27 de jul de 2012

Prefeito de Frutuoso Gomes/RN foi cassado pela Justiça Eleitoral


A Justiça afastou ontem à tarde o prefeito Lucídio Jácome, de Frutuoso Gomes/RN, acusado de ter sido eleito em 2008 comprando votos com o Cheque Reforma.
Tão logo recebeu a sentença, o prefeito e seus auxiliares seguiram imediatamente para Natal, onde vão recorrer da decisão no Tribunal de Justiça do Estado.
Assim como Lucídio Jácome, outros prefeitos do Rio Grande do Norte também estão com cargos ameaçados devido ao caso do Cheque Reforma.
No caso, durante a campanha em 2008, agentes do Governo do Estado foram flagrados distribuindo Cheques Reforma em Frutuoso Gomes.
Lucídio, como candidato do PSB, ou seja, do partido da ex governadora Vilma de Faria e do ex governador Iberê Ferreira, seria o beneficiado no processo.
O caso ficou configurado e inclusive serviu de base para o Ministério Público estadual pedir na Justiça a punição de políticos de outras cidades.

Em Natal, o prefeito cassado Lucídio Jácome contratou o escritório do advogado Erick Pereira para defender seus interesses no Tribunal de Justiça.



DECISÃO:

Diante do exposto, Julgo PROCEDENTE o pedido para reconhecer que os representados LUCÍDIO JÁCOME FERREIRA e MARIA VERA LÚCIA
RODRIGUES DE OLIVEIRA praticaram conduta vedada prevista no art. 73, inc. IV, da Lei nº 9.504/97, bem como captação ilícita de sufrágio e, por isso,
condeno-os, cada um, ao pagamento de multa de cinco (05) mil UFIR, bem como casso-lhes, respectivamente, os diplomas de prefeito e vice-prefeita do município de Frutuoso Gomes.

Em face do imediato efeito da cassação dos mandatos dos representados (art. 41-A, da Lei 9.504/97), atualmente Prefeito e Vice-Prefeita de Frutuoso Gomes, oficiem-se:



Fonte: No Minuto.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário