22 de mai de 2013

ONDE VAMOS CHEGAR / Pai e filho matam pai e filho por causa de uma galinha em Natal, diz polícia

Vìtimas e suspeitos bebiam na frente de casa, na rua Cecília do Nascimento, no loteamento Bom Jesus
(Foto: Matheus Magalhães/G1)
As polícias Civil e Militar do Rio Grande do Norte estão a procura de dois homens, pai e filho, identificados apenas como João Batista e Neguinho, suspeitos de matarem dois homens a facadas e tiros na noite desta terça-feira (21) no bairro de Lagoa Azul, na zona Norte de Natal. As vítimas também são pai e filho. Segundo informações da Delegacia de Plantão, João Batista, que é o pai suspeito, matou o pai, vítima, com golpes de faca, chegando a decepar um dos dedos da mão dele. E o filho do suspeito, o Neguinho, logo em seguida, matou o filho da vítima com três tiros de espingarda calibre 12. A mãe do rapaz assassinado presenciou os crimes. À polícia, ela contou que tudo aconteceu por causa do roubo de uma galinha.
 
As vítimas foram identificadas como Francisco de Aires Nunes da Silva, de 52 anos, e Francivan Nunes da Silva, de 24. Ainda de acordo com informações repassadas ao G1 pela delegacia, os dois estavam bebendo com João Batista e Neguinho na frente de casa, na rua Cecília do Nascimento, no loteamento Bom Jesus, quando houve um desentendimento. “Os quatro estavam numa bebedeira. Num determinado momento, o Francisco acusou um dos suspeitos de ter roubado uma galinha do quintal da casa dele. Eles discutiram e João Batista e Neguinho foram embora ofendidos, prometendo vingança”, disse a plantonista da delegacia.
Ainda de acordo com a policial, Francisco ficou inconformado e foi atrás dos dois para tirar satisfação, armado com uma foice. “Houve luta corporal e João Batista, que também já havia se armado com um facão, acabou matando Francisco”, disse. “Em seguida, o filho de João, o Neguinho, pegou uma espingarda calibre 12 e foi atrás de Francivan, filho de Francisco. Ele matou o rapaz na frende da mãe dele. Foram três tiros”, acrescentou a plantonista.
A PM foi acionada e realizou diligências pelas região. Até o momento, no entanto, ninguém foi preso. A Polícia Civil considera João Batista e Neguinho foragidos.

FONTE:G1.COM/RN

Nenhum comentário:

Postar um comentário