20 de jan de 2017

Após numerosos ataques no RN, ônibus continuam sem previsão de saída

Presidente do Sinto, Júnior Rodoviário confirmou a decisão de contrariar o prefeito, que na última quinta (19) havia se decidido pela normalização dos transportes
1
Reprodução
Transporte público segue sem previsão de funcionamento


Natal amanheceu nesta sexta-feira (20) ainda sem ônibus nas ruas. A decisão foi do Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário do Rio Grande do Norte (Sintro) alegando falta de segurança nos municípios potiguares. Não há previsão para liberação dos transportes públicos.
O presidente do sindicato, Júnior Rodoviário confirmou a decisão de contrariar o prefeito Carlos Eduardo Alves (PDT), que na noite da última quinta-feira (19) havia se reunido com sua cúpula em contato com o governador Robinson Faria (PSD) para decidirem, junto ao Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros do Município de Natal (Seturn) pela normalização dos meios de transporte público.
Desde a crise na penitenciária de Alcaçuz, 22 ônibus, dois micro-ônibus, um carro do governo do RN, um carro da STTU, um veículo do município e três da secretaria de Saúde de Caicó, e duas delegacias e um prédio público foram alvos da ação de criminosos que utilizam coquetéis molotov e galões de líquidos inflamáveis para incendiar o patrimônio público.

Nenhum comentário:

Postar um comentário