18 de jul de 2013

Minirreforma eleitoral que será votada em agosto sugere que políticos com contas rejeitadas concorram às eleições

|

Henrique Alves disse que a intenção da proposta é simplificar o processo eleitoral   

O presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), anunciou na manhã desta quarta-feira, 17, que a votação da minirreforma eleitoral vai ficar para agosto.
Henrique Alves disse que a intenção da proposta é simplificar o processo eleitoral. Ele lembrou que, hoje, quando uma candidatura é impugnada na última hora, a foto do candidato continua aparecendo na urna eletrônica, o que induz o eleitor ao erro. O texto em discussão fixa um prazo para alterações de candidaturas, justamente para evitar essa situação.
O presidente da Câmara disse ainda que as questões que são controversas serão esclarecidas no segundo semestre quando o debate for retomado. Ele lembrou também que o assunto foi discutido por 20 representantes dos partidos políticos.
Entre os temas controversos, está possibilidade de políticos concorrem às eleições mesmo que suas contas de campanha tenham sido rejeitadas em pleitos anteriores, desde que eles tenham prestado contas dentro do prazo legal. (Com informações da Agência Câmara Notícias).

Nenhum comentário:

Postar um comentário