10 de dez de 2013

O PMDB do RN não quer entrar na “dividida” do PT

Com a decisão da Câmara de Recursos da executiva nacional do PT que proclamou Eraldo Paiva como presidente reeleito do diretório estadual do partido e com a confirmação do comando da legenda nas mãos do deputado estadual Fernando Mineiro, o PMDB do Rio Grande do Norte não quer entrar “nessa dividida”, me garantiu uma fonte de Brasília. Segundo essa mesma fonte, o grupo liderado por Mineiro, ao contrário da deputada federal Fátima Bezerra (PT-RN), pré-candidata ao Senado, não deseja uma aliança com os peemedebistas no estado. Daí o partido de Henrique Eduardo Alves ficar escabreado quanto a uma possível aliança local. Teme o efeito orloff. Ou seja, o PT ser o DEM amanhã. Vide eleição de Rosalba Ciarlini ao Senado com Garibaldi candidato a governador.
Somado a isso a nova crise à vista entre a presidente Dilma Rousseff e a sua base no Congresso que a imprensa nacional noticia hoje. A duas semanas do fim dos trabalhos legislativos, o Palácio do Planalto deu ontem duas más notícias aos aliados: avisou que vai descumprir o acordo que previa a liberação de R$ 12 milhões em emendas por parlamentar da base, comprometendo-se apenas com os R$ 10 milhões já garantidos desde outubro; e que Dilma deve vetar a regra do Orçamento Impositivo, aprovada na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2014, que aguarda sanção presidencial. Proposta essa feita pelo deputado Henrique Eduardo Alves ainda em campanha para a presidência da Câmara e colocada em pauta dias atrás.
A fonte me garantiu também que “nem que a vaca tussa” o ministro Garibaldi Alves (PMDB-RN) será candidato novamente ao governo. E disse mais: o guarda-chuva para abrigar uma candidatura da vice-prefeita de Natal e presidenta estadual do PSB Wilma de Faria a deputada federal, e até mesmo ao Senado, ainda não foi fechado. Acredita a fonte, no entanto, que até passar o carnaval muita conversa ainda vai rolar.
Indaguei se o fato do PSB ter candidatura própria à sucessão Presidencial – governador Eduardo Campos (PE) – não implicaria num impedimento de uma eventual aliança entre o PMDB e o PSB no estado. Ela me disse que não, por se tratar de uma aliança proporcional, no caso Wilma saindo para deputada federal. A fonte me disse que isso continua sendo trabalhado.
Quanto ao candidato do PMDB ao governo do estado, essa mesma fonte só garantiu que Garibaldi não é o nome. E só! Disse pra ela que a eleição pra governador no Rio Grande do Norte está mais parecendo eleição pra síndico de condomínio, o que concordou.
- Na verdade só tem uma pessoa que quer ser candidata a governador; Robinson Faria, afirmou a fonte.
Brinquei: também com um condomínio onde a taxa de inadimplência é altíssima ninguém quer ser o síndico. A fonte riu e concordou.
A conferir!
Acesse o blogdobarbosa http://blogdobarbosa.jor.br/novo/

Prefeitos fazem manifestação no salão verde da Câmara dos Deputados

Presidente da Confederação Nacional de Municípios, Paulo Ziulkoski explicou que a manifestação "é um retrato da crise que se abate sobre as prefeituras". 

 

Inconformados com os poucos recursos em caixa para fechar as contas neste fim de ano, um grupo de prefeitos invadiu o salão verde da Câmara dos Deputados, nesta terça-feira (10) exigindo serem recebidos pelo presidente da Casa, deputado Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN). Eles reivindicam aumento de dois pontos percentuais na parcela de tributos que compõem o Fundo de Participação de Municípios (FPM).

Houve tumulto, empurra-empurra e discussão com os seguranças. Os prefeitos gritavam palavras de ordem, como "prefeitos unidos jamais serão vencidos", e cantaram o Hino Nacional. O presidente da Confederação Nacional de Municípios (CNM), Paulo Ziulkoski  explicou que a manifestação de hoje "é um retrato da crise profunda que se abate sobre as prefeituras do Brasil" que, segundo ele, estão "totalmente ingovernáveis diante da questão federativa".

"Estamos chegando ao final do ano e os prefeitos estão sem condição de pagar seus funcionários porque tudo foi repassado para as prefeituras", disse  defendendo que as leis votadas nas Casas Legislativas tenham sustentação financeira necessária, com indicação de onde serão retirados os recursos para cumpri-las.

"Esgotou-se o período em que a União empurrava [gastos] goela abaixo das prefeituras. Os prefeitos estão percebendo que não têm como assumir estes compromissos. Além disso, Câmara e Senado têm que parar de votar direitos do cidadão sem indicar onde está o dinheiro para pagar", ressaltou.

Ziulkoski citou o projeto aprovado pelo congresso nacional que determina aumento do piso do magistério em primeiro de janeiro, que trará impactos aos cofres municipais superior ao aumento dos recursos que serão repassados por meio do Fundo de Participação dos Municípios (FPM).

"Enquanto o FPM vai aumentar 6% sobre a base de hoje, que é R$ 72 bilhões, e vai aumentar R$ 4,5 bilhões, o aumento do piso do magistério vai trazer impacto de R$ 10 bilhões às prefeituras do Brasil, então todo o fundo não paga metade do que vai aumentar o piso do magistério que foi uma lei votada nessa Casa", disse.

O presidente da CNM acredita que a revolta dos prefeitos terá impacto no processo eleitoral do ano que vem.

"Já tem mais de 2 mil prefeituras gastando mais de 60% com a folha [de pagamento] e vão ter suas contas rejeitadas. A crise se aprofunda nessa direção e vai crescer muito no ano que vem e seguramente vai interferir no processo eleitoral", disse.

Paulo Ziulkoski informou que os prefeitos pretendem pressionar na tarde de hoje, parlamentares do Senado e também representantes do Executivo federal. Ele acrescentou que está programada para o ano que vem uma série de atos com o mesmo objetivo, inclusive com mobilização popular.

"Este é o primeiro momento, no ano que vem faremos outras grandes mobilizações populares para mostrar esta realidade que o Brasil vive lá na ponta, onde o cidadão vive e demanda serviços públicos e as prefeituras não têm como pagar", acrescentou.

Segundo a assessoria do presidente da Câmara, Alves deve se encontrar com o grupo na tarde de hoje, onde eles estão concentrados

Ratinho (9/12/13) - 'Ou consertam a segurança ou a copa será uma tragédia'



EITA ..... ESSE É O BRASIL ...........

PREFEITO DE UMARIZAL VAI LEILOAR SEU PRÓPRIO CARRO DE GABINETE PARA ADQUIRIR MAIS UMA AMBULÂNCIA.





QUE A SAÚDE UMARIZAL EM 2013 SEJA PRIORIDADE NA ADMINISTRAÇÃO DO PREFEITO MANO, E QUE O PROBLEMA DESSAS AMBULÂNCIAS E FALTA DE MÉDICOS SEJAM RESOLVIDOS.
ESTOU MUITO CONFIANTE QUE TUDO ISSO IRÁ SE RESOLVER, PROVA DISSO É QUE O PREFEITO VAI VENDER O PRÓPRIO CARRO DE GABINETE PARA COM ISSO AMENIZAR A CRISE VIVIDA PELA SAÚDE PUBLICA DE NOSSO MUNICÍPIO.



NÃO SE PODE NEGAR QUER O PRIMEIRO ANO DE ADMINISTRAÇÃO DE “MANO” NÃO FOI ESSA MARAVILHA QUE MUITOS ESPERAVAM, MAS TAMBÉM AS DIFICULDADES ENFRENTADAS PELO NOSSO MUNICÍPIO, IMPOSSIBILITOU E MUITO E DESENVOLVIMENTO DO NOSSO MUNICÍPIO.

FORAM DEIXADAS DIVIDAS E MAIS DIVIDAS PARA O ATUAL PREFEITO ASSUMIR E ISSO NÃO SEGREDO PRA NINGUÉM, AGORA SE NÃO TEM CORAGEM FALAREM AI JÁ OUTRA COISA, A PREFEITURA DEVIA UM ABSURDO AOS DONOS DE ALTERNATIVOS DE UMARIZAL, AO COMERCIO LOCAL, COMERCIO FORA DA CIDADE, DEPÓSITOS DE CONSTRUÇÃO E MUITO MAIS.

NÃO ESTOU AQUI DEFENDENDO NINGUÉM MAIS FALAR A VERDADE NA HORA CERTA NÃO É CRIME E TENHO CERTEZA QUE NÃO SEREI PRESO POR ISSO.

FUI PRESO UMA VEZ, QUANDO A ENTÃO DIRETORA DO POSTO DEU PARTE DE MIM POR QUE EU ESTAVA QUESTIONANDO A FALTA DE MÉDICOS EM NOSSO MUNICÍPIO, MAS COMO DEUS NÃO DORMI E É SEMPRE JUSTO O IMPÉRIO DESSA ENTÃO DIRETORA ACABOU E TOMARA QUE TENHA SIDO PRA SEMPRE.

DEPUTADO GETULIO REGO ESTÁ COM A BOLA TODA MAIS UMA VEZ EM NOSSA CIDADE










Em conversa com o ex – presidente da câmara chico de brancar que foi um dos principais articuladores da campanha de 2012 tanto para elijane paiva como também elegendo seu irmão em segundo lugar. chico já está se articulando junto com a ex – prefeita loreta e o ex -  vereador tatá, uma coisa já é certa esse grupo é muito forte e tem credibilidade.
o deputado estadual desse grupo é o medico amigo Getúlio rego (dem) o deputado que mais fez pela saúde de umarizal.
ingressa também no apoio a Getúlio rego o vereador naldo de branca (pps), com esse grupo reunido e juntando com apoio do atual prefeito de umarizal “mano” é bem provável que Getúlio vença mais vez os seus adversários aqui dentro do nosso município.


chico de branca revelou com exclusividade que até meados do mês de janeiro anunciará quem deverá ser o seu candidato a deputado federal.

vamos aguarda por que tudo pode acontecer !!!!!!!!!!!!

Sindicatos de várias categorias preparam greve gigantesca no Rio Grande do Norte.








O Rio Grande do Norte poderá começar o ano com uma greve conjunta e de categorias que já entraram em greve geral neste ano de 2013. 

Nesta segunda-feira (09), as coordenações gerais do Sindicato dos Servidores da Saúde do Estado (Sindsaúde/RN), Sindicato dos Trabalhadores da Educação (Sinte/RN), Sindicato dos Policiais Civis (Sinpol/RN) e Sindicato dos Servidores da Administração Indireta (Sinai) estiveram reunidos no auditório do Sindsaúde, em Natal, para apresentar a lista dos compromissos assumidos pelo Governo do Estado – para que fossem encerrados os movimentos paredistas -, mas que não foram cumpridos.

De acordo com a coordenadora geral do Sindsaúde, Simone Dutra, que já deflagrou uma nova greve da categoria para esta próxima terça-feira (10), o Governo só cumpriu três dos cinco pontos de pauta pleiteados.

Ainda segundo Simone Dutra, o Governo tirou vantagens pessoais de servidores com nível superior, o que representou perdas no contracheque de até R$ 1 mil.  A sindicalista também disse que houve a suspensão de gratificações de servidores dos hospitais municipalizados de Santa Cruz e São Miguel. Outra denúncia é de que o Governo está promovendo uma desestruturação da saúde pública.

EDUCAÇÃO

Os servidores da Educação do Estado também deverão ser os próximos a iniciar, novamente, um movimento paredista. Segundo Fátima Cardoso, coordenadora geral do Sinte/RN, na tarde desta terça-feira (10), será realizada uma assembleia que oficializará a greve da categoria para o dia 22 de janeiro, início do ano letivo estadual de 2014.

Entre os pontos descumpridos estão o não pagamento da letra, que representa 5% para a categoria, o não envio do Projeto de Lei que trata do Porte das Escolas, da gratificação dos diretores e que modifica a mudança de nível para os professores. Também segundo Fátima Cardoso não foi feita a comissão de revisão do Plano de Carreira, não foi atendido o Plano de Carreira dos Funcionários e não houve a convocação de concursados.  

SEGURANÇA

Djair Oliveira, presidente do Sinpol/RN, já anunciou uma assembleia da categoria para o próximo dia 18 de dezembro, com a possibilidade de indicativo de greve para o início de 2014. 

Ainda de acordo com a vice-presidente do Sinpol, Renata Pimenta, também no próximo dia 18 de dezembro, será apresentado à população o programa Polícia Legal, uma cartilha organizada pelo Sindicato e pela Associação de Escrivães, que visa regular a atividade da categoria dentro de normas de segurança e legalidade.

Informações do Jornal de Hoje

VEREADOR NALDO DE BRACAR (PPS) FARÁ BALANÇO DO SEU PRIMEIRO ANO COMO PARLAMENTAR