28 de dez de 2011

Pressionada pela sociedade civil organizada, Rosalba determina revogação do decreto que proibia manifestações públicas no Centro Administrativo

Bom senso. Foi o que teve a governadora Rosalba Ciarlini ao decidir pela revogação do decreto que proibia manifestações públicas no Centro Administrativo.

A decisão da governadora foi anunciada nesta terça-feira(27) após uma saraivada de críticas de sindicalistas, políticos e representantes da sociedade civil organizada, como a Ordem dos Advogados do Brasil(OAB-RN).

O ato revogando o decreto será publicado na edição desta quarta-feira(28) do Diário Oficial do Estado(DOE).

Segundo Rosalba, o decreto não cerceava a livre manifestação dos servidores públicos e outras categorias.

“O ato disciplinava o acesso ao Centro Administrativo, principalmente o direito ao desempenho das atividades dos que trabalham tanto na Governadoria quanto nas secretarias estaduais”, disse a governadora a governadora.

Não é verdade o que Rosalba afirma. O decreto é autoritário, ditatorial e vai de encontro às liberdades democráticas conquistadas com luta, suor e sangue pelo povo brasileiro.

É tanto que Rosalba, sob pressão, determinou que o decreto fosse revogado. Se o decreto não tivesse o caráter cerceador, a governadora não teria determinado sua revogação.

Aplauso para a governadora, que reconheceu o grave erro e, em tempo, mandou corrigi-lo.

A democracia agradece o gesto de Rosalba.

POSTADO POR CLEUMY CANDIDO FONSECA ÁS 08:37

Nenhum comentário:

Postar um comentário