3 de fev de 2017

Professor merece ganhar e ganhar bem, diz prefeita Elijane.






Foto: Reprodução / Raniele Gomes
O Umarizalense conversou na tarde desta quinta-feira, 02,  com a prefeita Elijane Paiva sobre toda a polêmica e repercussão da anulação das Letras dos servidores. A gestora afirmou que é compromisso seu, “até de campanha”, garantir que todos os servidores, principalmente os professores, tenham seus direitos assegurados. “Professor merece ganhar e ganhar bem”, afirmou.
A prefeita disse que, diante do inquérito aberto pelo Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) para averiguar a ilegalidade da progressão das Letras concedidas na gestão passada, não teve outra escolha a não ser assinar o decreto que anulou o benefício dos servidores. “Nós temos um compromisso com a classe, mas temos compromisso com responsabilidade. Não poderia pagar algo que o próprio Ministério Público decretou ilegal. Se o MPRN diz que é ilegal, eu vou continuar fazendo isso? Eu não tive outra alternativa a não ser ouvir o MP”, lamentou Elijane.




Além da ilegalidade, de acordo com a prefeita, confirmada pelo MPRN no caso das Letras, Elijane disse que tem enfrentado inúmeros desafios neste começo de gestão, principalmente relacionados a uma série de irregularidades que foram deixadas pela administração passada. A prefeita preferiu não entrar em detalhes, mas garantiu que assim que estiver com toda documentação em mãos, que comprove a situação delicada do município, irá apresentar a população. Um blog do município inclusive postou recentemente que a situação das contas do município “é gritante”.  A publicação destaca que débitos na CAERN, COSERN e com empresas de telefonia das gestões passadas começaram a chegar à Elijane, sem falar ainda de uma dívida milionária com a Previdência Social.
Do O Umarizalense

Nenhum comentário:

Postar um comentário