18 de abr de 2016

Jornal UMARIZAL Notícias no AR a partir das 10h45 na Fraternidade Umarizal, falando sobre as próximas etapas do processo do Impeachment da presidente Dilma; E ainda entrevista UN, hoje com o blogueiro, Cleumy Candido Fonseca


Sete dos oito deputados federais do RN votaram a favor do impeachment


A bancada federal do Rio Grande do Norte votou, em sua grande maioria, votou favorável ao impeachment da presidente Dilma Rousseff. Dos oito deputados federais, apenas Zenaide Maia (PR) foi contra o afastamento da petista.

Zenaide compôs a Comissão Especial que analisou o pedido de impeachment, mas não chegou a votar o relatório do deputado Jovair Arantes (PTB-GO), favorável ao impedimento de Dilma por 38 a 27 votos. Ela renunciou sob a justificativa de problemas de saúde na família.

A votação se deu por ordem alfabética. O primeiro a votar, deputado Antônio Jácome (PTN) disse sim em nome do povo brasileiro e do norte-riograndense.

O deputado Beto Rosado Segundo(PP) agradeceu ao partido e fez menção ao seu pai, o ex-deputado federal Betinho Rosado. “Agradeço a todo o Partido Progressista que entendeu o sentimento das ruas e de toda sua bancada e votou majoritariamente. Fez questão de fechar o voto em favor do impeachment. Quero dizer aqui que nós temos a oportunidade de sonhar, de ter esperança por um futuro melhor. Quero saudar minha cidade Mossoró, a todo povo potiguar, minha família, meu pai Betinho Rosado que foi parlamentar há cinco mandados nessa casa. Meu voto é sim”, declarou.

Fábio Faria (PSD) também votou sim. “Pelo povo brasileiro e pelas instituições eu voto sim”. O democrata Felipe Maia justificou o sim dizendo que atende um anseio popular, visto nas manifestações realizadas contra o governo. “Pelo povo do Brasil, povo do Rio Grande do Norte que foram às ruas para pedir mudanças em nosso país. Eu voto sim ao impeachment da presidente Dilma", disse.

Rafael Motta (PSB) votou sim em nome dos jovens e das futuras gerações. Rogério Marinho (PSDB) também é a favor do impeachment da presidente Dilma. “Contra aqueles que se utilizam da Educação para doutrinar e assediar nossas crianças, contra toda essa quadrilha que se apoderou do nosso país, meu voto é sim”.

Na esperança de dias melhores, o deputado Walter Alves (PMDB) votou sim. “ Em nome do povo brasileiro, do povo do RN e dos 191 votos que me concederam eu voto sim”, disse Walter.

Única a votar contrária ao processo de impeachment, Zenaide Maia (PR) criticou o vice-presidente da República e o presidente da Câmara. “Pela democracia, pelos avanços sociais, por saber que Eduardo Cunha e Michel Temer não é solução para o nosso país e pelas famílias brasileiras, eu voto não”, justificou.

Do Nominuto

Parceiros da Informação