8 de jan de 2016

Nota zero para esses políticos de Umarizal ....


hoje quero pedir a Deus que interceda pela saúde da garotinha Joice Mirely Ferreira de Azevedo... Que está em Mossoró a mais de 15 dias esperando pra fazer uma ressonância maguinetica..

🙏eu também queria pedir a Deus que se possível mudasse o coração de cada político do nosso município, por que os que eles tem não estão servindo para ajudar o próximo não, só serve para ajudar a si mesmo.. É uma vergonha.

Família recebe retorno de consulta 11 anos após a morte da paciente


zilaParece surreal essa história, mas a história contada pelo G1 aconteceu com uma família de Alvorada, na Região Metropolitana de Porto Alegre, que se surpreendeu ao receber a resposta sobre uma consulta médica para uma mulher que morreu há 11 anos. A carta endereçada a Zila Bueno da Silva foi enviada pela Secretaria Municipal de Saúde em 16 de dezembro.
“Ela morreu em 2004 e 11 anos depois eles deram esse encaminhamento”, diz a microempreendedora Erni Hengen Almeida, filha da paciente. “A consulta para a qual ela recebeu o pedido de encaminhamento ocorreu no final de 2000 ou 2001, se não me engano”.
A filha diz que se sente revoltada não apenas pelo que considera um descaso por parte da prefeitura, mas também pelo fato da carta ter sido enviada na mesma época do ano do falecimento de sua mãe. “Ela morreu em outubro, e aí vem tudo de novo”.
Erni diz que essa não foi a primeira vez em que o retorno veio tarde. “O encaminhamento era para um reumatologista e minha mãe morreu de pancreatite. Só que tenho um tio que teve um câncer no intestino e que recebeu a mesma correspondência um ano depois de ter morrido. Como ele não conseguiu a consulta, nós tivemos que pagar particular, ele ficou internado e acabou morrendo”, lamenta.

Com redução expressiva, primeiro repasse do FPM ocorre hoje (08)


cinto_dinheiroCom redução de quase 13%, o primeiro repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) deste ano entra nas contas das Prefeituras nesta sexta-feira (08). O montante a ser distribuído é de R$ 2.072.013.144,34 ao considerar o porcentual destinado ao Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (Fundeb). Sem a retenção constitucional, em valores brutos, o valor chega a R$ 2.590.016.430,43.
De acordo com a Confederação Nacional de Municípios (CNM), em comparação com o primeiro decêndio de janeiro de 2015, a transferência do Fundo teve redução expressiva em termos brutos e reais de 12,98%. Isso, porque, o primeiro FPM do ano passado somou quase R$ 3 bilhões. No entanto, segundo esclarecimentos dos economistas da entidade, ao considerar o valor nominal e ignorar as consequências da inflação no poder de compra, o repasse apresenta retração de 5,77%.



Dados que confirmam a previsão do presidente da CNM, Paulo Ziulkoski. Ele acredita que o cenário econômico do país, o desequilíbrio da estrutura federativa e o processo eleitoral vão complicar ainda mais as gestões municipais e agravar a situação de muitos prefeitos. “Se 2015 foi ruim, 2016 será ainda mais difícil”, prevê o líder municipalista. Para ele, a queda nominal no primeiro repasse do Fundo traz mais um impacto aos Municípios e gera grande tensão, uma vez que historicamente janeiro é um dos melhores meses de arrecadação. “As prefeituras vão ter de lidar também ônus da alta inflação”, sinalizou.

Tiririca é um dos deputados federais mais presentes às sessões

Deu no Claudio Humberto:


Constantemente ridicularizado, Tiririca (SP), puxador de votos no PR, é um dos 19 deputados presentes em todas as sessões da Câmara.