14 de nov de 2014

Prefeito de Umarizal nomeia nova secretaria de saúde do nosso município.

ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE
PREFEITURA MUNICIPAL DE UMARIZAL

GABINETE DO PREFEITO
PORTARIA Nº159/2014 DE 07 DE NOVEMBRO DE 2014.

EMENTE: Dispõe sobre a nomeação da Sra. Fernanda Danieli de Souza Oliveira para o Cargo em Comissão de Secretária Municipal de Saúde e dá outras providências.

O PREFEITO MUNICIPAL DE UMARIZAL, Estado do Rio Grande do Norte, no uso de suas atribuições legais,

R E S O L V E

Art. 1º - Fica a Senhora FERNANDA DANIELI DE SOUZA OLIVEIRA, CPF Nº070.246.124-52, RG Nº002.629.860, nomeada para o Cargo em Comissão de Secretária Municipal de Saúde - (CC1).

Art. 2º - Esta PORTARIA entrará em vigor na data de sua publicação, retroagindo seus efeitos a 04 de novembro do corrente ano.

Registre-se,
Publique-se e
Cumpra-se.

Gabinete do Prefeito, Umarizal-RN, em 07 de novembro de 2014.

CARLÍNDSON ONOFRE PEREIRA DE MELO
Prefeito Municipal

Publicado por:
Maykon Ricard Cavalcante Nunes
Código Identificador:A621D52A

Polícia Federal que investiga fraudes no Enem no CE, PB e PI

A Polícia Federal deflagrou hoje (14) a Operação Apollo, que investiga uma quadrilha acusada de fraudar o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), além de diversos vestibulares e o ingresso em universidades públicas pelo sistema de cotas. Ao todo, foram cumpridos quatro mandados de prisão temporária e nove mandados de busca e apreensão no Ceará, na Paraíba e no Piauí. Segundo a corporação, a investigação começou há 13 meses e, além das prisões ocorridas hoje, foram presos em flagrante dois candidatos do Enem 2014, no sábado (06), na cidade de Juazeiro do Norte (CE). “As investigações seguem agora para identificar todos os possíveis beneficiários do esquema criminoso, responsável por fraudes ao Enem 2013 e 2014”, informou a PF.
De acordo com a PF, o esquema tinha como centro de atuação a região do Cariri, no sul do estado do Ceará, mas as ações da quadrilha se estendiam também pela Paraíba. Os fraudadores direcionavam a atuação a candidatos interessados em ingressar no curso de medicina de universidades públicas. A corporação destacou que o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Anísio Teixeira (Inep), órgão responsável pelas provas do Enem, tem colaborado com as investigações desde o ano passado, “fornecendo as informações necessárias à identificação dos investigados e à elucidação da fraude”.

Futuro Secretário de Educação do Estado do RN é potiguar, mas virá de Brasília

sec novoPessoas muito próximas do governador eleito Robinson Faria, afirmam o que não é mais segredo: o futuro Secretário de Educação do Estado do Rio Grande do Norte será o professorFrancisco das Chagas Fernandes. Conta a favor do professor, o fato de ter livre trãnsito em Brasília, pois desde o primeiro governo do Presidente Lula, atua no Ministério da Educação. Deixou a Secretaria de Educação Básica (SEB) para assumir o cargo de secretário executivo adjunto do Ministério da Educação.
Formado em letras pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte, o potiguar teve atuação destacada, nas discussões e encaminhamentos pela redefinição do financiamento da educação básica, com a substituição do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento do Ensino Fundamental e de Valorização do Magistério (Fundef) pelo Fundo de Desenvolvimento da Educação Básica (Fundeb). O ensino fundamental de nove anos e a valorização dos profissionais da educação também tiveram relevância no seu período administrativo, em Brasília.
Antes de se transferir para Brasília, Chagas foi diretor do Sindicato dos Trabalhadores em Educação (SINTE/RN), diretor da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação, professor da rede estadual do Rio Grande do Norte e ainda dirigiu o Fundef. Também foi membro do Conselho Nacional de Educação, ao mesmo tempo em que dirigiu a SEB.
A Educação é tida como uma pasta importante, com muitos recursos, mas também com numerosos problemas a serem resolvidos. É possível que o perfil do professor se encaixe bem para o tamanho da missão.
Como não se pode afirmar que Robinson Faria já o convidou, tampouco que ele aceitou, convém aguardar. O fato é que comenta-se que o professor tem as bênçãos do deputado Fernando Mineiro (PT), que integra a Comissão de Transição, justamente coletando dados da área de Educação.
Por Marcelo Abdon

Deputados têm até dia 24 para apresentar emendas ao Orçamento

jose dias orçamento
O deputado José Dias (PSD), relator do Orçamento Geral do Estado, apresentou o um calendário com os prazos para apresentação de emendas à peça orçamentária. Os parlamentares devem apresentar suas sugestões até o dia 24 de novembro. O relatório deverá ser apresentado no dia dez de dezembro e o prazo final para a deliberação no Plenário da Casa, segundo o Regimento Interno, é 18 de dezembro.
O projeto estabelece uma receita total estimada em R$ 12,3 bilhões, sendo R$ 10,67 bilhões do orçamento fiscal; R$ 1,5 bilhão do orçamento da seguridade social e R$ 672 milhões da receita total, definida como receita intraorçamentária por se tratar de operações entre os órgãos. A despesa está fixada no mesmo valor da receita: R$ 12,3 bilhões dos quais R$ 8,7 bilhões são orçamento fiscal e R$ 3,6 bilhões da seguridade social. Com relação às fontes de financiamento oriundas das empresas públicas e das sociedades de economia mista, o projeto prevê a arrecadação de R$ 551 milhões.

Pela terceira vez em menos de um ano os " Garis" de umarizal entram em greve por atraso dos seus salários.

imagem ilustrativa

Já virou piada, ninguém aguenta mais tanta irresponsabilidade por parte dos órgãos competentes.
Os garis de Umarizal já estão com dois meses de salário atrasado e já quase chegando ao terceiro mês, em conjunto eles resolveram parar de trabalhar mais uma vez, a situação deles é muito critica e muitos já dizem que estão levando o nome de " veaco" no comércio local de nossa cidade, ai eu me pergunto como é que eles vai pagar se eles não recebem?????

A categoria entrou em greve por tempo indeterminado, então fica aqui o aviso, façam o máximo possível para não acumular lixo.

Fábio Faria faz revelações importantes em entrevista a este blogueiro. Confira


fabio entrevista
Em entrevista a este blogueiro no Grande Jornal da Rural, hoje (14), o deputado federal Fábio Faria (PSD) avaliou a vitória do seu pai, o governador eleito Robinson Faria (PSD). “Fizemos várias pesquisas qualitativas e as pessoas tinha vontade muito grande de mudar. O povo não queria que o estado fosse governado pelas mesmas famílias, mostrando o amadurecimento do eleitor”, disse Fábio.
Lula não foi fator determinante para vitória de Robinson
O deputado Fábio Faria (PSD) discordou do candidato ao governo do estado pelo PMDB, Henrique Alves, que atribuiu sua derrota ao ex-presidente Lula.  “Não foi Lula que derrubou Henrique. Até porque ele apoiou Fátima Bezerra para prefeitura de Natal em 2008 e ela não venceu. Também apoiou Iberê Ferreira em 2010 para o governo do estado e ele não venceu. A gravação de Lula foi importante, mas não foi fator determinante para a vitória de Robinson. O povo queria mudança”.
Nós não vamos fazer o governo olhando para o retrovisor
“Não vamos ficar culpando o governo passado, porque sabíamos que a situação do estado estava difícil. Estamos montando uma equipe, conversando com pessoas importantes na área econômica, indo à busca de ações frente aos bancos para governar olhando para todos, porque revanchismo não é característica dele [Robinson Faria]”.
Vamos levar a situação do estado ao governo federal
“O PSD foi o primeiro partido a apoiar a presidente Dilma Rousseff e vamos levar a situação do estado ao governo federal, para que ele conheça a situação do Rio Grande do Norte e nos ajudar através de muitas parcerias”.
Secretários de Robinson serão anunciados antes do Natal
“Todas as áreas do governo vão andar juntas. O nosso compromisso é ter secretários técnicos que tenham uma habilidade política, para atender as demandas. Vencemos praticamente com o apoio popular, por isso não tivemos o compromisso de fatiar o governo, de colocar os secretários de sempre. Vamos antecipar para antes do Natal o anúncio desses nomes, provavelmente depois da diplomação em 18 de dezembro. Tem nomes que estão sendo apreciados, mas poucos foram definidos. A primeira preocupação é com o trabalho da equipe de transição. A maioria dos nomes apresentados pela imprensa não passam de especulação”.
Nós não queremos nenhum ministério
“Eu descarto totalmente essa questão, pois não queremos fazer política reivindicando espaços, mas reivindicando benefícios para o Rio Grande do Norte. O PSD vai contribuir com nomes para que a presidente Dilma Rousseff possa encaixar conforme a sua necessidade. Eu quero fazer essa ponte em Brasília no terceiro mandato de deputado federal”.

Administração do prefeito Mano é uma das mais desastrosas, declara Zé Moura.


O vereador Zé Moura classificou a administração do prefeito Mano Onofre como “uma das mais desastrosas”, durante a sessão legislativa dessa última terça-feira, 11. O vereador também pediu explicações sobre um servidor exonerado recentemente e que reside em município do estado da Paraíba.

Quero que envie oficio a Secretaria de Administração para saber quanto tempo ficou no cargo e quanto recebeu um funcionário que mora em Brejo do Cruz”, requereu o vereador.

Zé Moura também pediu o encaminhamento de ofício a empresa responsável pela limpeza do município pedindo explicações sobre os salários atrasados dos trabalhadores.

Estão a dois meses sem receber. Quando a empresa ganha a licitação, ele tem que pagar seus funcionários em dia. Se o município não paga, ele tem que entrar na justiça”, declarou Zé Moura.

O vereador citou o caso do Conselho Tutelar de Umarizal que teve que entrar com um mandato de segurança na justiça para garantir seus pagamentos. “A administração do prefeito Mano está uma das mais desastrosas”, finalizou.
Assessoria CMU

Ministros colocam os cargos à disposição de Dilma

Pelo menos 15 dos 39 ministros colocaram ou vão colocar os cargos à disposição da presidente Dilma Rousseff, informaram ao G1 nesta quarta-feira (12) as assessorias dos ministérios. São eles: Aloizio Mercadante (Casa Civil), José Eduardo Cardozo (Justiça), Mauro Borges (Desenvolvimento e Comércio Exterior), Manoel Dias (Trabalho), Marcelo Néri (Assuntos Estratégicos), Clélio Campolina (Ciência e Tecnologia), Moreira Franco (Aviação Civil), Francisco Teixeira (Integração Nacional), Luis Inácio Adams (Advocacia-Geral da União), José Henrique Paim (Educação), César Borges (Portos), Eduardo Lopes (Pesca); Eleonora Menicucci (Políticas para Mulheres), Thomas Traumann (Comunicação Social) e Jorge Hage (Controladoria-Geral da União).

Embora com os cargos à disposição, esses ministros devem permanecer nos postos até o final do atual mandato da presidente. A atitude deles é diferente da de Marta Suplicy(Cultura), que nesta terça entregou carta de demissão e deixou o cargo – o ministério passou a ser conduzido interinamente pela secretária-executiva Ana Cristina Wanzeler.
O movimento para que os ministros coloquem os cargos à disposição foi articulado pelo ministro da Casa Civil, Aloizio Mercadante. A intenção é deixar a presidente à vontade para dar início à reforma ministerial depois que ela voltar da Austrália, onde participa nesta semana da reunião do G20 (as 20 maiores economias do mundo).
"Aqui comigo já chegaram muitas cartas. Seguramente, mais de dez ou 15 ministros já apresentaram e outros entregaram direto no gabinete da presidente. Foi uma sugestão minha, da Miriam [Belchior, ministra do Planejamento] e do José Eduardo [Cardozo, da Justiça]. É uma forma de demonstrar publicamente respeito ao que foi o tema da campanha – equipe nova. E todo mundo formalizar essa gentileza é para que ela [Dilma] tenha total liberdade", disse Mercadante durante entrevista nesta quarta no Palácio do Planalto.
Para Mercadante, as cartas são "gesto de gentileza" dos ministros para com a presidente e não há obrigação da entrega. Segundo o ministro, a ideia era que todas cartas fossem entregues somente no dia 18, quando a presidente retorna da Austrália, mas alguns se anteciparam.
Nesta quarta-feira (12), a presidente comentou o assunto no Catar, onde fez escala antes de seguir para a Austrália. Ela afirmou que todos os ministros deverão entregar uma carta a ela – os que vão sair e os que não vão. "Não estabeleci nenhum prazo. Não vou fazer a reforma imediatamente", declarou.
As assessorias dos ministros Gilberto Carvalho (Secretaria-Geral da Presidência), Ricardo Berzoini (Relações Institucionais), Miguel Rossetto (Desenvolvimento Agrário) e Paulo Bernardo (Comunicações) informaram que eles não entregarão cartas colocando o cargo à disposição. Com isso, a menos que sejam demitidos, permanecem nos cargos até 31 de dezembro, um dia antes da posse da presidente para o segundo mandato. A assessoria do ministro Vinícius Lages (Turismo) informou que ele não entregou a carta e não há previsão de que entregará.
Nos casos de outros dois ministros – José Elito Siqueira (Gabinete de Segurança Institucional) e Néri Geller (Agricultura) –, não há previsão de quando vão se manifestar. Elito está em férias até dia 20 e Geller está em missão oficial na China até dia 18.
De acordo com as assessorias, os ministros do Planejamento, Miriam Belchior; da Previdência Social, Garibaldi Alves; do Meio Ambiente, Izabella Teixeira; e dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, não se manifestarão sobre o assunto.
Guido Mantega (Fazenda) acompanha a presidente no encontro do G20, mas Dilma já havia anunciado durante a campanha eleitoral que ele não permanecerá. Luiz Alberto Figueiredo (Relações Exteriores) também integra a comitiva de Dilma, e, segundo a assessoria do Itamaraty, não há informação sobre se ele entregou ou entregará carta.
De acordo com a assessorias dos ministérios do Esporte e da Defesa, ainda não há informação sobre as decisões dos ministros Aldo Rebelo e Celso Amorim, respectivamente.
A Secretaria de Direitos Humanos não informou se a ministra Ideli Salvatti entregará carta a Dilma, mas disse que o cargo "sempre estará à disposição" da presidente. Segundo o Ministério das Minas e Energia, o ministro Edison Lobão não mandou carta à presidente nem tratou do assunto com ela.
As assessorias do Banco Central, cujo presidente tem status de ministro, e do Ministerio do Desenvolvimento Social informaram que Alexandre Tombini e a ministra Tereza Campello estão em viagem ao exterior.
A assessoria do Ministério da Saúde informou que não conseguiu contato com o ministro Arthur Chioro, que está em Buenos Aires.
Até a última atualização desta reportagem, o G1 não havia conseguido contato com a assessoria da Secretaria de Promoção da Igualdade Racial e não obteve resposta do Ministério das Cidades e da Secretaria da Micro e Pequena Empresa.
* G1

Escola usa água de esgoto para fazer merenda no interior do Ceará Sexta,14 de novembro de 2014

Canal sujo é a única fonte de água de escola. Sobral está entre os 174 municípios do Ceará em situação de emergência por causa da seca.
















Com a estiagem, o reservatório que abastecia Sobral, no interior do Ceará, secou. Agora, a escola municipal está há três semanas usando água de esgoto para fazer a merenda.

O canal sujo é a única fonte de água de uma escola, em um pequeno distrito de Sobral, no interior do Ceará. São três semanas sem água na torneira. "Para os alunos beberem água mineral tem que comprar, que é mais ou menos R$ 10. Os alunos não têm como comprar água mineral. Vem para a escola, mas é para gente beber água limpa não suja”, reclama a estudante Gabriele Vasconcelos.

A água também é usada na merenda dos alunos. O vigia da escola enche baldes no canal e leva para cozinha. Para tirar um pouco da sujeira, a cozinheira Rosilene Pereira faz o que pode. “Eu coo a água no pano, depois eu coloco para ferver”, diz.

Mesmo assim, a água continua ruim mesmo para cozinhar e afeta, inclusive, o sabor da comida. “O sabor é muito ruim, de ferrugem, mas não tem jeito, nós não vamos passar fome”, afirma o estudante João Paulo Vasconcelos.

Como falta saneamento básico na comunidade onde fica a escola, o canal também é utilizado para o descarte de esgotos. “Tudo que desce é sujeira, é tudo. É gato, é cachorro. Bebe água, toma banho”, conta o vigilante Valter Gomes.

O DNOCS, Departamento Nacional de Obras Contra as Secas, é o responsável pelo canal e informou que a água é destinada à irrigação e criação de peixes. Segundo a companhia que gerencia os recursos hídricos do estado, a água que vai para o canal só é própria para o consumo humano após passar por tratamento.

Sobral está entre os 174 municípios do Ceará em situação de emergência por causa da seca. A reserva hídrica do estado está com apenas 23% da capacidade, e muitas fontes não estão em condições de atender a população.

“Todo mundo que olha vê que a água poluída. Pode cair doente, pode ir ao hospital. A gente fica preocupada como mãe, mas infelizmente é a que está tendo”, conta a dona de casa Benedita de Sousa.

A Secretaria de Educação de Sobral disse que estuda a possibilidade de abastecer a escola com caminhões-pipa, mas alegou que isso vai depender da disponibilidade dos caminhões.

Caminhão-pipa capota e deixa motorista morto em Apodi-RN


Um caminhão-pipa capotou durante a manhã desta quinta-feira (13/11), e deixou uma pessoa sem vida no município de Apodi. A tragédia foi registrada na BR – 405, na comunidade rural de São Dimas.
Francisco Genival de Oliveira, de 47 anos, conduzia o caminhão-pipa com destino a cidade de Francisco Dantas, quando perdeu o controle do veículo, desceu o aterro da rodovia e capotou.

“Genival de Zé Romana”, como era mais conhecido, ficou preso às ferragens e não resistiu aos ferimentos, vindo a óbito ainda no local. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) ainda foi acionado, mas nada pôde fazer.

O Corpo de Bombeiros também foi chamado para fazer a retirada do cadáver de dentro da cabine do caminhão, que ficou completamente destruída.

Genival era agricultor e nos períodos de estiagem trabalhava como pipeiro. O mesmo era natural de Portalegre, mas residia em Francisco Dantas.

Fonte: Portal SOS Notícias

CPI: Câmara de Apodi acusa prefeito por suposto ato de improbidade

camara apodi

O blogue do Jair Gomes destaca a Câmara Municipal de Apodi aprovou, por oito votos a quatro, a formação Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar suposto ato de improbidade cometido pelo prefeitoFlaviano Monteiro. A matéria foi posto em discussão no plenário da Casa de requerimentos não respondidos pelo Poder Executivo.

Após aprovado e reconhecido pela Câmara como um ato de improbidade administrativa, cabe agora ao Ministério Público decidir se encaminha o processo para análise do Poder Judiciário. Ainda ontem (12), a assessoria jurídica da prefeitura, entrou com um mandado de segurança junto a juíza Kátia Cristina Guedes Dias, pedindo adiamento da votação do relatório final da CPI. A magistrada indeferiu a solicitação, mantendo assim a leitura do relatório como também a votação.
 
VIA - JAIR GOMES