3 de ago de 2011

No começo da semana passada, os prédios públicos mantidos pela Prefeitura de Antonio Martins passaram mais de 48 horas às escuras. Conseqüência da falta de pagamento da energia elétrica consumida pelo município. Por conta disso, a Cosern decidiu suspender temporariamente o fornecimento de luz, até que o prefeito Edmilson Fernandes (atualmente sem partido) fosse negociar o débito pendente. O fato inédito foi registrado na segunda e terça-feira, dias 25 e 26 de julho, respectivamente, ocasião em que alguns dos principais pontos turísticos e de recreação de Antonio Martins tiveram suas luzes apagadas. O corte de energia atingiu o ginásio de esporte “Francisco Pedro Neto”, no bairro Alto da Ema, e “O Gregorão”, no Sítio Muquem. Os atletas chegavam à quadra à noite e encontravam tudo às escuras. O mesmo aconteceu com as Praças, o Palco de Eventos e o Mirante e Santuário São José, que eram mantidos iluminados pelos funcionários mesmo quando não estavam em funcionamento. A população foi prejudicada diretamente com a suspensão no fornecimento de eletricidade que atingiu os prédios públicos de Antonio Martins. O problema também foi sentido pelos funcionários das repartições públicas, que paralisaram suas atividades. Durante os dois dias que passaram sem luz, os alunos do Colégio Municipal Joaquim Inácio foram obrigados a permanecerem em suas casas, uma vez que não havia iluminação suficiente nas salas de aulas. Com o corte, a bomba do poço da família Galdino foi desligada. O reservatório é o principal fornecedor de água para as praças, o mirante e o presépio, dentre outros pontos turísticos. O poço é responsável pelo abastecimento do Hospital Municipal Justino Ferreira. A suspensão da energia causou sérios problemas para quem precisou de atendimento médico. Quem precisou se submeter a exames era orientado pelos funcionários a voltar em outro dia, por que, segundo eles, o hospital estava sem médicos no momento, quando na verdade não havia água sequer para os procedimentos corriqueiros na principal unidade de saúde de Antonio Martins. Há duas semanas, a Cosern já havia desligado a energia de todos os prédios particulares locados a prefeitura de Antonio Martins, como a Casa da Família, a Secretaria Municipal de Educação, o Peti, a Secretaria Municipal de Ação Social e o prédio do laboratório de inclusão digital. Como se fosse pouco, a cidade quase toda está no escuro por falta de manutenção dos postes, pois as lâmpadas estão apagadas, precisando ser trocadas.


De acordo com pesquisa artesanal divulgada hoje pelo deputado estadual Vivaldo Costa ele é o político que o eleitor mais gosta e mais admira em São João do Sabugi.

Na pergunta: Dos políticos citados qual o que você mais admira e gosta em São João do Sabugi? Eis o resultado:

- Vivaldo Costa – 35%
- Álvaro Dias – 23%
- João Maia – 17%
- Nelter Queiroz – 13%
- Não sabe/ Não responderam – 12%

Noutra pergunta: Dos políticos tradicionais do Estado quem você mais admira e gosta? Eis o resultado:

- Garibaldi Filho – 38%
- Wilma de Faria – 36%
- Zé Agripino – 20%
- Não sabe/ Não responderam – 6%

POSTADO POR CLEUMY CANDIDO FONSECA ÁS 10:00

PRÉDIOS PÚBLICOS DE ANTONIO MARTINS TIVERAM FORNECIMENTO DE ENERGIA CORTADA POR INADIMPLÊNCIA DO MUNICÍPIIO

No começo da semana passada, os prédios públicos mantidos pela Prefeitura de Antonio Martins passaram mais de 48 horas às escuras. Conseqüência da falta de pagamento da energia elétrica consumida pelo município.

Por conta disso, a Cosern decidiu suspender temporariamente o fornecimento de luz, até que o prefeito Edmilson Fernandes (atualmente sem partido) fosse negociar o débito pendente.

O fato inédito foi registrado na segunda e terça-feira, dias 25 e 26 de julho, respectivamente, ocasião em que alguns dos principais pontos turísticos e de recreação de Antonio Martins tiveram suas luzes apagadas.

O corte de energia atingiu o ginásio de esporte “Francisco Pedro Neto”, no bairro Alto da Ema, e “O Gregorão”, no Sítio Muquem. Os atletas chegavam à quadra à noite e encontravam tudo às escuras.

O mesmo aconteceu com as Praças, o Palco de Eventos e o Mirante e Santuário São José, que eram mantidos iluminados pelos funcionários mesmo quando não estavam em funcionamento.

A população foi prejudicada diretamente com a suspensão no fornecimento de eletricidade que atingiu os prédios públicos de Antonio Martins. O problema também foi sentido pelos funcionários das repartições públicas, que paralisaram suas atividades.

Durante os dois dias que passaram sem luz, os alunos do Colégio Municipal Joaquim Inácio foram obrigados a permanecerem em suas casas, uma vez que não havia iluminação suficiente nas salas de aulas.

Com o corte, a bomba do poço da família Galdino foi desligada. O reservatório é o principal fornecedor de água para as praças, o mirante e o presépio, dentre outros pontos turísticos.

O poço é responsável pelo abastecimento do Hospital Municipal Justino Ferreira. A suspensão da energia causou sérios problemas para quem precisou de atendimento médico.

Quem precisou se submeter a exames era orientado pelos funcionários a voltar em outro dia, por que, segundo eles, o hospital estava sem médicos no momento, quando na verdade não havia água sequer para os procedimentos corriqueiros na principal unidade de saúde de Antonio Martins.

Há duas semanas, a Cosern já havia desligado a energia de todos os prédios particulares locados a prefeitura de Antonio Martins, como a Casa da Família, a Secretaria Municipal de Educação, o Peti, a Secretaria Municipal de Ação Social e o prédio do laboratório de inclusão digital.

Como se fosse pouco, a cidade quase toda está no escuro por falta de manutenção dos postes, pois as lâmpadas estão apagadas, precisando ser trocadas.

NOTA DO BLOG - OLHA ESSA MATERIA SERVE DE ESPELHO PRA GENTE REFLETIR, VEJA SÓ, NO MÉS PASSADO A PREFEITURA DE ANTONIO MARTINS PROMOVEU 10 DIAS DE FESTA NA CIDADE TUDO ISSO COM DINHEIRO DA PREFEITURA, AI DUAS SEMANAS DEPOIS O FORNECIMENTO DE ENERGIA ELETRICA DE VARIOS PREDIOS PUBLICOS SÃO CORTADOS POR FALTA DE PAGAMENTO., AI FICA A PERGUNTA NO AR, VALE APENA FASER 10 DIAS DE FESTA E NÃO HONRRAR SUAS DIVIDAS??????., AQUI EM UMARIZAL POR MUITAS VEZES O ATUAL PREFEITO ROGERIO FONSECA FOI QUESTIONADO POR QUE NÃO FEZ MUITAS FESTAS COM BANDAS DE MUSICAS CARICIMAS, MAS NA REALIDADE ELE ESTÁ CERTO., POR NÃO ADIANTA FASER FESTA E NAO PAGAR O POVO., ENTÃO FICA AQUI OS PARABÈNS PARA O PREFEITO DE UMARIZAL.

POSTADO POR CLEUMY CANDIDO FONSECA ÁS 08:10

Advogado do PSD, Felipe Cortez afirma “não estou preocupado com impugnação”

Advogado do PSD, o advogado Felipe Cortez acredita que o pedido de registro do PSD no Rio Grande do Norte não terá problema com pedido de impugnação. Ontem ele apresentou novos documentos para serem anexados aos processo e a tendência é que o edital seja republicado, com isso recomeça o prazo de 72 horas (após a publicação do edital) para serem impetrados pedidos de impugnação.

“Acho que o processo aqui no Rio Grande do Norte vai ser muito tranqüilo. Não estou preocupado com impugnação, está tudo certo com o pedido de registro”, destacou o advogado.

POSTADO POR CLEUMY CANDIDO FONSECA ÁS 07:52

“Bolsa paletó” favorece vereadores no RN

Da Folha.com

Os nove vereadores de São João do Sabugi (310 quilômetros de Natal) criaram um auxílio anual de R$ 525, apelidado pelos moradores de “bolsa paletó”, para que eles possam comprar a peça de roupa ou blazer.

O valor da bolsa corresponde a 35% do salário de R$ 1.500 dos vereadores, que não poderão participar das sessões sem paletó. O auxílio custará R$ 4.725 à Casa.

A criação do auxílio foi motivada após uma lei obrigar, desde julho, o uso de paletó ou blazer durante as sessões da Câmara da cidade. A gravata é dispensável.

A lei que obriga o blazer foi proposta pela mesa diretora e aprovada por unanimidade pelos vereadores. “Assim fica uma sessão mais organizada”, justifica o presidente da Câmara, Cipriano Neto (PR).

O autor da resolução que concede a bolsa, vereador Marcílio Dantas (PMDB), que tem um paletó no guarda-roupa, diz que “o importante é o trabalho em prol da cidade, mas [a aparência] também importa. Você não pode ir a uma reunião de chinelo”.

POSTADO POR CLEUMY CANDIDO FONSECA ÁS 07:49

Ministro diz que o filho não é ladrão. O filho, não!

Frase incisiva do ex-ministro Alfredo Nascimento (PR), da tribuna do Senado, agora à tarde, em seu retorno à chamada “Alta Câmara”, depois de sair pela porta dos fundos do Ministério dos Transportes:

- Meu filho não é ladrão!

P.S – Gustavo, um dos filhos do ex-ministro, criou uma construtora em 2005 (aos 21 anos) ao lado de dois amigos, com capital declarado de R$ 60 mil. Já em 2007, a mesma construtora tinha patrimônio superior a R$ 52 milhões, segundo dados do Ministério Público Federal (MPF).

Esse menino é um gênio. Bem que poderia ser ministro do Planejamento.

POSTADO POR CLEUMY CANDIDO FONSECA ÁS 07:47