19 de jun de 2013

Em quanto os protestos vão as ruas, as escolas vão a baixo. Esta é a realidade da Escola estadual Paulo Abílio da cidade de Umarizal essa é a realidade.

FOTO: GABRIEL COSTA
O PROFESSOR GABRIEL É UM DOS ÚNICOS HOMENS AQUI DE UMARIZAL QUE SEMPRE LEVANTARAM A BANDEIRA DA EDUCAÇÃO SEM MUDAR NUNCA SEU RACIOCÍNIO.

TEXTO: CLEUMY CANDIDO FONSECA

SOBRE PRESSÃO DA MÍDIA E DA POPULAÇÃO O PREFEITO DE UMARIZAL COMEÇA A RECONTRATAR ALGUNS FUNCIONÁRIOS



 
foto:ilustrativa

Com a popularidade em queda devido as inúmeras demissões acontecidas nos últimos dias, o prefeito da cidade de Umarizal “mano Onofre”  está voltando atrás de suas atitudes tão quanto precipitadas e já está recontratando alguns dos seus seguidores que ele mesmo mandou demitir.

Isso mostrar que o povo está começando a deixar de ter medo de represálias e estão demonstrando suas opiniões sobre a administração atual.

REGIÃO / Prefeito está perseguindo servidores - Almino Afonso/RN

O prefeito Lawrence Amorim - Almino Afonso/RN -, resolveu perseguir alguns funcionários do município. Trabalhando próximos de suas residências, vários funcionários, por ordem do prefeito, foram remanejados para o hospital da cidade. A maioria desses funcionários, que são residentes na zona rural, tem que se deslocar em torno de 70 Km (ida e volta) até o local de trabalho, ou seja, até o hospital. Isso se dar pelo motivo das estradas do município não terem condições de tráfego, se tivesse esse percurso seria de 28 Km (ida e volta). 
Enquanto isso, muitos funcionários do município não cumprem expediente, inclusive o prefeito Lawrence Amorim (foto).  
 
 
FONTE: http://agoraalminoafonsoinforma.blogspot.com.br/


DO BLOG - AINDA PARECE QUE ESTAMOS NA DITADURA MILITAR, A CULPA É DO POVO QUE AINDA VOTA NESSE TIPO DE POLITICO.

NO DIA 19 DE JUNHO DE 1984,TANCREDO NEVES ERA INDICADO PRESIDENTE DA REPÚBLICA

* De 1984Tancredo Neves era indicado pelos 10 governadores de oposição para concorrer à Presidência da República, no colégio eleitoral.
Túnel do tempo
Nesta data, em 1984, todo colegiado estava unido em torno de Tancredo Neves era indicado pelos 10 governadores de oposição para concorrer à Presidência da República. Vitória no Colégio Eleitoral.

A doença e a morte do Presidente eleito O preço dessa costura política foi o descaso com a própria saúde. Tancredo sabia que estava muito doente. Ao mesmo tempo, temia que o presidente João Figueiredo não transmitisse o cargo a Sarney. Por isso, resolveu aguentar firme até a posse: "Depois façam de mim o que quiserem", dizia aos médicos. Ao ser internado na noite de 14 de março no Hospital de Base de Brasília, para a retirada de um tumor que se rompera em seu abdome, só assinou a autorização para a cirurgia após obter a garantia oficial de que o vice estaria em seu lugar no dia seguinte. Sarney, de fato, assumiu, ainda que alguns preferissem ver como protagonista da cerimônia o então presidente da Câmara, Ulysses Guimarães. Mas não recebeu a faixa das mãos de Figueiredo, que saiu pelos fundos do Palácio do Planalto para não ter de encarar o desafeto.
A doença e a morte de Tancredo causaram imensa comoção. Era nele que o povo depositava suas esperanças. No livro Memória Viva do Regime Militar, o político mineiro Pimenta da Veiga escreveu: "Eu percebi em Tancredo um sentimento de descompromisso com a vida, por dois aspectos. Primeiro, o coroamento de uma longa e brilhante carreira pública que ele não queria, muito justamente, que deixasse de chegar ao cume, à presidência da República. Depois, por entender que sua posse era um fato tão forte que justificaria até a perda da vida. Até a própria morte. Ela encerraria um ciclo".
 
 
fonte: http://martinspoliticaft.blogspot.com.br/