22 de jul de 2015

Ex-deputada Larissa Rosado tinha salário de R$ 205.958,00 na APAMIM, diz Caged




Da redação

Entre os mais de 300 servidores da Associação de Proteção e Assistência à Maternidade e à Infância em Mossoró (APAMIM), pelo menos 34 tinham supersalários, entre eles a ex-deputada estadual Larissa Rosado, com salário de R$ 205.958,00. 
Os 34 “servidores”, juntos, ganhavam R$ 4.655.000,00/mês, enquanto que a folha de pagamento/mês dos servidores reais da APAMIM (cerca de 300) não chegava a R$ 600 mil.
O salário de marajá da ex-deputada não era o maior dentro da APAMIM, que passava sérias dificuldades para pagar os servidores reais. Havia um salário de R$384.663,00. (Veja print do relatório do MP).

Nos dias 23 e 24/07 a Escola E. 11 de Agosto, promoverá o MOVIC UZL. Confira a programação!

Desde já, o blog Umarizal Completo em nome de Cleumy Cândido Fonseca, agradece a Escola E. 11 de Agosto pelo o convite para participar da I MOSTRA DE PROJETOS Interdisciplinares do Ensino Médio - MOPIEM. Onde estaremos marcando presença, nesse maravilhoso evento promovido pelo os alunos da referida escola, que estão de parabéns pela a bela iniciativa. 
Confiram logo abaixo toda a programação, que ocorrerá durante os dias 23 e 24 de Julho 2015 do MOVIC UZL


" RONDA CIDADÃ " COMEÇA COM 112 PMS EM MÃE LUIZA,AREIA PRETA E PETRÓPOLIS



Ronda Cidadã Convite
O programa “Ronda Cidadã” começa com 112 policiais, oito viaturas e uma base móvel de policiamento, que também funcionará como uma mini central de monitoramento de imagens. O projeto piloto será lançado às 9 horas de hoje, oficialmente, no Centro Social Padre João Perestrello, em Mãe Luiza, pelo governador Robinson Faria (PSD). Ele vai anunciar os detalhes das operações na chamada Área Integrada de Segurança Pública (AISP-4), que também engloba os bairros de Petrópolis e Areia Preta, que têm uma população estimada em 30 mil habitantes.
O secretário estadual adjunto de Segurança Pública e Defesa Social, Caio Bezerra, adiantou que o projeto ‘Ronda Cidadã’ propõe uma atuação proativa, com a participação de uma polícia comunitária e reativa, que é quando ocorre uma ação propriamente ostensiva no combate à criminalidade na AISP-4.

Sete projetos da reforma política foram aprovados pelo Senado

Os senadores encerraram os trabalhos do primeiro semestre do ano aprovando sete projetos apresentados pela Comissão Temporária da Reforma Política. Além disso, começaram a discutir a emenda constitucional que reforça a participação feminina na política. Outras cinco propostas tiveram a votação adiada para agosto. Isso aconteceu para que os textos sejam comparados com o projeto (PLC 71/2015) de mudanças nas regras da política aprovado na Câmara dos Deputados e que chegou recentemente ao Senado.
Os projetos aprovados pelos senadores tratam dos mais diversos temas da vida política. O primeiro deles (PLS 430/2015) trouxe novas regras para as eleições proporcionais – para vereadores, deputados distritais, estaduais e federais. Se virar lei, a distribuição de vagas deve ser feita respeitando o quociente eleitoral na votação obtida pela agremiação, mesmo quando há coligações. Assim, os partidos que não alcançarem o quociente não podem disputar as sobras de vagas.

Também na linha de fortalecimento dos partidos está a proposta (PLS 477/2015) que permite que dois ou mais partidos formem uma federação que poderá atuar como se fosse uma agremiação única, sujeita a todas as normas que regem o funcionamento parlamentar e a fidelidade partidária. Algo como uma fusão temporária de partidos.

Levy não descarta novos cortes nas contas do governo

Reportagem da Folhapress mostra que ministro Joaquim Levy (Fazenda) afirmou nesta terça-feira (21) que o governo pode realizar mais cortes nos seus gastos. “O governo já cortou e, obviamente, vai analisar se há necessidade de cortar mais. Vai tomar as medidas cabíveis. Também vai olhar a meta e ver se, dentro da situação, se tem que.

Há espaço para impeachment’, afirma governador

O governador de Mato Grosso, Pedro Taques, afirma que “existe espaço para o impeachment” de Dilma Rousseff. Em conversa com o blogue do Josias de Souza, ele declarou: “Se comparamos o que ocorre no país hoje com o que se passava no Brasil na época de Fernando Collor, percebemos que estamos diante de um quadro assustador. Tudo agora é muito mais grave”.

Situação de Henrique se complicou, diz colunista

Deu no Cláudio Humberto:
henriquecunha

A situação do ministro Henrique Alves (Turismo) se complicou. Após o rompimento de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) com o governo, ele tenta apoio do vice-presidente Michel Temer para se segurar no ministério.

Fernando Mineiro vai atanazar a vida de Robinson Faria


robinsonmineiro
O deputado estadual Fernando Mineiro vai atanazar a vida do governador Robinson Faria até dar um negócio ruim para que este assegure o seu apoio para prefeito de Natal nas eleições municipais de 2016. Robinson saberá resistir. Não vai querer dar um tiro no pé. O modo de governar dos petistas tem deixado o eleitor de orelhas em pé.

Política não é uma função hepática

Os ânimos políticos estão exaltados em Caicó. Tem pré-candidato a prefeito que pode não ser candidato e tem quem não apareça como pré-candidato que pode ser candidato. Política não é uma função hepática.

fonte: robson pires