23 de out de 2014

CASO PETROBRÁS - Paulo Roberto apontou, segundo a revista, o envolvimento dos seguintes políticos no desvio de dinheiro público da estatal:

Edison Lobão (PMDB) – ministro das Minas e Energia
João Vaccari Neto (PT) – secretário nacional de finanças do partido
 
 
Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), presidente da Câmara
 
O CANDIDATO A GOVERNADOR DO RN - APARECE NA LISTA
Renan Calheiros (PMDB-AL), presidente do Senado
 
Ciro Nogueira (PP-PI), senador e presidente nacional do partido
Romero Jucá (PMDB-RR), senador e ex-líder dos governos FHC, Lula e Dilma
Cândido Vaccarezza (PT-SP), deputado federal
João Pizzolatti (PP-SC), deputado federal
Mario Negromonte (PP), ex-ministro das Cidades, ex-deputado e atual conselheiro do TCM-BA
Sergio Cabral (PMDB), ex-governador do Rio de Janeiro
Roseana Sarney (PMDB), governadora do Maranhão
Eduardo Campos (PSB), ex-governador de Pernambuco e ex-candidato à Presidência, morto no dia 13 de agosto em um desastre aéreo.

Segundo a revista Veja, Paulo Roberto entregou, ao todo, os nomes de três governadores (considerando-se aí a atual governadora Roseana Sarney e os ex-governadores Sergio Cabral e Eduardo Campos), um ministro (Edison Lobão), um ex-ministro (Mário Negromonte), seis senadores e 25 deputados, além do secretário de finanças do PT. O ex-diretor da Petrobras também confirma que houve pagamento de propina no negócio que resultou na polêmica compra da refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos. O prejuízo bilionário para a empresa brasileira com a compra da unidade norte-americana motivou a instalação da CPI da Petrobras.

O esquema partia de grandes empresas – a maior citada por ele é a Camargo Corrêa – que, para fechar contratos milionários com a Petrobras, transferiam parte do lucro a funcionários da estatal, a partidos da base do governo e a políticos. Estes, antes de receber, tinham o dinheiro lavado por doleiros.

De acordo com Paulo Roberto, relata Veja, algumas das maiores empreiteiras do país, como a Camargo Corrêa, participavam do esquema. Segundo o ex-diretor contou, elas transferiam parte do lucro a funcionários da estatal, a partidos e políticos da base aliada para fechar contratos milionários com a Petrobras. Antes de chegar ao destino final, o dinheiro era lavado por doleiro, diz a revista.
Os números dos envolvidos pelo ex-diretor no esquema operado e, agora, delatado por ele variam conforme a apuração. Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, Paulo Roberto disse que 32 parlamentares, um governador e cinco partidos políticos recebiam 3% de comissão sobre o valor de cada contrato da estatal no período em que ele comandava a diretoria de Abastecimento. Oúnico nome mencionado na reportagem do Estadão é o do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL).

De acordo com a Folha de S. Paulo, 61 congressistas e pelo menos um governador receberam dinheiro desviado da empresa. A  exemplo de Veja, a Folha cita o envolvimento direto de três partidos da base de Dilma: PT, PMDB e PP.

Por envolverem parlamentares e ministro de Estado, os depoimentos serão remetidos ao Supremo Tribunal Federal (STF), responsável por andar andamento e julgar processos contra autoridades federais. Réu em duas ações penais – uma sobre ocultação e destruição de documentos e outra sobre corrupção –, o ex-diretor da Petrobras aceitou a delação premiada para escapar de uma pena que poderia chegar a 50 anos. LEIA MAIS...

Em mobilização da candidatura de Henrique Alves, Carlos Eduardo critica Robinson Faria

O prefeito de Natal Carlos Eduardo participou ontem de mobilização do candidato Henrique Alves. Ele criticou duramente o candidato Robinson Faria. Ele disse que a governadora Rosalba Ciarlini está querendo fazer do vice seu sucessor. “Aí está o desgoverno de Rosalba Ciarlini. Atrasa salários e ainda quer fazer o seu sucessor. Nós não somos bobos. Sabemos que ela está apoiando seu vice”, acrescentou o prefeito, que pediu o voto para Henrique.
Em seu discurso, o candidato Henrique lamentou a situação do Estado e disse que, apesar da falta de apoio do governo, o prefeito Carlos Eduardo está conseguindo fazer uma boa administração. “Mas isso vai melhorar quando eu for governador. Vamos fazer parcerias e melhorar o que vocês já está fazendo por Natal”, disse.
O comício nas Quintas foi o ponto de chegada da caravana das mulheres em prol de Henrique. Com a presença do ministro Garibaldi Filho, além de deputados e vereadores, a mobilização partiu da praça Gentil Ferreira, no Alecrim, e chegou ao bairro das Quintas por meio da Avenida Mário Negócio.
Henrique lamentou a situação do Estado e disse que, apesar da falta de apoio do governo, o prefeito Carlos Eduardo está conseguindo fazer uma boa administração. “Mas isso vai melhorar quando eu for governador. Vamos fazer parcerias e melhorar o que vocês já está fazendo por Natal”, disse.
6
9 (1)

DESESPERO e VANDALISMO: Bacuraus de Olho D'água do Borges comemoram pesquisa Certus favorável a Robinson 55. São mais de 100 mil votos de maioria


Bacuraus de Olho D’’água saíram às ruas perturbando a comunidade na noite de ontem, após a publicação da pesquisa CERTUS/BLOG DO BG, que aponta uma maioria superior a cem mil votos do candidato Robinson Farias. 
Será que querem aderir também?

Além do barulho, inclusive soltaram fortes bombas e de efeito moral na frente das casas de idosos com idade entre oitenta e noventa anos. Se preciso for cito pelo menos o nome de três que chegaram ao meu conhecimento.

Isso é puro vândalismo. Chamamos a atenção das autoridades competentes como: Destacamento de Policia Militar local, Comandante do 7º Batalhão de Policia Militar de Patu, Delegado de Policia Civil, Ministério Publico e Juiz Eleitoral, para coibir este ato de vandalismo, pois como se ver, o nosso município está a acéfalo.
O desespero chegou e isso é uma forma de amedrontar e privar a liberdade das pessoas 

fonte: Gilberto dias

Multidão no comício de Robinson Farias em Apodi ontem a noite. As fotos são exclusivas do blog "Cleumy Candido Fonseca





Robinson farias leva uma multidão as ruas da cidade de Apodi em sua passagem pela cidade ontem a noite, em seu pronunciamento ele afirmou seu compromisso em resgatar o nosso estado e que acredita no povo do  do rio grande do norte, "domingo está chegando e vamos nós libertar de regime que se encontra o nosso estado que a décadas é comandado por um grupo de políticos.....

PREFEITO DE MOSSORÓ REALIZA ÚLTIMA PASSEATA COM ROBINSON NA TERRA DO SAL

robinson mossoro
Uma multidão tomou as ruas de Mossoró nesta quarta-feira, 22, para acompanhar Robinson Faria na última passeata dele no município. O movimento, que partiu do bairro Santo Antônio, comandado pelo prefeito Francisco José Júnior com apoio dos vereadores e lideranças, mostrou a força das campanhas de Robinson e Dilma que seguem para mais duas grandes vitórias no próximo domingo, 26.
Robinson disse que não poderia deixar de vir a Mossoró para agradecer novamente pelo empenho da militância e a vontade da população de fazer mudança. Agradeceu a maioria que conquistou sobre o adversário e voltou a dizer que confia que a cidade vai lhe dar a vitória no segundo turno. “Tenho repetido todas as vezes que venho aqui que Mossoró será a fiel da balança na minha campanha, foi assim no primeiro turno e será assim no próximo domingo”, destacou.ROBSON PIRES


henrique robinson campanha
O último debate com os candidatos ao governo do Rio Grande do Norte na TV aberta acontece na noite desta quinta-feira (23) na Inter TV Cabugi. O programa vai ao ar logo após a novela Império, e terá a mediação do jornalista Ari Peixoto. O debate colocará frente a frente os candidatos Henrique Eduardo Alves (PMDB) e Robinson Faria (PSD).
O jornalista Ari Peixoto, que está em Natal para mediar o debate, acredita que o maior tempo para perguntas e respostas pode melhorar o nível do debate. “Como o debate desta vez tem menos candidatos, eles terão mais tempo para perguntar e responder. Com isso os telespectadores/eleitores terão oportunidade de conhecer melhor as propostas. Uma boa chance principalmente para os indecisos. No domingo a população decidirá quem se saiu melhor nos debates e nas eleições como um todo”, afirmou.
A ordem em que os candidatos farão perguntas foi sorteada com a presença de representantes de todos os partidos. De acordo com as regras, o debate terá três blocos. No primeiro e no segundo bloco haverá uma rodada de perguntas com tema livre e uma rodada com tema determinado. O terceiro bloco será para as considerações finais de cada candidato.
Nos dois primeiros blocos, cada candidato terá direito a fazer duas perguntas de tema livre e duas perguntas de tema determinado. Os candidatos terão trinta segundos para fazer as perguntas e um minuto e meio para as respostas. A réplica e a tréplica terão limites de um minuto.

PESQUISA CERTUS/BG REJEIÇÃO: Henrique é rejeitado por 35.83% e Robinson por 28.54%


O BlogdoBG e a Certus publicam nesta quarta-feira(22) mais uma pesquisa de opinião com os cenários para o 2º turno no RN. A Certus Pesquisa e Consultoria foi as ruas entre 18, 19, 20 e 21 de outubro e entrevistou 1510 eleitores em todo o RN.
A pesquisa tem registro no TSE de Nº BR-01156/2014 e no TRE Nº RN-00045/2014. A Margem de erro é de 3% e o índice de confiabilidade é de 95%.
Vejam como ficou a rejeição dos candidatos ao Governo do Estado:

Certus Rejeição

HOJE DIA 23 TEM DEBATE ENTRE OS GOVERNADORÁVEIS DO RN NA TV CABUGI.


henrique robinson campanha
O último debate com os candidatos ao governo do Rio Grande do Norte na TV aberta acontece na noite desta quinta-feira (23) na Inter TV Cabugi. O programa vai ao ar logo após a novela Império, e terá a mediação do jornalista Ari Peixoto. O debate colocará frente a frente os candidatos Henrique Eduardo Alves (PMDB) e Robinson Faria (PSD).
O jornalista Ari Peixoto, que está em Natal para mediar o debate, acredita que o maior tempo para perguntas e respostas pode melhorar o nível do debate. “Como o debate desta vez tem menos candidatos, eles terão mais tempo para perguntar e responder. Com isso os telespectadores/eleitores terão oportunidade de conhecer melhor as propostas. Uma boa chance principalmente para os indecisos. No domingo a população decidirá quem se saiu melhor nos debates e nas eleições como um todo”, afirmou.
A ordem em que os candidatos farão perguntas foi sorteada com a presença de representantes de todos os partidos. De acordo com as regras, o debate terá três blocos. No primeiro e no segundo bloco haverá uma rodada de perguntas com tema livre e uma rodada com tema determinado. O terceiro bloco será para as considerações finais de cada candidato.
Nos dois primeiros blocos, cada candidato terá direito a fazer duas perguntas de tema livre e duas perguntas de tema determinado. Os candidatos terão trinta segundos para fazer as perguntas e um minuto e meio para as respostas. A réplica e a tréplica terão limites de um minuto.