3 de abr de 2014

REJEIÇÃO AO NOME DE HENRIQUE ALVES ,ESTIMULA CANDIDATURA DE ROSALBA À REELEIÇÃO,LEMBRE-SE GARIBALDI TINHA 23 PONTOS DE VANTAGEM EM CIMA DE WILMA,RESULTADO PERDEU A CAMPANHA PARA WILMA.



Pronto. O TSE atualizou seu site. E confirmou que a eleição suplementar de Mossoró está marcada para 4 de maio.

20140402-112138.jpg

Da União Brasileira de Divulgação ao blog do Sr. Raniele Gomes - Ofício 0234/2014



"Pra quem duvidou que o prefeito “MANO ONOFRE” não estaria entre os 100 prefeitos mais bem avaliados do Brasil, está ai a resposta e ela veio rápida."


Lamento profundamente a forma com a qual o cidadão de Olho D'Água dos Borges, Raniele Gomes tem se comportado nos últimos tempos, causa-nos uma indignação tremenda, haja vista que quando o mesmo chegou em nossa cidade, fora muito bem acolhido por toda população umarizalense, especialmente pelo prefeito Mano Onofre, que abriu-lhe todas as portas, entre elas, a do coração, uma porta que só é acessada pelas pessoas que se quer bem. De uma hora para outra ele passou a ofendê-lo, chegando ao ponto de desmenti-lo, e mais, de forma cruel, ele o caluniou, apontou, indagou, "pintou e bordou" num texto publicado em seu blog com o titulo "Seria cômico, se não fosse trágico...", que, tenho absoluta certeza de que não fora ele quem escreveu, mas que tem o seu apoio, e qualquer consequência será de sua responsabilidade, refiro-me a danos morais, que fique bem claro. Finalizo fazendo uso das mesmas palavras, com as quais o autor do texto "Seria cômico, se não fosse trágico" encerrou o texto em questão: "Como diz o sábio ditado, essa celeuma criada agora sem necessidade, seria cômica, se não fosse trágica..."

Procuradoria Eleitoral distribui para Fábio Venzon denúncia de propaganda antecipada no evento que anunciou candidaturas de Henrique e Wilma

Como o Blog havia informado, a Justiça Eleitoral vai investigar se houve propaganda antecipada no evento do PMDB e PSB realizado na sexta-feira, no Hotel PraiaMar.
O que seria uma reunião para informar sobre a aliança do PMDB com o PSB – ainda deixando o PR para a etapa marcada para o dia 5 de abril – foi um evento político fiscalizado.
Os discursos sobre candidaturas ultrapassaram o tom da legalidade, de acordo com o calendário, que só permite a propaganda depois de 6 de julho.
Nos discursos, quase com pedido de votos, dois destaques: o tom preocupado de Henrique, quando deixou claro que ali não era um evento político…mas ao mesmo tempo chamando Wilma de "minha senadora"…e o tom quase 'não tô nem aqui, essa não sou eu', de Wilma…o que chegou a provocar no noticiário, o clima de pouco aliada da ex-governadora, quando na realidade ela estava temendo mesmo era a fiscalização da justiça eleitoral.
O deputado-vice João Maia entrou mudo e saiu calado. Deixou os discursos para sábado…e a imprensa certa de que ele não estaria tão certo assim na chapa.
Uma denúncia foi feita à Procuradoria Eleitoral, que hoje transformou em procedimento e distribuiu para o procurador Fábio Venzon.
Caberá a ele investigar, inclusive, um ponto polêmico da denúncia: que os discursos teriam sido transmitidos ao vivo por uma emissora de rádio. 

FONTE: http://www.thaisagalvao.com.br/