17 de dez de 2012

Vanzinho Carneiro detalha como fez o 2º maior assalto da história do Brasil em 1982


Não fosse uma rápida troca de tiros entre bandidos e vigilantes, o maior roubo da história do Rio Grande do Norte teria sido tão fácil como tirar pirulito da mão de uma criança. O assalto aconteceu em maio de 1982, na efervescência da pré-campanha eleitoral para prefeito, vereador, deputado estadual e federal, senador e, pela primeira vez desde o AI-5, para governador, encerrando um ciclo de biônicos indicados pelo regime militar.

O assalto ocorreu entre as cidades de Caraúbas e Olho D'Água dos Borges, na região Oeste. O dinheiro, 94 milhões de cruzeiros destinados ao pagamento dos trabalhadores da emergência, era levado num veículo tipo Brasília. Estava em dois malotes. O bando estava num Opala ocupado por Vanzinho, Branquinho, Sidney e Maurício Carneiro.

Alguns detalhes desse assalto foram revelados em livro escrito por José Viana Ramalho, Dudé, que passou 20 meses preso, acusado de participação no roubo.Neste final de semana, novos detalhes vieram a público, contados por um dos protagonistas do assalto: o agropecuarista na época - e hoje cantor evangélico - José Vantuil Carneiro, o Vanzinho, condenado por este e outros crimes a 142 anos de prisão, mas que está livre, após cumprir a pena.

"A ideia era pegar 600 milhões de cruzeiros, direto do avião, mas houve um acidente de trânsito que impediu a ação no aeroporto [de Mossoró]", cofessa Vazinho, ao participar do "Cafezinho com César Santos", do Jornal de Fato, de Mossoró.

Ele confirma que o dinheiro foi roubado para financiar a campanha de Zimar Fernandes, candidato a prefeito de Caraúbas, e não para capitalizar o bando ou para compra de armas, como são comuns nesse tipo de crime. Vanzinho conta um fato pitoresco:

"Nós enterramos um saco do dinheiro no curral. Algum tempo depois cheguei na fazenda (Timbaúba, em Caraúbas) para pegar o restante do dinheiro. Eu era foragido da polícia, cheguei na propriedade, que estava fechada, e encontrei o saco de dinheiro dentro do curral. Estavam lá 54 milhões [de cruzeiros, a moeda da época]".

Na entrevista, Vanzinho inocenta Doutor Carneiro - considerado na época o "líder da quadrilha"- de qualquer participação no assalto. Na entrevista ele conta também como nasceram as divergências com outras famílias da região. As rixas terminara, numa sucessão de assassinatos, que tiveram como vítimas, entre tantas, os ex-prefeitos Zimar Fernandes e Agnelo Pereira e o advogado Antonino Carneiro Filho, o "Tonininho."

Da Tribuna do Norte

RESPEITO PELOS ERROS DOS OUTROS


Todos nós cometemos muitos erros durante a vida e na maioria das vezes queremos nos corrigir, porém pessoas em nosso redor querem nos criticar ou nos culpar por coisas que fizemos há anos atrás, é impressionante como não há empatia das pessoas em mostrar compaixão por erros que ficaram no passado e que atualmente nos causam vergonha e arrependimento. Outro ponto a destacar é como nós vemos as pessoas que deram meia volta em atitudes erradas e que se arrependeram? Como seres humanos somos críticos por natureza, porém ficar relembrando um passado de uma pessoa para envergonha - lá não é uma atitude lá das mais nobres, até porque todos nós temos coisas que fizemos e não sentimos bem por pensar nelas, você pode dizer: “há eu nunca erro, eu nunca fiz nada para me envergonhar”, te dou os parabéns, acabamos de achar um novo Jesus Cristo aqui para Terra, não se engane meu amigo você tem erros cometidos sim, você pode até querer tampar o sol com uma grande peneira, mais lá no fundo do seu coração, você sabe tudo que passou na sua vida e têm seus arrependimentos.


E se erramos em nossas ações, para que ficar falando mal do nosso próximo que também errou, não seria isto falta de consideração com nosso amigo, colega de escola, colega de trabalho e etc. Todos nós devemos procurar ver o que a pessoa tem de melhor, desta forma mostraremos um sentimento que está se tornando muito raro neste século, que é o amor pelo próximo. Talvez você esteja me perguntando o que causaria tanta vergonha na pessoa a ponto de ela querer esconder ou isolar o passado, existem muitos motivos e vou citar alguns, por exemplo, a pessoa usou drogas, bebida alcoólicas, ou talvez a pessoa se envolvesse em conduta promíscua, neste último caso tem haver com a atitude das mulheres que ficam mal faladas por andar com muitos parceiros, se envolveu com roubo, e há muitas coisas que a pessoa possa ter vivido por escolha na ocasião, mas que se arrependeu, deu meia volta em sua atitude, e não acho que ninguém tem o direito de culpa - lá por algo que não faz parte de sua realidade atual.


Moral da história, cada um de nós errou muito e continuaremos a errar e, claro que acertaremos de vez enquanto, porém admitir nossos erros e respeitar os erros do nosso próximo é uma questão de postura perante a realidade humana que vem de tempos atrás, imperadores erraram, presidentes erraram e erram, nós erramos e temos que conviver com essa realidade e respeitar nossos erros e os dos outros também, portanto, respeite quando alguém der meia volta na vida e corrigir os seus erros.

*Variedades1.com

POSTADO POR CLEUMY CANDIDO FONSECA ÁS 15:01

PSDB no caminho de Fábio Faria

Do Correio Braziliense

Depois de passar todo o processo de criação às turras com o DEM, o PSD ameaça comprar uma briga com o PSDB.

Os dois partidos têm exatamente 51 deputados, o que deixa em aberto de quem será a terceira indicação para as vagas na Mesa Diretora da Câmara no biênio 2013-2014, provavelmente a cobiçada primeira-secretaria. O embate terá que ser definido pelo atual comando da Casa. E não faltam polêmicas. Os tucanos juram que terão prioridade.

“O PSD já deve estar feliz por ter um assento à Mesa”, disse um interlocutor do PSDB. “Nós temos um deputado a mais que eles. Um dos parlamentares do PSDB mudou-se para o PEN”, retrucou o líder do PSD na Câmara, Guilherme Campos (SP).

A polêmica está em torno do deputado Berinho Bantim (RR). Ele deixou o PSDB para se filiar ao recém-criado Partido Ecológico Nacional. “Já fiz a nossa representação à Mesa Diretora mostrando que o PSDB perdeu um parlamentar, o que nos dá preferência nessa disputa”, declarou Campos. Os tucanos alegam que existia um prazo limite para transferências e que Berinho migrou para o PEN após essa data. “O PSD que vá reclamar com o Marco Maia”, desafiou um parlamentar do PSDB.

A presidência da Câmara terá que analisar a situação do PSD, mas o ponto inicial é se o partido criado por Gilberto Kassab tem ou não direito a um cargo na Mesa. O Regimento Interno da Casa diz que, para efeito de indicações para o comando do Congresso, valem as bancadas eleitas no início da legislatura — no caso, 2011. Mas naquela data, o PSD não existia.

A questão deve ser decidida até janeiro. Entretanto, assessores da Casa não veem muito sentido no indeferimento do pedido para que o PSD indique nomes para a Mesa. “Eles ganharam cargos, direito a constituir um líder, Fundo Partidário e tempo de TV”, explicou o assessor, pedindo anonimato.

O PSD já escolheu o nome do deputado que ocupará o cargo: Fábio Faria (RN). No caso do PSDB, o postulante é Márcio Bittar (AC).


Dario Vieira é Diplomado Prefeito Municipal de São Miguel.


O Juiz Eleitoral Felipe Luiz Machado Barros da 43º Zona Eleitoral diplomou neste último dia 13, o Prefeito eleito de São Miguel no último pleito, Dario Vieira de Almeida, o Vice-Prefeito Salismar Correia, Vereadores e Primeiros Suplentes.

A cerimonia aconteceu no Fórum de São Miguel com a presença também dos Prefeitos e Vereadores eleitos das cidades de Coronel João Pessoa, Francisco Alves – Pachica, Venha Ver, Expedito Salviano e Doutor Severiano, Carlos Aquino, todos acompanhados dos seus respectivos Vice Prefeitos.

Além dos representantes da Justiça Eleitoral do Rio Grande do Norte, foram convidados a participar da cerimônia de diplomação, os representantes do Ministério Público Eleitoral, da Ordem dos Advogados do Brasil - OAB, da Igreja Matriz de São Miguel Arcanjo e o atual Prefeito Municipal Galeno Torquato que ausente da cidade foi representado por um dos seus atuais Secretários.


Prevista no Código Eleitoral, a diplomação é considerada a última etapa do período eleitoral, que se inicia com as convenções partidárias, passa pela fase do registro de candidaturas, chegando ao dia da eleição. Trata-se de um ato formal, de competência da Justiça Eleitoral, que torna apto para a posse no cargo o candidato que se sagrou vencedor nas urnas.

Depois do evento, muitas comemorações aconteceram no município relembrando a vitória de Dario, Salismar e Galeno na eleição do último dia 07 de outubro em que o trio mostrou força politica junto ao povo micaelense e derrotou com uma maioria de 1.878 votos a candidata da oposição Nirinha Fernandes esposa do Deputado Raimundo Fernandes.