27 de jun de 2012

Edivan Martins pode ser candidato do PV a prefeito


Apesar de a prefeita Micarla de Sousa (PV) ter decidido de última hora não disputar a reeleição, o Partido Verde (PV) deverá ter candidato a prefeito nas eleições de outubro. O presidente da Câmara Municipal de Natal, vereador Edivan Martins (PV), admitiu, em entrevista ao Diário de Natal, que poderá disputar a chefia do Executivo. Embora tenha enfatizado que seu projeto político atual é a renovação do mandato, o parlamentar disse que vai conversar com o partido e ouvir os aliados para tomar uma decisão.

Vereador ressalta que atualmente seu projeto político é concorrer à reeleição. Foto: Carlos Santos/DN/D.A Press


O primeiro nome cogitado para a disputa foi o do ex-deputado estadual Luiz Almir (PV), que desistiu. Os pevistas e progressistas querem Edivan na cabeça da chapa majoritária. "Meu nome está sendo cogitado. Tenho recebido muitos apelos da militância do partido, companheiros do PV e também de outras agremiações, como o vice-prefeito de Natal Paulinho Freire (PP), dos vereadores, que me ligaram hoje (ontem), fazendo esse apelo. Vou conversar com o PP e também com o Partido Verde (PV) e a gente tomará uma posição", declarou.

Apesar de ter ressaltado que atualmente seu projeto político é concorrer à reeleição, o parlamentar disse que não descarta a candidatura a prefeito. Edivan é visto como único nome viável para concorrer ao Executivo dentro do PV. "Até o momento, não cogito. Vou ouvir os companheiros de partido, os outros que integram esse arco de aliança para que a gente conjuntamente decida a posição que o partido irá tomar nessa eleição", declarou.

Segundo Martins, a decisão poderá ser protelada até a convenção do partido, que será realizada na sede social do América Futebol Clube, no sábado pela manhã. "O partido deve se reunir hoje (ontem) ainda para avaliar esse novo quadro, com a desistência da prefeita Micarla de Sousa, para ver o rumo que deve tomar nesta eleição. Nós queremos sair sim com candidato, dependendo dos nomes que se apresentem e diante da viabilidade desses nomes. Vai depender muito da reunião. Até a hora da convenção, tomaremos a decisão", declarou.

Apesar de o apoio de PV e PP ao pré-candidato do PMDB, deputado estadual Hermano Morais, ser cogitado nos bastidores, Edivan disse que a tendência, independente de ser o nome dele, é o lançamento da candidatura própria pelo PV. "Nós estamos em contato permanente com o vice-prefeito Paulinho Freire e com certeza iremos tomar uma posição conjunta. Não sabemos ainda qual. No primeiro momento, a posição do PV é de lançar uma candidatura dessa aliança", ponderou.

De acordo com Edivan, o ex-secretários de Obras Públicas e Infraestrutura (Semopi) Sérgio Pinheiro (PTN) também continuará no grupo. "Vamos ver o desenrolar das conversas, a militância do partido, os dirigentes de todos os partidos. O PTN também. Com certeza, iremos tomar uma posição que fortaleça esses partidos e marche para a vitória. A tendência mais forte é o lançamento de um nome saído desses partidos", finalizou.

deu no diario de natal online

--------------------------------------------------------------------------------




Nenhum comentário:

Postar um comentário