ESTÁ AFETANDO TODA A ECONOMIA DO MUNICÍPIO DESDE DO INICIO DESSA GESTÃO.

ISSO DEVERÁ ACONTECER AINDA ESSE MÊS, SEM FALAR QUE ESTAMOS SEM A SECRETARIA DE SAÚDE QUE PEDIU DEMISSÃO ALEGANDO SOBRECARGA DE TRABALHO....


VAMOS AGUARDAR PRA VER O FINAL DE MAIS UMA HISTORIA DESSA POLITICA UMARIZALENSE.