24 de dez de 2011

JUSTIÇA CONCEDE LIMINAR PARA ENVOLVIDOS NO " MENSALÃO DA VILA "


A Tribuna do Norte destacou que os nove envolvidos na “Operação Mensalão da Vila”, do Ministério Público Estadual, ganharam o direito de liberdade na tarde de ontem. O prefeito, seis vereadores, um secretário e um ex-secretário do município de Vila Flor, a cerca de 80 quilômetros da capital, foram libertados após decisão do desembargador Dilermando Mota, do Tribunal de Justiça do Estado. Eles estavam presos desde a segunda-feira passada, quando foram surpreendido por denúncias de um suposto esquema de corrupção na cidade. De todos, apenas um teve a prisão revogada: o vereador Ailton Passos de Medeiros. O restante viu a prisão ser convertida em pena restritiva de direitos.
Isso significa dizer que apenas Ailton poderá retomar imediatamente o cargo de vereador em Vila Flor. O restante permanece afastado dos cargos conquistados. Para o advogado Hugo Holanda, representante judicial de Ailton Passos, o Ministério Público não provou o envolvimento do seu cliente com o suposto esquema de corrupção. “O Ailton não aparece em nenhuma gravação, sequer é citado. Mas foi preso por ser dono do único posto de combustível da cidade”, esclareceu.
Dentre os acusados estão o prefeito Grinaldo Joaquim de Souza (foto); Antônio Ivanaldo de Oliveira, irmão de Grinaldo; João Felipe de Oliveira Neto, secretário municipal de Obras de Vila Flor e os vereadores Pedro Francisco da Silva, Irinaldo da Silva, Ronildo Luiz da Silva, Sandro Márcio da Silva, Hilton Felipe de Oliveira, Ailton Passos de Medeiros, Vidalmir Santos Brito e Magno Douglas Pontes de Oliveira.

POSTADO POR CLEUMY CANDIDO FONSECA ÁS 08:37

Nenhum comentário:

Postar um comentário