14 de mar de 2015

VERGONHA / Alunos da Ufersa - Caraúbas sem transporte em Umarizal.




É isso mesmo em Umarizal (interior do RN) os alunos estão sem transporte para ir estudar na Ufersa - Caraúbas, procuramos o Prefeito (Ninguém consegue acha-lo será que temos um Prefeito em Senhor Mano Onofre?) e o Secretário de Educação da cidade mas ninguém se pronunciou, será que o nosso voto não tem mais valor? Só lembrando que ano que vem é ano de eleições e todos nós “alunos” lembraremos de como fomos ignorados pelos nossos governantes, “ninguém quer ajudar, estamos a 2 dias da volta as aulas e ninguém sabe como chegaremos a universidade”, diz um dos alunos da Ufersa Caraúbas. Isso é uma vergonha! 


Os governantes têm a obrigação de apoiar incondicionalmente os seus universitários pois eles são o futuro da nossa cidade. Sem mencionar que isso é um dever previsto em lei, lei essa que garante educação, saúde, segurança pública, dentre outras coisas. Sendo assim, por que um dos elementos básicos previstos em lei não pode ser cumprido? E as pessoas escolhidas por nós para governar e nos levar ao crescimento é justamente aquelas que nos atrasam e nos condicionam ao rebaixamento? 

MANDATO DOS ATUAIS PREFEITOS E VEREADORES PODE SER DE SEIS ANOS.ELEIÇÃO PARA :VEREADOR,PREFEITO,DEPUTADO ESTADUAL,DEPUTADO FEDERAL,SENADOR,GOVERNADOR ,PRESIDENTE DA REPÚBLICA,SÓ EM 2018


Quando o assunto é Reforma Política, a maioria dos gestores municipais são contrários à reeleição. Para eles, o mandato deve ser de seis anos e o voto no Brasil deve continuar a ser obrigatório. A maior parte pede a coincidência de mandatos e a alteração da data de posse dos eleitos. Esses foram resultados de uma pesquisa aplicada pela Confederação Nacional de Municípios (CNM) para saber a opinião dos municipalistas em relação a doze propostas que compõem a Reforma Política.

Emenda Constitucional do Orçamento impositivo será promulgada na terça


dinheiro_sacosO Congresso reúne-se na terça-feira (17), ao meio-dia, para promulgação da Emenda Constitucional 86, que torna impositiva a execução das emendas individuais dos parlamentares ao Orçamento da União. O texto é proveniente da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 358/13, que ficou conhecida como PEC do Orçamento impositivo.
A proposta obriga a execução das emendas individuais à lei orçamentária até o limite de 1,2% da receita corrente líquida (RCL) realizada no ano anterior. Desse total, 50%, ou seja, 0,6% da RCL, terão de ser aplicados na área de saúde.
Aprovada no Senado em novembro de 2013, a PEC teve a votação concluída na Câmara em fevereiro deste ano. A proposta aprovada pela Câmara manteve o texto do Senado, que incluiu a destinação de parte dos recursos das emendas à saúde.

O montante poderá ser usado inclusive no custeio do Sistema Único de Saúde (SUS), mas não poderá servir para o pagamento de pessoal ou de encargos sociais. O texto também contém regras sobre aplicação mínima de recursos da União em saúde.

Mossoró celebra 163 anos de história, resistência e coragem


mossoro163
Cidade centenária, pioneira, desbravadora, como retrata com precisão José Fernandes Vidal e Walda Cavalcanti Mendes no hino oficial do município, Mossoró celebra neste domingo, 15 de março, 163 anos de sua emancipação política, uma história de resistência e coragem, trajetória que orgulha e enobrece o seu povo.
“Mossoró vive um novo tempo, de muitas conquistas e boas perspectivas. A cidade tem avançado muito em todos os setores e isso é resultado de muito trabalho e dedicação. Somos um povo forte e dedicado, preocupado com as questões sociais e isso reflete no nosso jeito de ser e de ser visto pelo resto do Estado e do Brasil. O município, neste 15 de março, tem muito a celebrar”, comemora o prefeito Francisco José Júnior.

Tomba diz que o Nordeste não aguenta mais ser humilhado


tombane
“Não aguentamos mais sofrer humilhações, como a que estamos sofrendo, para ter direito a água, que é um direito de todos”. A declaração é do deputado estadual Tomba Farias (PSB), que, durante a audiência pública sobre a seca, realizada hoje na Assembleia Legislativa, teceu duras críticas ao governo federal e a demora na tomada de decisões para amenizar os efeitos da seca.
Enfatizando que 17 municípios do RN estão em colapso de abastecimento de água, o parlamentar destacou que as cidades de Acari e Currais Novos podem ficar sem água nos próximos dias. “Já fazem três meses que foi licitada a construção da adutora e a obra não começou por falta de recursos ”, lamenta.



Tomba Farias ressaltou que o governo federal não tem dinheiro para os municípios, mas o BNDES abre suas portas para investir o capital brasileiro fora do País. “Enquanto em Currais Novos e Acari as obras da adutora não iniciam por falta de dinheiro, o governo envia dinheiro para obras em outros países”, disse.

Manifestantes do PT insultaram jornalista da Inter TV


Foto: Márlio Forte
Foto: Márlio Forte
A mobilização do PT em Natal, ontem (13), pode não ter juntando a quantidade de pessoas que desejava. Aos que foram faltou amadurecimento para entender que a jornalista Michele Rincón, da Inter TV Cabugi, estava a trabalho. Parte do grupo começou a insultar a Globo através da profissional e a acusavam de praticar um jornalismo parcial. Michele foi obrigada a se retirar.

Ônibus escolares trazem manifestantes para ato a favor de Dilma em Natal