20 de jan de 2014

Cenário político no Rio Grande do Norte segue sem definições a respeito de formação de chapas

O período de veraneio é de muitas articulações políticas nas casas de praia dos políticos. Nos alpendres se fazem conjecturas e alternativas para a formação de chapa. A eleição de 2014 é uma das mais atípicas pela quantidade de indefinições.

A situação provoca uma série de cenários expostos para um pleito em que o governador deverá sair de uma das chapas de oposição. Além disso, não há senador disputando a reeleição porque o mandato atual é exercido pelo veterano Garibaldi Alves (PMDB), que com mais de 90 anos não vai tentar mais um mandato.

Neste momento todos os principais líderes e partidos estão na oposição. O DEM da governadora RosalbaCiarlini está isolado até segunda ordem.

Há uma série de especulações. Numa é dada como certa a formação de uma chapa com Fernando Bezerra (governo), João Maia (vice-governador) e Wilma de Faria (Senado). Essa é a chapa dos sonhos do PMDB, mas há um problema: o PT. A legenda já tem Fátima Bezerra lançada para o Senado. Os petistas não aceitam se aliar com o PSB por causa da candidatura de Eduardo Campos a presidente da República.

O PT também não aceita dividir palanque com PSDB e DEM que podem se aliar ao PMDB.
As alternativas são tantas que o DEM poderia tirar o direito de reeleição de Rosalba e em troca indicar o vice da chapa do PMDB, que poderia ser o deputado estadual Getúlio Rego, além de garantir uma boa chapa proporcional.

Consta que para ser candidato ao Governo Fernando Bezerra exige não enfrentar Wilma. O problema é que a líder socialista lidera as pesquisas para Governo e Senado. Sendo a segunda disputa mais equilibrada com Fátima Bezerra, que tem um nome mais consolidado para o pleito. Mesmo assim, Wilma indicou esta semana que tem a vontade de exercer um mandato parlamentar.

Sem Fernando Bezerra, restaria ao PMDB buscar um outro nome internamente, mas há carência de quadros. Sobraria apoiar uma candidatura de outro partido, hipótese amplamente rejeitada pelos caciques. O nome natural no PMDB é o do ministro Garibaldi Filho, mas ele rejeita a ideia de entrar na disputa.

Se Wilma decidir disputar o Governo ela se isola porque o PMDB acomodaria Fátima na chapa do Senado. Restaria o PSD de Robinson Faria. O problema é que o vice-governador já se lançou candidato ao posto máximo da política potiguar. Após dizer que tem um plano B, o vice-governador avisou no Twitter que não está só.

O pessedista está à cavalheiro. Espera quem ficar de fora da chapa do PMDB para formar palanque. Ele só teria dificuldades para se aliar ao DEM. Com o PT haveria convergência caso Fátima não seja a "senadora" do PMDB. Com Wilma ele poderia ser deslocado ao Senado ou vice e versa.
Muitos capítulos serão escritos até que haja a definição das chapas que vão se enfrentar nas eleições do próximo ano.

Somente Robinson Faria e Fátima Bezerra têm projetos políticos expostos

Para as eleições deste ano apenas duas candidaturas majoritárias estão postas: a do vice-governador Robinson Faria (PSD) ao Governo do Estado e da deputada federal Fátima Bezerra (PT) ao Senado.
Presidente do diretório estadual do PSD, Robinson Faria só depende de si para entrar na disputa eleitoral na cabeça de chapa. Tem um partido na mão e já avisou que estava disposto a evitar uma "eleição por WO".

O vice-governador até aqui não se capitalizou em cima do desgaste da governadora RosalbaCiarlini, que desde outubro de 2011 sofre duras críticas por parte do pessedista. Ele vai mal das pernas na maioria dos cenários e só aparece bem quando o cenário exclui Wilma de Faria (PSB).

Já Fátima Bezerra aparece numa situação de maior competitividade para o Senado. Ela rivaliza com empate técnico nos cenários em que Wilma de Faria aparece como alternativa ao cargo.

O grande problema para a candidatura de Fátima ao Senado são as rusgas internas do PT que teve uma eleição interna traumática no fim do ano passado.

Por coincidência, Fátima e Robinson caminham para serem excluídos da chapa majoritária que está sendo montada pelo PMDB e podem se aliar nas eleições deste ano porque não há vetos do PT ao PSD.

Bruno Barreto
Editor de Política

Almoxarifado Secretaria de Saúde de Umarizal disponibiliza material hospitalar, odontológico e medicamentos para população.


A secretária de Saúde, Luzinete Freitas apresentou a imprensa o almoxarifado da prefeitura de Umarizal após o ambiente passar por uma reestruturação e readequação às normas determinadas pela vigilância sanitária para armazenamento de medicamentos e materiais médicos. A sala fica ao lado da Farmácia Básica.
“Aqui a gente tem o material hospitalar e medicamento hospitalar como também temos o material odontológico que os dentistas trabalham que é diferente. E guardamos parte da medicação da farmácia básica”, mostrou Luzinete.

De acordo com a secretária, todo material está armazenado seguindo as normas determinadas pela Vigilância Sanitária. “A medicação está toda sobre estrados, ela não está no chão, pois o medicamento não pode ficar em contato com o chão e ainda a sala esta refrigerada e separada e nós temos uma infraestrutura muito boa”.
 
 De acordo com o Farmacêutico-bioquímico, Talles Henrique o almoxarifado foi equipado com um ar condicionado e outro equipamento de controle da temperatura,. “O prefeito Mano nessa gestão conseguiu comprar dois ar condicionados de 18 mil BTUs, um pra farmácia e outro para o almoxarifado. E temos também um termo higrômetro, equipamento que serve pra controlar a temperatura, também aquisição da gestão de Mano”.
 
 
Sobre a medicação que distribuída a população carente, Luzinete disse que o município conta com bom estoque e que falta o mínimo. “É uma rotina, por que a gente fica despachando e fazendo pedido e em determinado momento falta, mas a gente faz de tudo para que não falte medicamento para assistir a nossa população”, concluiu.
 
fonte: pmu de umarizal

Governo informa que Arena das Dunas está 100% concluída


Sede de quatro jogos da Copa do Mundo FIFA Brasil 2014, a Arena das Dunas chegou a 100% de execução após 29 meses ininterruptos de obras.
Neste final de semana, o estádio construído pelo Governo do Rio Grande do Norte por meio de uma Parceria Pública-Privada com a OAS recebeu os últimos ajustes para receber a visita inaugural que a governadora Rosalba Ciarlini e a presidente Dilma Rousseff farão ao local na próxima quarta-feira, 22, a partir das 16h.
"Enfrentamos todas as dificuldades iniciais, readequamos o projeto existente, encaramos de frente as críticas iniciais e o certo descrédito de alguns mais aí está: a Arena ficou pronta e é de todos os potiguares", comentou a Governadora Rosalba Ciarlini no último sábado (18).
"E ela não foi erguida pensando só nos jogos da Copa do Mundo nem de longe se transformará num 'elefante branco'", ressaltou a Chefe do Executivo Potiguar.
"A Arena das Dunas vai ser um equipamento vivo no coração de Natal e vai orgulhar muito os potiguares nos próximos anos".
Ao todo, trabalharam no estádio cerca de 4.500 operários, responsáveis pela estrutura que terá 42 mil lugares, 10 mil a mais do que quando o Mundial deste ano for encerrado, 21 acessos, 38 camarotes, sala de conferência, sala de mídia, 30 banheiros, dois lounges VIP e 29 bares/restaurantes.
Além disso, foram entregues ambulatórios, academias de ginástica praça externa de 22 mil m² com piso intertravado para resistir a grandes concentrações de público durante os shows externos, auditório para 250 pessoas, escritórios/áreas comerciais, 1.700 vagas de estacionamento, campo com medidas de 105 m x 68 m e as 20 pétalas que compõem a cobertura que simula as dunas potiguares.
Toda a estrutura será mostrada para mais de 200 países que poderão assistir às partidas entre México e Camarões, no dia 13 de junho, Gana e Estados Unidos (16 de junho), Grécia e Japão (19 de junho) e Uruguai e Itália, no dia 24 de junho, todos válidos pela fase de grupos do Mundial.
Na próxima quarta-feira (22), a Arena das Dunas receberá uma visita inaugural da Governadora Rosalba Ciarlini e da Presidenta Dilma Rousseff, com a presença da imprensa e um número reduzido de convidados.
Na quinta-feira (23), a OAS promoverá, em parceria com o Governo do Estado, uma festa de comemoração privada para os funcionários e suas famílias, ocasião em que será descerrada uma placa com o nome de todos os trabalhadores.
A cerimônia será fechada e a imprensa só poderá acompanhar os primeiros 40 minutos, mediante credenciamento até as 18h do dia 22 (quarta) no email: governodorn@gmail.com
No domingo (26) a Arena será aberta a todo o público, mediante compra de ingresso, para assistir dois jogos: América x Confiança, pela Copa do Nordeste, e ABC e Alecrim, pelo campeonato potiguar. Os ingressos estão à venda na internet, sede dos clubes e na bilheteria da Arena.