16 de nov de 2012

Médicos do Estado completam quase sete meses de greve


Os médicos que trabalham na rede estadual de saúde completam sete meses em greve no próximo dia 27. Ontem (15), eles fizeram um manifesto, denominado “Fora Rosalba”, contra o governo de Rosalba Ciarlini (DEM).
Categoria realizou uma caminhada que iniciou em frente à Associação Médica e terminou no Hospital Walfredo Gurgel.
De acordo com Geraldo Ferreira, presidente do Sindicato dos Médicos (Sinmed), a manifestação contou com a participação dos sindicatos dos funcionários da saúde, de odontologistas e membros do Sindicato Estadual dos Trabalhadores em Educação de Ensino Superior (Sintest).
“Todos nós estamos impacientes com o governo”, afirma Ferreira. Ao mesmo tempo em que ocorreu o protesto físico, houve um tuitaço, no qual usuários usaram as suas contas no Twitter para reclamar da gestão de Rosalba e colocaram a hashtag #ForaRosalba no final de suas postagens.
Os médicos solicitam que o Estado siga o modelo que foi adotado pelo Piauí, em que aderiu de forma gradativa o piso salarial nacional de R$ 9.813, numa jornada de trabalho de 20 horas. “Nosso piso nem chega a três mil reais e nossa carga horária é de 40 horas”, afirma. Ele disse que vai encaminhar a proposta do novo piso para o governo.
O Sinmed propõe que a adesão seja feita de forma gradativa. Quer dizer, que seja parcelado em 2012, 2013 e 2014. Geraldo Ferreira afirma que só podem ser nesses respectivos anos para que o problema se resolva logo na gestão atual.
“Teve uma questão que foi resolvida no final do governo de Wilma de Faria e não foi implantada com Rosalba Ciarlini”, justifica.
Esse impasse seria a implantação da gratificação de pessoas que trabalham em serviços de alta complexidade, como cirurgias e ambulatórios, que foi acordado quando Wilma de Faria ainda era governadora.
Além da adesão do novo piso, eles reivindicam melhores ambientes de trabalho, visto que algumas unidades de saúde estão com uma péssima situação e assim, dificulta os serviços dos médicos.
Geraldo afirma que o dormitório onde ficam os médicos em alguns hospitais está com as camas quebradas, banheiro é o mesmo para homens e mulheres e falta de insumos para os pacientes.

VEJA COMO FICOU O QUADRO POLITICO DA CIDADE DE SERRA DO MEL

PREFEITO:
MANOEL CANDIDO DA COSTA - PT - 4.049 votos.

IRMÃ LUCIA - PMDB - 3.926 votos.

TOTAL de votos dos Candidatos - 7.975 votos

MAIORIA DE MANOEL CANDIDO (13) SOBRE
IRMÃ LUCIA DE 123 votos.

Resultado final: TRE-RN

Total de Votos Apurados .... 8.348 votos

Manoel Candido da Costa, 4.049 votos

Lucia Maria de Oliveira, 3.926 votos

Total de Votos Brancos ... 103 votos

Total de votos Nulos... 270 votos.

Comparecimento de eleitores/as para votarem... 8.348 eleitores.
Abstenção... 719 eleitores.

Somando votos, branco + Nulos e de
Manoel Candido superar = 52,97%
Irmã Lucia = 47,03%


VEREADORES ELEITOS por
ordem de numero de votos.

Juninho Maia , 674 votos
suplentes: 1º suplente da coligação - Irmão Oliveira, 362 e
Angelo de Biu, 297 votos
Fabio Bezerra, 569 votos

Suplentes: Mercia Costa, 370 e Paulo da Piaui, 49 votos
Profª Erivaneide, 550 votos
Suplente: 1º Bras Lino, 121 e o primeiro suplente da
coligação: Irmão Oliveira, 362 votos

Moabe Soares, 508 votos
Suplentes . José Airton, 44 e Irmão Oliveira. 362
1º suplente da coligação.

Livia Azevedo, 498 votos
Suplentes: 1º Bras Lino, 121 e Irmão Oliveira, 362 votos
suplente da coligação.

Flavio, 444 votos
suplentes: 1º suplente da coligação - Irmão Oliveira, 362 e
Angelo de Biu, 297 votos

Vandre Veras, 391 votos
Suplentes: Mercia Costa, 370 e Paulo da Piaui, 49 votos
Zé da Pipa, 379 votos

Suplentes da coligação: Fernando Holanda, 238 e
Gilvaneide Filgueira, 225 votos
Castro Junior, 336 votos

Suplentes: Fernando Holanda, 238 e
Gilvaneide Filgueira, 225 votos
Todas essas informações estão publicada no portal do
www.tse.jus.br

Procurador-geral vê ‘novos indícios’ contra Micarla e volta a pedir quebra de sigilo

Situação de Micarla pode se complicar
A situação da prefeita afastada de Natal, Micarla de Sousa (PV), pode se complicar ainda mais. O procurador-geral de Justiça do Rio Grande do Norte, Manoel Onofre Neto, afirmou, em entrevista à InterTV Cabugi, que vai entrar, ainda nesta sexta-feira (16), com novo pedido de quebra de sigilo bancário e fiscal contra a prefeita e contra o ex-secretário municipal de Planejamento, Antônio Luna.

Entre os fatos novos que apareceram desde o afastamento da gestora, segundo matéria do repórter Ricardo Araújo, no portal G1/RN, está uma conta bancária na Caixa Econômica Federal (CEF), aberta em nome da Prefeitura, só que movimentada por meio dos CPFs de Micarla e Luna. “A rigor, seria uma conta no nome da Prefeitura Municipal de Natal. Mas quando se simula um depósito, aparece o CPF da prefeita afastada e o ex-secretário Antônio Luna como bases da conta", afirmou Onofre, segundo o G1/RN.

Para o procurador-geral, os fatos novos que surgiram desde o afastamento de Micarla são “ainda mais surpreendentes” e não teriam sido descobertos caso ela ainda estivesse no comando da Prefeitura. De acordo com a mesma matéria, Manoel Onofre vê "suspeitas robustas em diversas secretarias".

O G1 diz também que, nesta sexta-feira (16), o prefeito Paulinho Freire encaminhará, ao Ministério Público Estadual (MPE), Tribunal de Justiça (TJRN) e ao Tribunal de Contas do Estado (TCE), relatório preliminar sobre as finanças da Prefeitura de Natal.
defato